30/06/2008

Sérgio Cabral tem razão!

Na noite de hoje, ouvi declarações de Sérgio Cabral, governador do RJ, acerca do recente e lamentável episódio que culminou no homicídio do estudante Daniel Duque, em Ipanema.
Em sua falação, além de informar haver reduzido "barbaramente" o número de policiais militares à disposição de outros órgãos, Sérgio Cabral aludiu não ser a primeira vez em que episódio de tal natureza se verificava e que o policial militar apontado pela prática do delito não estaria preparado para o exercício da função da qual estava incumbido.
Redução de efetivo à disposição à parte, acredito que Sérgio Cabral tem absoluta razão quanto à falta de preparo do policial militar em questão. Afinal, não parece que a prestação de segurança privada a filho de membro do Ministério Público seja algo inserto no perfil profissiográfico dos integrantes da Polícia Militar e nem mesmo no rol de atribuições constitucionalmente vinculadas à Instituição.
Não creio que haja matéria específica nos cursos de formação da Polícia Militar voltada, por exemplo, a locais e condutas a serem evitados por filhos de titulares de "proteção policial militar", sejam seus pais promotores, deputados, prefeitos, vereadores, desembargadores ou mesmo governadores.
O governador tem razão!
Na esteira também da liberdade de expressão, aproveito o ensejo para expressar que acredito que pelo que vem (e pelo que não vem) demonstrando, Sérgio Cabral Filho não está preparado para o governo do RJ.
A propósito, não tenho recordação de declarações de Sérgio Cabral Filho ou mesmo de José Mariano Benincá Beltrame acerca de outro lamentável e recente episódio ocorrido no RJ. Falo de mais uma criança alvo de "bala perdida" durante a execução da "política" de segurança pública vigente no estado. Falo do homicídio de Ramón Fernandes Dominguez, de seis anos de idade; da manhã de sábado e da Favela do Muquiço.

5 comentários:

Anônimo disse...

Esse crime, certamente, não teria ocorrido se o Sr. Sérgio Cabral fosse preparado o suficiente para fazer valer a sua palavra, ao menos no tocante à sua determinação para ser corrigido desvio de função de policiais-militares.

juntos somos fortes disse...

Mais uma "falação" meramente política. Os "pretorianos" continuarão prestando serviços fora da Corporação, em total arrepio à norma Constitucional, assim como os cursos de formação continuarão medíocres em paralelismo com os salários.

Resumindo: nada mudará!

a missão tem de ser cumprida disse...

o meu questionamento não é se o rapaz ou o policial, estavam certos ou não.

a minha "ira"(isso mesmo, ira) é o governador vir a público para rotular de despreparado, de descontrolado um policial formado pelo estado, que ele próprio governa e é comandante supremo das forças policiais.

o despreparo da polícia fluminense é fruto dos consecutivos despreparados, descomprometidos, mal intencionados e incompetentes governos a que é submetida e subordinada a população e as polícias fluminenses.

uma máxima do militarismo consiste em dizer que a tropa é o reflexo de seu comandante.

então dizer o que de um governo que se auto-rotula?

não quis dizer que a mãe de ipanema é melhor que a mãe do muquiço; ou vice-versa.

mãe é mãe em qualquer lugar e classe social, mas desde antes este senhor mostrou pra quem governa e sempre aparece em casos de destaques na mídia para fazer promoção pessoal e de governo para as classes mais favorecidas.

recentemente decretou 03(três) dias de luto pela morte do Sr. jamelão, mas não disse uma palavra de consolo, sequer, para a família do SGT CORDEIRO, que tombou no exercício da função.

um Sr. que não cumpre com as suas promessas de campanha e ainda se sente ofendido quando questionado sobre.

é de lamentar, que se o governo se mostra despreparado e descompromissado a sua linha de subordinação não teria de maneira alguma, condições de mostrar-se contrário ao exemplo que recebe.

meus sentimentos, para as duas mães que hoje choram a perda de seus filhos!

Anônimo disse...

Esse governador está impregnado com o " fermento dos fariseus "( hipocrisia), o qual Jesus Cristo nos adverte tanto, pois até parece que não tem nenhuma responsabilidade na falta de investimento na formação do Policial.
Tomará que esse povo acorde e atente para o mal que eles fazem a si mesmos.

Anônimo disse...

PM é culpado só por ser PM; PM é suspeito só por ser PM; PM ganha mal; PM não é valorizado;PM é muito cobrado. Será que fomos nós mesmos que crucificamos Jesus Cristo, na figura do soldado romano?
Que profissão ingrata sô!