20/11/2006

Esclarecimentos desnecessários.

Mas, de qualquer forma, vamos lá...
A despeito do que quem quer que seja possa estar pensando, infelizmente, não sou o autor do popular blog 200 anos (http://projeto200anos.blogspot.com/).
Digo infelizmente, pois, para mim, seria motivo de júbilo trazer à luz tamanha gama de denúncias, com a riqueza de detalhes aparentemente ostentada.
Todavia, confesso, jamais o faria no anonimato (acho que meu DNA não permite).
Assim que descobri o blog e a possibilidade de adicionar comentários, passei a fazê-lo.
Agora, talvez até possa dizer que “faço parte do blog”, pois, embora continue a desconhecer totalmente a identidade de seus "proprietários", logrei publicação de textos de minha autoria e, quem sabe, certo "direito de hereditariedade" sobre o mesmo.
Falando muito sério, faço votos de que as atividades (e audiência) do blog permaneçam, independentemente de quem venha a ocupar os principais cargos na Corporação, pois podem representar importante ferramenta à aposição de freios às eventuais atividades e deliberações contrárias aos interesses públicos e discordes, ainda, da legislação vigente.
A propósito, gostaria de renunciar às deferências feitas à minha pessoa (certamente, exageradas e da lavra de amigos), certo de que as considerações desairosas acrescidas têm muito mais a contribuir para meu desenvolvimento pessoal e profissional.
Para encerrar, gostaria de insistir na necessidade de que todas as denúncias lá mencionadas, inclusive, nos comentários, sejam devidamente apuradas.

6 comentários:

Alexandre de Sousa disse...

Quando tomei conhecimento do Projeto, logo no início dele, suspeitei logo que o Sr. seria um dos autores. Porém, a relação Maj Wanderby e Projeto sempre esteve bem clara nos textos que foram sendo expostos, e agora mais ainda. É um preço pago pelo "DNA", pois, caso tivesse feito como todos (denunciando anonimamente) não precisaria esclarecer nada. Na verdade, mesmo assim não precisa, já que tudo está escrito e assinado nos textos que têm sido veiculados. A transparência torna desnecessário, como já foi dito no título.

Anônimo disse...

Espero que o senhor, que se diz corajoso e coerente com seu posicionamento desative a censura do seu blog, e mais, que alerte aos autores do "200 anos" que agindo assim são tão frouxos e covardes quanto qualque um que queiram criticar.

Anônimo disse...

Sr Maj Wanderby, caso o senhor ~queira continuar alinhado com o seu bumbo entre o pé direito e o esquerdo (já que existe censura em seu blog) nunca deixe de ler o do cadete do 3º ano, pois ele tem coragem para receber críticas sem o medo que as verdades escondidas apareçam.
ass. Contra os falsos moralistas

Wanderby disse...

Anônimo, obrigado pelo "toque".
Conforme sugerido, a moderação de meu blog será desativada (assim que eu descobrir como fazê-lo).
Quanto ao 200 anos, sugiro que poste, você mesmo, tal comentário no blog; e quanto ao blog do Cadete Alexandre, militar digno de louvor, pode estar certo de que sou leitor assíduo.

Alexandre de Sousa disse...

Espero que isso não seja uma tentativa de jogar um cadete contra um major, oficial este com quem aprendo desde o período que serviu na APM até os dias atuais, através do blog.

Ao "Contra os falsos moralistas", responderei aqui exatemente o que respondi em meu blog, ao comentário que este anônimo fez.

"Como bem sabe, aceito críticas e opiniões no Diário de um PM e não costumo fazer censura, pois a liberdade de expressão é um direito constitucional. Porém, posso fazê-la sem melindres, se os comentários atentarem contra os meus princípios ou do blog, principalmente se forem anônimos, algo que abomino, tanto quanto a Constituição. Gostaria então, que da próxima vez, se identificasse e desse o “nome aos bois” em vez de postar anonimamente, como o faz o Projeto 200 anos, objeto de suas próprias críticas."

Anônimo disse...

Caro Cadete Alexandre..
Seu diário não tem 03 folhas e já aparenta ter em vista as maçanetas governamentais onde poderá trilhar com sucesso sua carreira, através do corrimão da bajulação. Preocupe-se caro cadete com sua vida profissional, aprenda a avaliar quanto custa uma noite insone, alimentada a cigarros, aprenda o desvalor do sono intranquilo após uma noite em claro, onde pela manhã ao tentar concilia-lo ouvirá o radio da Vtr chamando e verá em seus sonhos o tremeluzir da sinaleira da vtr. As questões que hoje afligem uma parcela da Instituição, são mais afeitas a homens calejados como o Maj Wamderbi e não a tí nobre cadete que inicia em 02 ou 03 dias sua vida profissional, que até agora não ultrapassou, os quatro 04 Cm de margem do LPD do Al. de Dia ou ainda os muros a APM D. João VI (que era um glutão, parasita,era corno, tomou um banho na vida e quando retornou a Portugal, quebrou pela 1ª vez o Banco do Brasil), quem deu o nome a Escola, ou sabia muito bem que foi D.João VI, ou não conhecia nada de sua vida. Caro Cadete, vá namorar uma PM Fem, tome um porre de vez em quando, faça umas "merdas" com seus companheiros de turma, aproveite sua juventude, vá estudar para não receber aulas nas delegacias de sujeitos que com certeza são verdadeiros idiotas e tentarão bancar o sabido nas suas ocorrências. Agora se você me acha um "Zé mané" e pretende andar sempre cheiroso, preferir o terno ao MUG, acredita que aquela mulambada do ISP tem a solução para os nossos problemas e por fim que a esculhama de bajuladores, pernósticos, cabotinos,maçanetas e abridores de porta de toda sorte que hoje infestam e entulham gabinetes governamentais, são seus ídolos parabéns você está no caminho certo.