06/04/2007

Direto ao ponto, de forma simples e objetiva.


Por que a polícia tolera o jogo do bicho, contravenção penal?

É por "bom senso"?
É pela utilização do "jogo de cintura"?
É por questões "políticas"?
Ou é por haver coisas "mais importantes" para lidar? Como o que por exemplo?
Por que o jogo do bicho é tolerado?
Por que?
Por "ordem" de quem?
Em benefício de quem (além, é claro, dos próprios contraventores)?
Qual é a credibilidade moral que possui um policial militar para infracionar um motorista que não respeita a sinalização semafórica, como, por exemplo e em tese, nas proximidades da estação ferroviária do Engenho de Dentro, se, no mesmo local, há um ostensivo ponto de jogo do bicho?
Como podemos reprimir uma infração administrativa que se dá concomitantemente à uma infração penal não reprimida?

Por que a polícia tolera a prática da contravenção penal do jogo do bicho?

Alguém pode responder?

7 comentários:

Olhem este vídeo disse...

POLÌCIA CIVIL NA FAVELA:


http://www.youtube.com/watch?v=oZ5CluT2Mac&mode=related&search=

Anônimo disse...

Acho que o Sr mesmo ja respondeu em 3 topicos, mas 2 respostas:

1 - É por questões "políticas"?
R:Se um Coronel(full) ou um Comandante de BPM ou Delegado titular de uma DP, eh escolhido por alguem indicado pelo governador.........


2 e 3 - Por "ordem" de quem?
Em benefício de quem (além, é claro, dos próprios contraventores)?
R:Com certeza nao eh por ordem ou beneficio do soldado(no caso da PMERJ) ou do investigador(no caso da PCERJ)...

Maçarico disse...

O senhor só pode estar brincando! Ao invez de só perguntar porque, o senhor poderia perguntar e responder, já que o senhor sabe a resposta. Não porque o senhor compactue, mas sim por que sabe tanto quanto todos nós o que realmente acontece nas fileiras da corporação.

Wanderby (wanderby@oi.com.br) disse...

Caro Anônimo
Acredite se quiser, mas em meus dezoito anos de polícia nunca me foi feita oferta alguma concreta envolvendo dinheiro do bicho.
É verdade que sempre ouvi falar que determinada quantia semanal seria remetida a oficiais de Unidades Operacionais, variando de acordo com a "importância" dos mesmos (e que alguns seriam discriminados por não aceitá-la), mas, sinceramente, nunca presenciei tal fato.
Todavia, realmente sou levado a crer que a tolerância não se dá por acaso, motivo pelo qual insisto em perguntar:
Por que a tolerância?
Por que a própria Secretaria de Segurança Pública não determina que a polícia faça cessar tal praga?
Por que não determina, por exemplo, que a PM se utilize da lavratura de termos circunstanciados para reprimir, sem intermediários, tal praga, carreando-a diretamente ao poder judiciário?
Por que tal praga existe ao lado de quartéis, fóruns, delegacias, etc?
Será que ninguém faz qualquer ilação acerca das teias de corrupção e crime que parecem envolver tal prática contravencional?
E o que dizer da desmoralização do estado, ante a convivência pacífica e constante com tal contravenção penal?
E o ISP, por que não passa a mensurar, acompanhar e divulgar as eventuais ações repressivas contra tal praga contravencional?
Por que a INÉRCIA ESTATAL?

Anônimo disse...

N época do CEL EX CERqueira o jogo do bicho foi combatido milhares de flagrantes foram feitos e nenhum contraventor foi para a cadeia, a pergunta deveria ser se a PMERJ combater o jogo de bicho alguem vai ficar milionário com isso? Certamente que sim como foi naquela época.

Anônimo disse...

E O AUMENTO?? SÓ A PARTIR DE SETEMBRO??? E VAMOS FICAR QUIETINHOS???

SAMANGO

Wanderby (wanderby@oi.com.br) disse...

Caro Anônimo
Espero que nossos salários sejam reajustados muito antes de setembro.
E espero ainda que sejam reajustados de forma a eliminar as discrepâncias absurdas entre os mesmos e os percebidos pela Polícia Civil.
Afinal, há melhor forma de iniciarmos, com atos e não palavras, a aclamada "integração"?
Saiba que se a remuneração de Coronéis for equiparada a de Delegados de 1ª o escalonamento vertical garantirá a todos, inclusive, é claro, soldados, expressivo ganho remuneratório.