04/03/2007

Integração? Um bom exemplo vindo de Goiás.

"REAJUSTE e EQUIPARAÇÃO SALARIAL...
TERMO DE ACORDO ENTRE SSPJ/PM/BM/AGANP E ENTIDADES REPRESENTANTES DE CLASSE PM/BM

Acordo de Política Salarial para a categoria de Militares de Goiás será efetivada de forma gradual a partir de junho/2006, a integração salarial entre Polícia Militar – PM, Bombeiros Militar – BM e Polícia Civil, estabelece a seguinte correspondência entre cargos/salários com a Polícia Civil:
PRAÇAS PM-BM/AGENTES E COMISSÁRIO DE POLÍCIA MILITAR


OFICIAIS PM-BM/DELEGADOS DE POLÍCIA CIVIL


Para atingirem a equivalência salarial entre PM/BM e PC a citada correspondência será feita em forma de subsídios pagos em parcelas, efetivadas conforme as datas estabelecidas na tabela abaixo:
Tabelas de Cargos e Salários
CARGOS DE PRAÇAS e PRAÇAS ESPECIAIS PM/BM
PROPOSTA DE SUBSÍDIO DOS CARGOS DE PRAÇAS PM/BM


PROPOSTA DE SUBSÍDIO DOS CARGOS DE OFICIAIS PM/BM


O encaminhamento do anteprojeto de lei que fixa o Subsídio como forma remuneratória dos militares estaduais e seus pensionistas é uma resposta a antigas reivindicações por melhorias salariais, bem como equiparação entre as remunerações das policiais de Goiás (Polícia Militar, Civil e Corpo de Bombeiros).

É importante ressaltar que os descontos relativos à Ajuda de Fardamento e Fundo de Assistência Social continuarão sendo aplicados e reajustados na mesma data e proporção do aumento salarial cabível aos militares em sua data base, ou por eventual promoção de posto ou graduação.".

Disponível em: http://www.pm.al.gov.br/intra/modules/wfsection/article.php?articleid=212


Mas e aqui no RJ, o que fazer?

Proposta 1
1. Fixação de remuneração por subsídios para Delegados de Polícia e Militares estaduais, atribuindo-se os seguintes valores aos Delegados:

2. Estabelecimento de paridade salarial entre Capitães e Delegados de Polícia de 1ª classe.
3. Escalonamento vertical, a partir do índice alusivo ao posto de Capitão (ascendente e descendente).
4. Fixação de data-base para reajuste anual dos subsídios, com arrimo na arrecadação estatal.

Sendo assim, teríamos:


Proposta 2
1. Fixação de remuneração por subsídios para Militares estaduais.
2. Estabelecimento de paridade salarial entre Tenentes Coronéis e Delegados de Polícia de 1ª classe.
3. Fixação de data-base para reajuste anual dos subsídios, com arrimo na arrecadação estatal.

Sendo assim, teríamos:


Proposta 3
1. Fixação de remuneração por subsídios para Militares estaduais.
2. Estabelecimento de paridade salarial entre Coronéis e Delegados de Polícia de 1ª classe.
3. Fixação de data-base para reajuste anual dos subsídios, com arrimo na arrecadação estatal.

Sendo assim, teríamos:


Proposta 4
1. Fixação de remuneração por subsídios para Delegados de Polícia e Militares estaduais, atribuindo-se os seguintes valores aos Delegados:

2. Estabelecimento de paridade salarial entre Coronéis e Delegados de Polícia de 1ª classe.
3. Escalonamento vertical, a partir do índice alusivo ao posto de Coronel.
4. Fixação de data-base para reajuste anual dos subsídios, com arrimo na arrecadação estatal.

Sendo assim, teríamos:

Embora as propostas tenham abarcado a adoção de estrutura remuneratória calcada em subsídio, cabe ressaltar que, feitas as devidas adaptações, o modelo atual pode ser perfeitamente contemplado com sua implementação.
Perdoem, mas creio que tenha olvidado as demais categorias da Polícia Civil (peritos, comissários, etc), mas, na verdade, espero que os próprios Delegados de Polícia estejam preocupados com a remuneração das mesmas. Ou será que somente o fazem com relação a si próprios?

19 comentários:

Anônimo disse...

Sr. Maj Wanderby

A comissão que estuda a proposta de aumento na PMERJ está formada. O Sr. irá apresentar a ela essas propostas para estudo? Terão eles coragem de propor tais tabelas ao Comando Geral? Terá o CMT Geral coragem de levar ao Governador? E no final, caso alguém 'roesse a corda', o Sr. como Oficial Superior, diria aqui, quem roeu (A comissão, o CMT Geral ou o Governador)? Afinal, se queremos mudanças, não acha que nós é que teremos que impulsiona´-las?

Com Respeito e profunda admiração,

Ten PM Excallibur.

Anônimo disse...

Isso msm Maj Wanderby, vamos querer saber quem "roeu a corda"!

Anônimo disse...

Amigos, se tem alguém q não tem medo de se expor na PM, esse alguém é o Maj Wanderby.
Ass Cap Comando

Anônimo disse...

Pela demora em responder, podemos perceber quem foi o primeiro a roer a corda, rs...é sempre assim..belos discursos, apenas para tentar manipular as massas...

Samango.

Anônimo disse...

Samango, o q eu ouvi falar foi em 25%...bom, isso é a contra-informação q jogaram lá na SESEG...mas pra refletir nossa necessidade, no mínimo 50% de aumento....Sergio Cabral, toma vergonha....

Anônimo disse...

Eles na verdade, podem dar 25,15 ou 10% parcelados em 15 vezes... o que não pode (ou não deveria...) acontecer, são os nossos 'lideres' aceitarem caladinhos...
Fica aqui o exemplo de como funciona: O Maj Wanderby lançou lenha na fogueira, apresentando propostas de aumento, que poderiam ser estudadas. Perguntado se ELE como 'Oficial Superior(??)' teria a coragem e dignidade de apresentar tais propostas à comissão formada na PMERJ para estudar os aumentos (Outros ditos 'Oficiais Superiores'...)nada respondeu!!
E por falar nisso...cadê o Sr.Maj Wanderby?? Estaria por aí, cobrando o uso regulamentar da cobertura, ou está tentando contactar alguém da Comissão que estuda os aumentos, para apresentar a proposta?? Nós praças, com certeza, esperamos nesse momento, que seja a última opção.

Samango.

Wanderby (wanderby@oi.com.br) disse...

Meu caro
Pode estar certo de que tenho feito as duas coisas.
Saudações

James Kroff disse...

leia hoje no blog: "O alvo da chibata"

- Com a palavra, seu Creysson!!!

falando sobre o CFS/06....

leia e dê sua opinião: www.oalvodachibata.blogspot.com

James Kroff disse...

de acordo com as informações, nosso governador está disposto realmente a valorizar a nossa corporação com um aumento digno, mas segundo especulações negativas, existe uma corrente na secretaria de administração mostrando que o máximo possível seria 25% em 12x, pois o caixa do governo está baixo. e tmb a secretaria de educação está se movimentando para tentar entrar nesse barco. mas acho pouco provável.

vamos torcer para que a comissão especial do aumento saia com uma respota satisfatória para a tropa e que convença o Governo...

fraterno abraço,

avante guerreiros, retroceder jamais.

Anônimo disse...

JÁ QUE O GOVERNADOR FAZ TANTA QUESTÃO DE IR NA FORMATURA DE SOLDADOS E CABOS DA PMERJ, VAMOS VER O QUE ELE TEM A DIZER SOBRE O AUMENTO. VAMOS ESCUTAR CALADOS DEBAIXO DE UM SOL DE 40 GRAUS E SEM SE MEXER. ESPERO QUE POSSAMOS CAIR PELO SOL NA CABEÇA E NÃO PELA PROPOSTA IRRISÓRIA DE AUMENTO. EU ELE SÓ FAZ QUESTÃO DE IR LÁ PRA APARECER NO RJTV. VEREMOS. ENQUANTO ISSO "EM CADA SOLDADO TOMBADO, MAIS UM SOL QUE NASCE NO CÉU DO BRAISL..." POR MÍSEROS MIL REAIS. ACORDA PMERJ.

James Kroff disse...

leia hoje no blog: "O alvo da chibata"

- MENOS UMA BATALHA!!!

falando sobre o A VITÓRIA DOS CANDIDATOS AO CFS/06....

leia e dê sua opinião: www.oalvodachibata.blogspot.com

Phyxsius disse...

Hoje, nós Policiais Militares, estamos na expectativa de um "reajuste", que na verdade não suprirá a carência dos nossos soldos. Tristemente vi no Jornal EXTRA de 09/03/2007, o reajuste pífio dado aos profissionais da educação, 6% em 6 vezes. É sabido que para nós, não será tão diferente. Pior que o ínfimo valor do soldo, é nosso RDPM, é nossa escala de serviço, são os extras que somos obrigados a executar, as condições de nossas viaturas e aquartelamentos, enfim, 10, 15 ou seja lá quantos por centos ganharemos parceladamente, como nas Casas Bahia, a perder de vista, quase imperceptíveis, não deixaremos de estar sob o fogo cruzado de apócrifos vascínolas e sem condições, digo, sem condições nenhuma de serviço. A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, uma instituição quase bi-centenária, é vilipendiada e atacada por muitos, mas permanece incólume, não sendo comparada a lendária ave fênix, que renasce mais forte das cinzas, após ser incinerada, pois honrados policiais militares não permitem sua incineração, portanto companheiros, não basta o pseudo-reajuste que virá para sermos recompensados como devemos, mas sim uma reformulação na estrutura e na base institucional de nossa querida Polícia Militar.

Um Policial Militar que ainda sonha com dias melhores . . .

Anônimo disse...

Não espero grande coisa em termos de aumento em abril. Aliás, não espero mais nada da PM, porque entra governo sai governo, nada muda. Na verdade, minto, eu espero sim somente uma coisa, completar os meus trinta anos de serviço, ir embora e tocar a minha vida aqui fora e isso se eu conseguir chegar vivo até lá, coisa que eu não sei se vai acontecer morando nessa cidade. Socorro Jesus Cristo!

Ass: um SGT que já era.

Anônimo disse...

caros policiais do estado do rio de janeiro

a tabela acima publicada neste blogg, traz, alusões a problemática dos salários das polícias civil e militar em atual discusão.

agora pergunto:

será que precisamos somente de aumento, de equiparação salarial com a pcerj?

não! o que precisa ser mudado é a estrutura atual, tanto na pcerj quanto na pmerj!

a polícia "militar" que já não dá mais conta das inúmeras atribuições a ela imputadas, quando digo a ela , me refiro aos seus integrantes, policiais "militares esgotados, exaustos, desacreditados que a muito não conseguem sequer defender a própria vida, quanto mais executar o seu serviço...

quanto a "pcerj"!!!
não gosto de generalizações e nem de fazer qualquer forma de julgamento ou apresentar nenhuma forma de acusação contra "quem quer que seja", porém:

quem tem a responssabilidade de manter a tal "ordem pública"?

quem tem a responsabilidade de fazer o "patrulhamento ostensivo"?

quem tem a responsabilidade de fazer a "guarda nos presídios do estado"?

quem morre nos malditos "baseamentos"?

dentre outras!!!

pergunto novamente:
precisamos de isonomia com a pcerj?

ou precisamos de uma nova polícia?

desmilitarizar, desconstitucionalizar as polícias estaduais, não é acabar com a disciplina e hierarquia(naturais de todas as organizações)é modernizar o aparelho policial nos estados; é permitir que os municípios maiores formem corporações policiais e ajudem no combate ao crime de menor potencial ofensivo; é mudar o foco do policiamento, ao invés de tratar somente dos interesses do estado, é ter no povo a sua razão de ser e de agir sempre em prol do ""mais fraco"" e não proteger a elite, como acontece hoje...

nós policiais ""militares"" do estado do rio de janeiro , sabemos que não existe igualdade!

não temos o mesmo tratamento dos oficiais, não temos o mesmo tratamento dos policiais civis, não temos o mesmo tratamento do restante do funcionalismo público do estado!!!

e qual o motivo?
""militarismo"" é o que nos diferencia "infelizmente" do restante!

é o ""exceto aos militares"" constante na constituição, que nos exclui da maioria de nossos direitos!!!

quem lembra?

""o único direito que vcs tem, é o direito de não ter direito á nada""!!!

desmilitarização já...

ass. lopes

Anônimo disse...

companheiros

alguém aí sabe a taxa de elucudação de crimes da pcerj?

se eu não me engano, é a única atribuição constitucional dos mesmos!!!

amigos, com uma pmerj atraz, até a minha avó faz polícia nesse estado!!!

""aos policiais da pcerj que estão realmente no trabalho""

as alusoes a pcerj, visam salientar as nefastas influências políticas das últimas gestões, ao alto escalão da ""sacanagem, civil e militar""...

e não aos policiais propriamente ditos do estado....

ass. lopes

Anônimo disse...

caro maj.wanderby

fico feliz em saber que apesar de defender idéias diferentes, o senhor é uma pessoa sempre aberta ao diálogo!!!

gostaria de saber sua opinião, sobre esse assunto de suma importância para todos os intergrantes das polìcias do estado do rio de janeiro...

meus sinceros agradecimentos

ass. lopes

Anônimo disse...

Essas tabelas são as propostas de aumento??????
Caiam na real!!!
É muita ingenuidade....já tô vendo a cara do Secretário gargalhando para os aspones a sua volta.
Vão dar no máximo 20% ou 30% nesses próximos 4 anos, e ainda terão a "cara de político" de fazer propaganda disso.
Alias como fazem todos esses herois que brigam e investem milhões para serem eleitos, largando suas fazendas, empresas, etc e se realizando em receber salários mediocres como os nossos ministros. (palavras do Presidente da República).

Anônimo disse...

Pela primeira vez em 23 anos vejo uma manifestação deste tipo. Concordo com os companheiros que o salário é apenas um dos fatores. Temos uma estrutura arcaica, baseada no militarismo. Temos a pompa, mas não temos respeito, saúde, escala de serviço, remuneração de horas extras(somos vendidos a todo instante), nosso regulamento não existe. Enfim, a Lei Áurea não nos incluiu. Somos os escravos do seculo 21.

GLADSTON PEREIRA LIMA - SD PM disse...

CAROS IRMÃOS NÃO PODEMOS FICAR CRITICANDO O MAJ WANDERBY, O CMT GERAL, O SEC PLANEJAMENTO, O GOV SÉRGIO CABRAL... EM FIM À NINGUÉM.

1º POR QUE A BÍBLIA DIZ QUE DEVEMOS ORAR POR NOSSAS AUTORIDADES, GOVERNANTES...

2º VAMOS SER BEM FRANCO, NINGUÉM PODE DIZER QUE NÃO SABIA QUAL ERA O SALÁRIO QUE IRIA RECEBER, QUAL ERA A ESCALA DE SERVIÇO....

3º QUANDO NÃO ESTAMOS SATISFEITO, O MAIS LEAL SERIA PEDIR BAIXA, AO INVÉS DE TANTAS COISAS QUE SÃO FEITAS QUE A CADA DIA SÓ DENIGREM MAIS E MAIS A IMAGEM DE NOSSA CORPORAÇÃO...

FIQUEM TODOS COM DEUS E QUE O SR NOS ABENÇOE!

ASSINADO: GLADSTON PEREIRA LIMA
SD PM