02/05/09

Pobre Rio de Janeiro !






7 comentários:

Anônimo disse...

Acho que gritaram pega ladrão lá no engenhão, se não, por que outro motivo o Paes estaria correndo!
kkkkkkkk

Anônimo disse...

Acho que era medo de bala perdida!
kkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão...

Anônimo disse...

Se gasta tanto dinheiro assim com gastos superflos, por que não investir na segurança pública para todos os cidadãos do Rio de Janeiro?

Anônimo disse...

VCS REPARARM COMO O PREFEITINHO FILHOTE DE PINOQUIO ESTÁ PARECENDO UM PORQUINHO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
GORDO IGUAL A UMA PORCAKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKCADA POVINHO TEM O PREFEITINHO QUE MERECEKKKKKKKKKK

JOÃO MEIER

Anônimo disse...

Governo do Estado do Rio de Janeiro e os descasos

Só gostaria de saber por que o Rio, como, se presencia a cada dia na mídia, o Estdado mais violento da Federação, nunca se vê um Governo de verdade, isto é, uma gestão capaz de resolver, ou ao menos de minimizar o problema da Segurança Pública?? Desde que entrei para uma Corporação integrante da Segurança Pública Fluminense, só vejo politicagens e falsas promessas de campanhas no tocante à questão salarial, a qual se revela o principal problema desse serviço público essencial; Contudo, quando os "políticos" são eleitos, simplesmente esquecem o que prometeram e governam somente com medidas eleitoreiras e com propagandas eleitorais "positivas", nada mais que isso, e ainda se acham capazes de angariarem uma nova eleição, ou até mesmo de concorrerem ao cargo de Presidente da República. Que fenômeno é este que existe no RJ?? Não consigo entender o por quê disso?? Se a Segurança é o principal problema, como pode ser assistido cotidianamente, por que não há interesses políticos para sanar o atual quadro caótico que assola o Estado?? o que há de errado com esses supostos governantes?? Seria a falta de compromisso, a falta de caráter, a corrupção ou a real incompetência?? O que seria??

Anônimo disse...

ACHO QUE NÃO HOUVE ATO FALHO.EU OUVI A ENTREVISTA E, DE IMEDIATO, PERCEBI A "SINCERIDADE" DO ENTREVISTADO AO DIZER "CONIVENTE".É A REALIDADE DOS FATOS.