14/01/09

Como acabar com o PIG

"Em outubro de 2008 os Policiais Civis do Estado de São Paulo estavam em greve. O blog FLIT PARALISANTE (http://flitparasilante.blogspot.com) tinha se tornado um importante - se não o principal - meio de comunicação entre os grevistas. Debates eram travados, notícias divulgadas, rumos traçados.
No dia 23 de outubro o Juiz DAVI CAPELATTO, do Departamento de Inquéritos Policiais e Polícia Judiciária - DIPO, determinou que a GOOGLE tirasse do ar aquele blog. O mandado foi cumprido no dia 31 de outubro, quando descobriram a inversão nas sílabas na URL do blog - flitparaSILAnte, ao invés de flitparaLISAnte, e o blog saiu do ar. Este mesmo mandado determina que a GOOGLE providencie, 'DE MODO PEREMPTÓRIO' que o blog não atue mais nos seus domínios.
Com a ajuda de diversos leitores e fãs, o Dr. Guerra reconstruiu o FLIT PARALISANTE na url http://flit-paralisante.blogspot.com. A greve terminou, mas o FLIT continuou sendo o norte de muitos colegas, que, inconformados com os desmandos da administração e com a corrupção instalada na instituição POLICIAL CIVIL, lá debatiam, entre outros, esses dois temas.
No dia 09 de janeiro de 2009, o mesmo Juiz DAVI CAPELATTO retorna à carga, intimando novamente a GOOGLE para que fornecesse os dados do responsável pelo FLIT PARALISANTE. Desta vez a origem do mandado foi inquérito policial movido por JOSÉ SERRA e outros. A GOOGLE, de imediato, tirou o blog do ar.
Como o FLIT é fênix (plagiando o Ligeirinho), foi novamente disponibilizado em outro endereço (
http://flitparalisante.wordpress.com).
Está aí o caminho das pedras para acabarmos com o PIG. Vamos detonar um por vez.
Peguemos o integrante do PARTIDO DA IMPRENSA GOLPISTA escolhido - por exemplo, a GLOBO - escolhamos uma matéria qualquer e representemos, na 4ª Delegacia da DIG/DEIC, por crime contra a honra. Se entrarmos com umas 100 representações, é provável que pelo menos um dos inquéritos policiais seja distribuído para o Dr. DAVI CAPELATTO.
Partindo do princípio que 'TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI', é claro que o Dr. Capellato, agindo em coerência com as convicções demonstradas no caso do FLIT PARALISANTE, de imediato determinará que, preventivamente, a emissora saia do ar... mesmo que o processo esteja, ainda, na fase do inquérito policial. Mesmo que as partes não tenham sido ouvidas. Mesmo que a reclamação seja quanto a uma matéria específica, não se referindo ao todo da programação. Mesmo que o sagrado direito à defesa não tenha sido concedido ao acusado. Determinará, ainda, DE MODO PEREMPTÓRIO, que a emissora NUNCA MAIS atue no território nacional.
Repitamos o procedimento com a Folha, o Estadão, a Veja, etc., etc., etc.
E pronto. Estamos salvos.
Abraços,
Flávio Lapa Claro
Investigador de Polícia
DAS/DEIC
http://investigadordepolicia.blog.br
".

Nenhum comentário: