15/04/2007

É só o que deve ser feito, mas, enfim, é uma ótima notícia!

.
"EXTRA, EXTRA

PMs do ar-condicionado

Sérgio Cabral decretou a lei que deve ser cumprida.
Por decreto avisou que está valendo o Estatuto dos Policiais Militares e que por isso saem da fila de promoção os PMs que não estiverem na corporação, na Secretaria de Segurança ou no Gabinete Militar.
Os “emprestados” só poderão ser promovidos por antigüidade - e não por “merecimento”, um potente golpe no apadrinhamento.
Se a lei estivesse valendo, o coronel Alexandre Costa não teria sido promovido, pois estava desde o governo Benedita – e está até hoje – no Tribunal de Contas. Filho do ex-comandante geral Manoel Elísio, Marley Elísio não teria virado tenente coronel, pois esta no Tribunal de Justiça (TJ) desde que era capitão. Nem Francisco Costa Matias de Carvalho teria chegado ao último posto da PM, já que está no TJ há uma década. Aliás, com o decreto quem não estiver na linha de tiro não chega mais ao ultimo posto da corporação: só o merecimento leva um tenente-coronel a coronel full.".

Transcrito do Jornal EXTRA – Domingo 15 de Abril de 2007 - pag. 4, coluna EXTRA, EXTRA.
Assina-Berenice Seara

Medida concreta, objetiva e com resultados visíveis!

2 comentários:

Gengiskan disse...

A TORRE DE BABEL

PMERJ PARTIDA

Assim está DIVIDIDA a PMERJ: os que vestem azul; há os que vestem preto; e os que vestem branco; e, ainda os que vestem paletó e gravata, e, sem esquecer daqueles que vestem a camisa do inimigo, sem falar, obviamente, dos que nem camisa tem para se vestir...

O azul não tolera os de preto, criticam os de preto; e também não engolem os de branco, os de preto por sua vez tem ojeriza pelos de azul que detestam os de terno e gravata... que, por sua vez não estão nem aí para os multicoloridos.

Sendo assim nunca poderemos vislumbrar ISONOMIA com as outras “Agremiações”.

Ou é ou Deixa de É.

Anônimo disse...

Será q nosso governador sabe que a grande maioria dos PMs estão emprestados oficiosamente, ou seja, "de boca"?
Este, no papel, estão na na PM e vão acabar continuando a burlar a lei.