14/11/08

SECRETÁRIO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA DEFENDE A LAVRATURA DE TERMO CIRCUNSTANCIADO PELA PM

VALE LEMBRAR QUE POR CÁ - RJ - A LAVRATURA DO TERMO CIRCUNSTANCIADO PELA POLÍCIA MILITAR, EXPERIÊNCIA COROADA DE ÊXITO NAS CIDADES DE CAMPOS DOS GOYTACAZES E SÃO GONÇALO, FOI INTERROMPIDA POR INICIATIVA DOS DELEGADOS ÁLVARO LINS E MARCELO ITAGIBA.

VALE LEMBRAR AINDA QUE A DESPEITO DA MANIFESTAÇÃO FAVORÁVEL DE SÉRGIO CABRAL, A QUESTÃO PERMANECE ESTRANHAMENTE NEGLIGENCIADA PELA SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA.

RESTA PERGUNTAR:

QUAIS SÃO OS VERDADEIROS INTERESSES DOS DELEGADOS DE POLÍCIA QUE DESGRAÇADAMENTE E APESAR DA NOTORIEDADE DA PRÓPRIA INCOMPETÊNCIA AINDA "COMANDAM" A SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO RJ?

8 comentários:

Anônimo disse...

Marcelo Itagiba e Álvaro lins??? hummmm aí tem!!!!

Anônimo disse...

Amigos e amigas

O MOVIMENTO PRÓ-DEMOCRACIA CONVIDA PARA:

>>PROTESTO<<
Data: 17/11/2008.
Horário:12h00min (Concentração)
Local: Cinelândia
Traje: Preto, luto
Espírito: Apartidário e Pacifista
LEVE 1KG DE ALIMENTOS NÃO-PERECÍVEL

vamos caminhar até o Ministério público.

Anônimo disse...

VEJAM SÓ!

CLÁUDIA COSTIN, escolhida para a Educação, a economista foi ministra do governo FH.
Especialista em gestão pública, ela tem perfil técnico, segundo Eduardo Paes.

Tem uma denuncia interessante na revista Época de 1999,

"Cláudia Costin, secretária da Administração e do Patrimônio, foi uma das criadoras dos programas de demissão voluntária (os PDVs) (...) No dia 31 de janeiro passado, Costin aderiu a um PDV, mas isso não significou que saiu da folha de pagamento do governo - continua recebendo o salário de secretária, de R$ 6.400. Ela rescindiu seu contrato de trabalho com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e recebeu R$ 63.657,76 para sair do emprego."

"Os PDVs oferecem um pagamento adicional, para que os funcionários deixem o emprego, maior que a indenização que receberia se fosse simplesmente demitido. No caso de Cláudia Costin, o incentivo foi inócuo por duas razões. Ela tinha peso zero na folha de pagamento do Serpro, pois desde 1991, quando foi cedida para o Executivo, o governo federal reembolsava a empresa estatal pelo salário pago à funcionária. Trinta dias antes de aderir ao programa, foi nomeada e empossada na Secretaria da Administração e do Patrimônio para o segundo mandato do presidente Fernando Henrique. Mesmo demitida do Serpro, Costin continua trabalhando e recebendo dos cofres públicos."

"Seu marido, Nabuco Barcellos, entrou na empresa em agosto de 1968. Tinha mais de 30 anos de serviço. Recebeu ao todo R$ 270 mil (incluindo FGTS e outras vantagens) para deixar o serviço público. Não deixou. É hoje diretor da Dataprev, estatal do Ministério do Trabalho e Emprego, com salário mensal de R$ 8.500. Com exceção do Serpro, nenhuma empresa pública ou privada contempla em um PDV empregados que estão às vésperas de se aposentar, como era o caso de Nabuco."

Anônimo disse...

Tudo bem, todos sabem que o Sr é amigo pessoal do Coronel Menezes que articulou os dois processos.
Será que dito Oficial Superior não está muito calado? Será que ainda podemos esperar alguma coisa dele?
Gostaria que o Sr respondesse.

Anônimo disse...

MISTURARAM O FARELO DOS PORCOS,PARA MIM POLITICO É IGUAL A PORCO,COMEM TODOS NA MESMA GAMELA,SE ESFOLAM UNS AOS OUTROS MAS DEPOIS SE MISTURAM,LEIAM.








Rosinha almoçou com Sérgio Cabral




A prefeita eleita de Campos, Rosinha Garotinho almoçou ontem(14), no Palácio Laranjeiras com governador Sérgio Cabral, para apresentar projetos de parcerias entre a prefeitura e o governo do Estado.Como afirmou durante a sua campanha, Rosinha demonstrou que as diferenças políticas não serão um entrave nas questões administrativas. A cidade de Campos encontra-se numa situação gravíssima como todos sabem e é importante parcerias com o governo do Estado e com o governo federal.



Vários assuntos foram discutidos e o governador Sérgio Cabral, que estava acompanhado do vice-governador Pezão e de vários secretários, se mostrou sensível aos pedidos de Rosinha e se comprometeu a ajudar o município de Campos.Rosinha demonstrou sua preocupação com a dengue, já que Campos é o terceiro município em número de casos da doença no estado do Rio de Janeiro. O secretário de Saúde, Sérgio Côrtes – que participou do almoço – se comprometeu para dentro de duas semanas ir a Campos e se encontrar com Rosinha para ver de perto a situação.



A secretaria de Segurança também vai analisar a questão do aumento da violência no município.Cabral ainda concordou em passar para a prefeitura de Campos a administração do balneário da Lagoa de Cima e do Distrito Industrial – CODIN.Também ficou previamente acertada, uma parceria entre a FAETEC e a secretaria municipal de Educação para capacitação profissional, conforme Rosinha prometeu na campanha.



Por fim o governador Sérgio Cabral se ofereceu para ser intermediário entre Rosinha e o presidente Lula para que possam ser acertadas parcerias também na área federal.Foi uma demonstração de maturidade política. Como disse Rosinha “assuntos políticos devem ser tratados na esfera partidária”. Hoje, Campos precisa de todos nós e o mais importante não são brigas políticas e sim, a união e ajuda de todos para recuperar a nossa cidade.

Anônimo disse...

BOPE VAI AO JACARÉ APREENDE GRANDE QUANTIDADE DE DROGAS E MATERIAL BÉLICO, MAS IMPRENSA SE VOLTA APENAS PARA NOTICIA DA """""POLICIA INVESTIGATIVA OPERACIONAL"""""ISTO É SACANAGEM, INCLUSIVE A OPERAÇÃO DO BOPE FOI SEEM UM TIRO SE QUER E SEM ARRUAÇA,MAS COMO ESTA TUDO VENDIDO PARA A IMPRENSA É ISSO AI, VIVA AO BESTRAME QUE É DA LAIA DO PINOQUIO É DA TURMA DO FARELO QUE OS PORCOS COMEM NA GAMELA.

Anônimo disse...

A MÍDIA GLOBAL ESTÁ VOLTADA SÓ PARA OS SEUS INTERESSES $$$. TODOS SABEM QUE AS ORGANIZAÇÕES GLOBO NÃO GOSTA DA PMERJ, E VEM NOS ULTIMOS ANOS DESMORALIZANDO A CORPORAÇÃO!!!!

Luiz Alexandre disse...

Bem... Não desmerecendo a ação do BOPE que foi maravilhosa. Mas 100 quilos de cocaína com grau de pureza de 94% e uma .30 são uma apreensão melhor, em termos de cifras, que 500 kg de maconha. A cocaína e a .30 valem muito dinheiro. A imprensa sabe disso e divulgou mais.

Mas o que foi mais legal na apreensão do BOPE, além da quantidade, foi as máquinas de cartões de crédito. Cred-Vício...

Além dessas ainda houve a apreensão de um ou dois fuzis na área do 9o. Sexta-feira passada os policiais estavam com tudo!!!

Parabéns a todos.