16/11/2007

Secretaria de Segurança Pública responde às críticas de relator da ONU.

"Agência Brasil
RIO - A Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro divulgou nota oficial na quarta-feira afirmando que vai continuar com sua política de enfrentamento ao tráfico de drogas no estado.
A nota é uma resposta ao relator da Organização das Nações Unidas sobre Execuções Extrajudiciais, Sumárias e Arbitrárias, Philip Alston, que está no Brasil desde a semana passada e tem criticou a suposta agressividade da polícia do Rio.
Segundo a Secretaria de Segurança, além de agir de forma ativa, as polícias fluminenses têm atuado com inteligência e planejamento, o que teria trazido resultados visíveis para a sociedade, como a redução dos assassinatos, crime que teria apresentado decréscimo de 700 casos nos dez primeiros meses deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Ainda de acordo com a secretaria, 'confrontos são indesejáveis, mas em nome dos direitos humanos e coltetivos, não há como recuar desta obrigação', quando se está combatendo traficantes com armamentos de guerra. Entre outras questões, o relator da ONU criticou o uso do veículo blindado da polícia, o Caveirão, e a operação policial que deixou 19 mortos no Complexo do Alemão em junho deste ano
." (http://jbonline.terra.com.br/extra/2007/11/15/e151125518.html).

Tenho a impressão de já ter lido ou ouvido a mesma coisa antes.

Mas, e quanto às más condições de trabalho e à baixa remuneração?

6 comentários:

Anônimo disse...

A questão dos PÉSSIMOS salários não foi rebatida pelo governo.

Preferiram fazer vista grossa e mudar de assunto.

Caberia a nós mantê-la em evidência e perguntar o que o governo desse PILANTRA pensa a respeito!

Anônimo disse...

Quanto ao uso da força da forma como vem ocorrendo, embora receba críticas de alguns segmentos,
entendo estar correto, face às condições de enfrentamento apresentadas pelos traficantes. Entretanto, promover esse combate com Instituições Policiais nas condições precárias em que se encontram é, no mínimo, uma irresponsabilidade do Governo Estadual.

Anônimo disse...

Gostaria de ver um tópico comentado por vc sobre a operação na vila cruzeiro que deixou ferido 6 moradores, e ainda como pode um capitaõ da briosa morar no alto leblon, e ter seu laptop sony vaio informações sigilosas em cas.

Wanderby B. de Medeiros disse...

Sugiro que acesse www.falandodepolicia.blogspot.com

Anônimo disse...

A resposta do governo deveria ser a ocupação definitiva do Complexo do Alemão.O governo tem como obrigação resgatar a autoridade do estado naquela região.

Os criminosos do Complexo do Alemão devem ser caçados e retirados do convívio da sociedade.
É inadmissível que os bandidos e seus aliados continuem agindo e afrontando impunemente.

A prisão ou morte de todos os criminosos do Complexo do Alemão é a resposta que o governo nos deve.


CIDADÃO FLUMINENSE

Anônimo disse...

Censurou né?
Então aquele é o seu calo?
A tá!
Fica tranquilo que a memória dele (vc não) merece meu respeito.
Morre por aqui.