27/01/2008

27/01/08-Marcha democrática de militares estaduais.




Foi um sucesso!

Sem maiores comentários e diante de acontecimentos recentes, importa ressaltar a necessidade de ações mais incisivas em prol do resgate da cidadania dos militares fluminenses.

O QUE ESTÁ EM JOGO (E, AO QUE PARECE, BASTANTE AMEAÇADO E AVILTADO), CHAMA-SE HONRA.

BASTA DE ATOS PÚBLICOS ISOLADOS.

É HORA DE AÇÕES MAIS OBJETIVAS.

É HORA DE VENCER O MEDO E A ACOMODAÇÃO.

É HORA DE LUTA OU DE CAPITULAÇÃO.

É HORA DE "SOCO NA MESA".

VAMOS À LUTA!

"CLUBE DE OFICIAIS", 29/01/08, 1900 H (DIA "D").

8 comentários:

Anônimo disse...

Senhores,
O que comentar sobre a entrevista dada pelo Sr. Secretário de Segurança ao Jornal O Dia onde diz:
“Essa instituição está dando a resposta a ponto de merecer o retorno salarial? É confiável? Tem credibilidade?”
Ainda mais vindo do Secretário de Estado de Segurança Pública...
Senhor Beltrame o que lhe leva a achar o contrário?
No campo do policiamento ostensivo fardado a Bissecular PMERJ ao longo de sua história sempre esteve presente na defesa do povo fluminense, renovando o seu juramento de "Servir e Proteger" com seu próprio sangue, nenhum outro profissional, nenhuma outra Instituição legitimou mais sua existência como PALADINA DA SOCIEDADE FLUMINENSE que a PMERJ basta ver nas estatísticas quantos PMs morrem todos os anos para defender a Sociedade Fluminense.
O crime cometido pelos Policiais do 3º BPM não pode servir de pretexto para um ataque como esse desferido pelo Senhor a Instituição, pois historicamente a PMERJ é enérgica e não compactua com seus integrantes que cometem desvios de conduta e, em sua maioria os PPMM são honestos e trabalhadores como qualquer categoria profissional, faltou educação e respeito por parte do Senhor;
Senhor Secretário pergunto:
Qual instituição está dando a resposta a ponto de merecer o retorno salarial?
Qual é confiável?
Quem tem credibilidade dentro do Serviço Público?

Seriam as chamadas Carreiras Jurídicas?
Vamos ver os fatos:
Infelizmente vivemos em um país de muitas injustiças sociais e, não podia ser diferente na administração pública, corrupta e ineficiente.
As diferenças salariais pendem favoráveis a quem pode causar o mal, neste caso após a Carta Magna de 1988, os Desembargadores, Juízes, Procuradores e Promotores ficaram com um poder muito grande dentro do estado Democrático de Direito, poder dado para defesa dos interesses coletivos, porém nada mudou na qualidade do serviço público nem melhorou para a coletividade, a saúde pública é péssima, o ensino público está falido, o salário do médico e ruim, o salário do professor miserável...
Este quadro demonstra que a chamada “carreira jurídica” parece ter resolvido o seu problema e o poder conferido a ela pelo povo na carta Magda foi utilizado para garantir salários astronômicos dentro do funcionalismo público todos ganham inicial acima de R$ 20.000,00.
Será que um Promotor, Juiz ou Defensor valem 10(dez) médicos da rede estadual de saúde?
Será que um Promotor, Juiz ou Defensor valem mais que 10(dez) professores da rede estadual de ensino?
O professor ou o médico não podem exercer a coerção, através de ações judiciais quem terminam nas mãos de colegas da mesma categoria profissional, que Promotores e Juízes podem exercer, porém não são menos importantes.
Hoje dificilmente veremos um jovem dizer que sonha ser professor ou médico.
Pergunto isso é bom para o País?
Um país sério jamais deixaria acontecer uma distorção desta proporção dentro do seu funcionalismo público, mas estamos falando de um país que prefeitos roubam dinheiro da merenda escolar e do uniforme dos alunos da rede pública de ensino, que fiscais criam um esquema “propinoduto” para mandar dinheiro para Suíça, que fiscais roubam cerca de 01 Bilhão de Reais dos impostos que seriam destinados a saúde, educação...
Tal distorção é estranha pelo lado da balança que pende favorável, o pior é que este lado deveria ser o que deveria por dever de ofício promover a justiça (Judiciário) e o outro o que deveria fiscalizar a aplicação da lei (MP).
Mas nesta terra abençoada de Vera Cruz diz o ditado:
“Farinha pouca meu pirão primeiro”
Seu discurso é pouco consistente e, lamentável por vir de um Policial...

turma 76 disse...

Depois do que fizemos hoje, acho que não restam mais dúvidas.
As "pontes" que atravessamos já foram "dinamitadas", não há como retroceder!

JUNTOS SOMOS FORTES!

Subten disse...

Diante da assertiva do secretário de segurança de que a PMERJ não recebe aumento porque não é confiável e nem tem credibilidade acho que só há uma solução: ou ficamos nós ou ele na segurança pública. Depende dos Sr Oficiais demostrar que ele é um falastrão e que nós temos força e honra! è só determinarem o fiel cumprimento de todas as normas, regulamentos e leis. Não há de se falar em paralização, apenas de requerer do secretário a efici~encia de dar-nos viaturas, coletes, rádios, etc para o cumprimento do serviço policial. Sem isso o PM NÃO PODE ir ás ruas, não é questão de não querer é de não poder. Basta a ordem dos Sr. Só isso!

Anônimo disse...

Ainda sobre o estúpido comentário do Sr. Beltrame!!!

Nós leitores do Blog vamos ajudar nosso "limitado" Secretário a entender a Segurança Pública:

O Rio de janeiro tem uma boa rede de saúde pública estadual?
Resp.: Não!

O Rio de janeiro tem uma boa rede de ensino público estadual?
Resp.: Não!

O Rio de janeiro tem uma boa política de primeiro emprego no nível estadual?
Resp.: Não!

O salário do professor da rede estadual é bom?
Resp.: Não!

O salário do médico da rede estadual é bom?
Resp.: Não!

Os profissionais da segurança pública estão satisfeitos?
Resp.: Não!

Como o Senhor tem coragem de jogar a culpa na PMERJ, em um Estado onde o Governo pratica uma política que o joga no nível de qualidade de vida só comparável com o de províncias de países como Angola que viveu 26 anos de guerra civil, tenho pena de sua ignorância.

Anônimo disse...

ESSE GAÚCHO É UMA PIADA,O QUE ELE FALOU É UMA BRINCADEIRA OU ENTÃO ESTA COM MEDO DE PERDER A TETA DO DESGOVERNO.ELE DEVERIA SE PREOCUPAR COM AS VIATURAS QUE ANDAM PELa zona norte COM PNEUS CARECAS, ESCAPAMENTOS FURADOS, LATARIA TOTALMENTE ARRANHADAS E COM MARCAS DE TIROS, PINTURA QUASE NENHUMA NAS VIATURAS, FALTA DE COLETE PARA CADA POLICIAL POIS É UM EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL E NÃO COLETIVO, FALTA DE RÁDIOS, FALTA DE CUTURNOS, UNIFORMES TUDO ISTO É OBRIGAÇÃO DESTE DESGOVERNO.O FATO QUE ACONTECEU NO 3º BPM É UM FATO ISOLADO ENTÃO ESTES GAÚCHO DEVE TER RESPEITO COM OS COMPONENTES DA PMERJ, POIS NÃO SOMOS PALHAÇOS,APESAR DO CARNAVAL ESTAR RONDANDO A NOSSA CIDADE.ENTRETANTO VOU PERGUNTAR A ESTE GAÚCHO PQ O SEU DESGOVERNO DEU DO MEU DO NOSSO DINHEIRO 5.000.000,00 PARAAS ESCOLAS DE SAMBA, QUE SÃO COMANDADS POR BICHEIROS (BANDIDOS CONDENADOS PELA JUSTIÇA ESTADUAL E FEDRAL) E COMANDADAS POR TRAFICANTES QUE SÃO BANDIDOS, SABES RESPONDER?SEU GAÚCHO.
NA POLICIA FEDERAL TAMBÉM ESTA CHEIO DE BANDIDOS INCLUSIVE UNS QUE ROUBARAM MILHÕES E OUTROS QUE DAVAM COBERTURA QUANDO OS BICHEIROS SAIAM DA CADEIA PARA IREM AOS MÉDICOS E AGORA SENHOR GAÚCHO VC TEM RESPOSTA?NÃO CHAME TODOS DE PALHAÇO,POIS É UMA FALTA DE CARATER MUITO GRANDE DE SUA PARTE, A NOSSA SOCIEDADE É TODA CORROMPIDA, NO SEU MEIO DE HOJE TAMBÉM DEVE TER MUITOS SAFADOS E QUE NÓS POBRS MORTAIS NÃO SABEMOS, OLHE SEU RABO ANTES DE FALAR DOS OUTROS.E A POLICA CIVIL SÓ TEM HONESTOS TAMBÉM?NO SECRETARIADO DO ESTADO SÓ TEM HONESTOS?NO MEIO DOS DEÚTADOS DESTE ESTADO SÓ TEM HONESTOS?VAI PROCURAR SUA TURMA E PARE DE FALAR BESTEIRA,POLICIAL DE GABINETE,PEGA UMA ARMA E VAI SUBIR O ALEMÃO, QUERO VER SE VC É MACHO MESMO, MAS COM SALARIO DE PMMM,30,00 POR DIA,VC VAI?RESPONDE SEU GAÚCHO.

JOÃO CARA PRETA

Anônimo disse...

TURMA 76 ESTÁ CERTO:
Não pode voltar,
Não pode voltar...
Não pode parar,
Não pode parar...
Tem que continuar,
Continuar,
continuar.........

Anônimo disse...

Paga essa merreca para a tropa e tem a coragem de indagar se prestamos um bom serviço!!!!!
Prestamos sim!!!!
Pois com esses salários, equipamentos, desmembramento do poder discricionário da Briosa, mortes diárias de companheiros, outros, que vergonhosamente são espostos na imprensa e secretários de governo que para justificarem suas incopetências jogam a culpa na Briosa por tudo. Mesmo assim, milhares de homens e mulheres saem todos os dias de casa com um só objetivo: Servir e Proteger.
Por tanto, prestamos um bom serviço sim!!!!!
Vou deixar contra-perguntas a ele:
- Será que o meu chefe dá o retorno salarial que eles merecem?
- Será que o meu trabalho é confiável?
- Eu tenho credibilidade diante dessa tropa, para exigir dela os sonhos políticos do meu chefe?

Alguém deveria explicar a ele, que antes de meter o malho nos seus comandados, ele primeiro deveria exigir de seu chefe salários e condições dignas de serviço.
Até por quê, sem isso, ele, o secretário, não tem como fazer um bom trabalho.

Anônimo disse...

E o Sr. Secretário vem falar em insubordinação em reportagem ao jornao "O Dia" ?? Ainda bem que o Sr. Secretário de Segurança José "Ariano" Beltrame se lembrou que nós vivemos em um Estado Democratico de Direito e não em um Estado totalitário. Não houe qualquer insubordinação em nosso movimento. Talvez ele esteja acostumado a ver insurbordinação na instituição de onde ele veio. Não é demais lembrar que os princípios da hierarquia e disciplina não vogoram apenas nos órgãos militares, mas em todas as eferas da administração pública.
Foi um ato democratico e consciente que demonstra o amadurecimento dos mêmbros dessa corporação bicecular.