29/01/2008

VOCÊ SE IMPORTA?







8 comentários:

Anônimo disse...

Li no jornal as opções do nosso querido governador para a sucessão do Cmt Geral...nada é tão ruim que não possa piorar...parece que realmente querem enterrar a Corporação.

Anônimo disse...

Até eu que sou bombeiro me senti ofendido pelo secretário, mesmo sabendo que ele estava se referindo a Polícia Militar.
Mas se eu ganho mal, também fui criticado pelo secretário, que me acha imcompetente e não confiável, no mínimo.
A dez anos na corporação, nunca ganhei tão mal, mesmo tendo graduado.
tirei serviço no domingo, fui comandante de viatura em quatro ocorrências, envolvendo salvamento de passoas. Isso tem algum valor? Tenho credibilidade?

PRAÇA Q01 CBMERJ disse...

EU ME IMPORTO, NÃO APENAS PELA MINHA RIDÍCULA REMUNERAÇÃO.

EU ME IMPORTO COM AS DUAS MAIORES E MELHORES CORPORAÇÕES DESTE PAÍS ESTAREM SENDO HUMILHADAS E DESTROÇADAS POR UM GOVERNADOR "NERO" QUE PREFERE BOTAR FOGO NO ESTADO AO INVÉS DE MOSTRAR O SEU RESPEITOS PELOS BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES.

EU ME IMPORTO, DE VER UM SER RIDÍCULO DE OUTRO ESTADO VIR TRABALHAR AQUI NO RIO DE JANEIRO E DEFECAR PELA BOCA PALAVRAS CONTRA A POLÍCIA MILITAR.

EU ME IMPORTO, DE VER MUITOS OFICIAIS POR 30 MOEDAS DE PRATA SE VENDEREM A UM GOVERNADOR QUE MANDA DIARIAMENTE SEUS SUBORDINADOS PARA A MORTE SEM SE IMPORTAR COM EQUIPAMENTOS, VIATURAS E ARMAMENTOS AOS CACOS.

EU ME IMPORTO, EM VER NÃO APENAS A MINHA MAS A FAMÍLIA DE QUASE TODOS OS PRAÇAS PASSAREM PRIVAÇÕES, NÃO POSSUÍREM UM SISTEMA DE SAÚDE DESCENTE OU ESTUDO COMO OS PLAYBOYS DOS FILHOS DE NOSSO GOVERNADOR POSSUEM.

EU ME IMPORTO, DE SABER QUE TUDO PODERIA SER DIFERENTE, SALÁRIOS DÍGNOS, EQUIPAMENTOS MODERNOS, TRATAMENTO DESCENTE.

EU ME IMPORTO...

E OS SENHORES, CORONÉIS?

Anônimo disse...

MAIS UM PINOQUIO APARECEU ELE É UM FANFARRÃO,VEJAM:

"Este governo sabe que é necessário recuperar o salário da tropa - um dos mais baixos do país - e não vem economizando esforços para isso. O Secretário José Mariano Beltrame se dedica integralmente a esta melhora salarial desde o primeiro dia de administração. Logo no primeiro ano concedeu um aumento, fato inédito em administração pública, e sempre deixou claro que assim que tiver condições financeiras, as polícias serão beneficiadas", diz a nota.

Anônimo disse...

As pontes que ultrapassamos foram destruídas. agora é lutar até a morte contra esse secretário safado e o governador pinóchio!

precisamos dar o troco nessa série de agressões que nos fizeram

precisamos também tirar a limpo a traição do cel Lopes.

não quero sentir vergonha de mim mesmo ao me olhar no espelho.

Monica Reis disse...

Major! Ao sr. nosso apoio!

Anônimo disse...

OAB: Cabral precisa reformar a polícia e não exonerar comandantes

JB Online




RIO - O presidente da OAB do Rio de Janeiro(OAB-RJ), Wadih Damous, defendeu hoje que o governador Sérgio Cabral promova com 'muita urgência' uma ampla reforma na polícia do Estado, passando não apenas pelo combate à corrupção mas, também, pela melhoria salarial do policial, condições de moradia e de trabalho e melhor equipamento de trabalho para aqueles que enfrentam os bandidos nas ruas e nas favelas.

- Não adianta o governador tomar medidas isoladas, como exonerar comandante hoje, exonerar um policial amanhã. É preciso que haja um conjunto de medidas que vão desembocar na ampla reforma da polícia - afirmou Damous durante entrevista antes da reunião do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Segundo o presidente da OAB do Rio de Janeiro, o Estado precisa, também, impor preceitos éticos, respeito à lei e ao regulamento. - A polícia não desrespeita a lei quando comete atos de corrupção. Ela também desrespeita a lei quando mata sem motivo, mata em execuções, quando aceita propinas, quando aceita 'bico' por conta dos maus salários pagos pelo Estado. É preciso que sejam implementadas medidas amplas, uma reforma geral e que,obviamente, implicaria na faxina de alguns setores da polícia - disse Damous.


[ 15:06 ] 29/01/2008





OAB: Cabral precisa reformar a polícia e não exonerar comandantes

JB Online




RIO - O presidente da OAB do Rio de Janeiro(OAB-RJ), Wadih Damous, defendeu hoje que o governador Sérgio Cabral promova com 'muita urgência' uma ampla reforma na polícia do Estado, passando não apenas pelo combate à corrupção mas, também, pela melhoria salarial do policial, condições de moradia e de trabalho e melhor equipamento de trabalho para aqueles que enfrentam os bandidos nas ruas e nas favelas.

- Não adianta o governador tomar medidas isoladas, como exonerar comandante hoje, exonerar um policial amanhã. É preciso que haja um conjunto de medidas que vão desembocar na ampla reforma da polícia - afirmou Damous durante entrevista antes da reunião do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Segundo o presidente da OAB do Rio de Janeiro, o Estado precisa, também, impor preceitos éticos, respeito à lei e ao regulamento. - A polícia não desrespeita a lei quando comete atos de corrupção. Ela também desrespeita a lei quando mata sem motivo, mata em execuções, quando aceita propinas, quando aceita 'bico' por conta dos maus salários pagos pelo Estado. É preciso que sejam implementadas medidas amplas, uma reforma geral e que,obviamente, implicaria na faxina de alguns setores da polícia - disse Damous.


[ 15:06 ] 29/01/2008

Anônimo disse...

A PMERJ PRECISA DE NO MÍNIMO 55% DE AUMENTO SALARIAL EM NO MÁXIMO 10 PARCELAS!