17/03/2008

Por que aqui é tão diferente?

Há ordem no trânsito!
Motoristas com placas ilegíveis ou encobertas não são vistos. Motos trafegando sobre o passeio público ou em sentido contrário ao estabelecido também não. Motociclistas sem capacete? Não vejo um sequer! Vans, kombis e ônibus piratas? Esqueça! Som alto? Ao menos até agora, também não.
A PM? Presente sim, mas na medida necessária; não mais do que o suficiente para atender aos anseios que lhe são carreados por seus clientes. Homens e mulheres bem fardados, bem equipados e providos de patamares remuneratórios eqüânimes e invejáveis; atentos aos detalhes e dotados de formulários circunstanciados bastantes para competentes mediações de conflitos. Condução de ocorrências para a DP? Só em caso de flagrante delito de ilícitos de maior potencial ofensivo. Parecem profissionais mesmo, verdadeiros militares de polícia.
A Polícia Civil? Não percebi sua presença... seus recursos devem estar sendo empregados - com êxito - na investigação verdadeira. Na TV não vejo delegados prestando declarações sobre obviedades, nem tampouco fomentando falsas expectativas quanto à elucidação de delitos que lhes são apresentados ou quanto à eventual incriminação de meros suspeitos.
A população? Parece satisfeita, pois o sentimento que reina é de ordem... ordem nos detalhes do cotidiano.
O ambiente inspira ordem e civilidade. O crime parece realmente não compensar. A vida parece ter valor.
É claro que estou falando do Brasil... estou falando da Santa e bela Catarina.
Por que no Rio tem que ser tão diferente? Tem que ser?
Por que delegado de polícia José Mariano Benincá Beltrame?
Ia esquecendo, mas também não observei um ponto de bicho sequer.

15 comentários:

Anônimo disse...

Maj. hoje vendo os tele-jornais, me deu um sentimento que misturava agonia e raiva, ao ver pessoas levando seu familiares,principalmente crianças, pra os hospitais e não serem atendidas, chegou a hora de nós do "juntos somos fortes" rompermos as bareiras da Polícia Militar e comprarmos a luta de todo um povo, chega de ver nossos governantes enrriquecerem as custa de roubos e falcatruas, chegar de colocar ladrões com batedores desfilando em nossas vias públicas, chega de bancar prostitutas para essa turma de gravata importada, chega... vamos revolucionar vamos transformar o nosso país, pediremos a direção de Deus e colocaremos todos esses demônios engravatados no seu devido lugar...Deus está no comendo.

Lucius Pinho Ferreira disse...

Nem precisa ir tão longe caro Major, bem aqui do lado, em Guarapari, onde estou de malas prontas para morar é assim, os motociclistas param, mesmo sem sinal de trânsito, quando vêem pessoas para atavessar, todos respeitam as Leis de transito e muito mais uns aos outros, quando tiver oportunidade, veja o senhor mesmo, de quebra praias de cinema.

Anônimo disse...

Sem querer( querendo) responder o que o secretário responderia,é por isso que ele (um sulista)está aqui e não lá.

Anônimo disse...

Fico feliz que uma corporação co-irmã tenha reconhecimento do poder constituído para realizar o seu trabalho, mas ao mesmo tempo que fico feliz aumenta o meu sentimento de revolta por ver que nada é feito para mudar este quadro atual.
Infelizmente começo a pensar que o certo é se aquartelar e deixar este governador, travestido de garoinho, se virar com a segurança pública.
Enquanto estamos tentando dialogar o tempo vai passando, enquanto isso a União e os outros Estados vão valorizando o profissional da Segurança.
Sei que é um pouco de inveja, mas não tem como deixar de perguntar pq. a PM do Rio merece somente este tratamento de desprezo e indiferença por parte do Governo Atual? Pq. um Soldado continu a receber menos de 1 sálario mínimo no seu Soldo? Pq. ainda faço o que faço se daqui a pouco irei pagar para trabalhar?
Para a última pergunta tenho a resposta: pq. eu amo o que faço e tb. pq meu "bico" sustenta o resto. "Bico" este que atualmente paga 3,5 x o valor de miseria que recebo pela PM, pior que a carga hóraia de trabalho é bem menor do que num batalhão.
Poderia estar satisfeito com isto, mas penso que acabo não rendendo o que a sociedade gostaria por estar cansado da minha dupla jornada, com certeza isto é uma das causas da insegurança pública só que não adinata tapar o sol com a peneira é dizer que um PM deve cumprir seu dever se o seu salario só lhe permiti viver entre traficantes.
Até mesmo a insegurança tem seu valor para este ser digno de pena que está escrevendo, pois se não fosse ela talvez não teria meu "bico", mas não se esqueçam que a culpa disto tudo não é minha que corro para complementar minha miseria pois a culpa maior é dos Governantes de hj e de ontem, por não terem dado valor a nossa classe, e da Sociedade que assiti impavida a desvalorização e o sucateamento da maquina de Segurança Pública em detrimento de ações populistas e sem sentido.

Anônimo disse...

RESPEITEM PELO MENOS A NOSSA "CARTA MAGNA"!

Policiais Militares e Bombeiros Militares do RJ querem apenas o cumprimento da Lei (o soldo do Soldado equiparado ao salário mínimo*, de acordo com o Inciso IV do Art. 7º da Constituição Federal de 1988).

*Salário mínimo vigente: R$ 415,00.

Anônimo disse...

A mentalidade retrógrada de alguns oficiais superiores não contribui em nada para a valorização do serviço policial militar e, conseqüentemente, a melhoria na qualidade do atendimento ao cidadão fluminense.

Lutar pela dignidade salarial dos Policiais Militares do Rio de Janeiro é preservar o interesse público de ter um aparelho policial composto por pessoas serenas e cultas, capazes de contribuir para a pacificação social.

A PMERJ e o CBMERJ só têm até o dia 5 de abril para reivindicar o aumento salarial prometido em campanha!

Anônimo disse...

Receber salário bruto abaixo de R$ 1.400,00 é humilhação!

Soldado da PMERJ e do CBMERJ já deveriam ingressar nessas carreiras ganhando acima desse valor (salário de "recruta")!

Média salarial nacional das Polícias Militares para Sd PM: R$ 1.412,74.

Anônimo disse...

Meu amigo que é advogado, me fez um favor, e já deu entrada na justiça requerendo o meu soldo equiparado com o salário vigente no estado que é de R$470,00, recomendo que todos façam a mesma coisa, por falar nisso porque as associações ainda não o fizeram?

Lucius Pinho Ferreira disse...

Caro amigo eles não vão respeita nem CF e nem agente! Nunca nos respeitaram, até a nossa família sempre foi desrespeitada, e o que fizemos? Nada. O que faremos? Nada. Pois é, funciona assim, enquanto não tomarmos uma atide, eles continuaram a pisar em nossas cabeças, em minha opinião não exisye brigar pela metade, ou seja, querer melhorias, mas não deixar de lado os favorecimentos conquistados, eu acho que a maioria não se identifica, por estar de alguma forma levando vantagem ou obtendo alguma regalia, não pode ser diferente, nada justifica tamanho receio, na verdade, uma grande maioria, pensa assim, deixa este pessoal brigar, eu ajudo a colocar fogo, mas não posso aparacer, afinal eu trabalho num lugar melhorzinho né. Isto para mim é falta de vergonha, falta de caráter e são piores do que os próprios covardes que nos negam os nossos próprios direitos. Mão existe justificativa para ficar no anônimato, reclamando disto ou aquilo, mas na verdade não aparece e ainda tem a cara de pau de dizer, não vou colocar o nome, a PMERJ é covarde e pode me prejudicar me dar um bico... Para vocês com ,uita triteza digo o seguinte: DEVERIA PIORAR MEU AMIGO! ACHO ATÉ QUE DEVERIAMOS TRABALHAR SEM GANHAR NADA E VOLTAR A GANHAR CHIBATADAS! E ASSIM SERIA SE DEPENDESSEMOS DOS COVARDES E ESPERTOS QUE SO QUEREM APARECER QUANDO A POEIRA ABAIXAR.
Me desculpem, mas acredito fielmente em tudo que falei, a PMERJ, principalmente os Praças merecem o tratamento recebido.
Um pouco de corágem faz bem, correto?
PRAÇA É CIDADÃO!

JUNTOS SOMOS FORTES disse...

Não, Maj WANDERBY! Aí não é o "mesmo Brasil" de cá. Aí é o "Brasil do Sul", um outro "país", ainda não contaminado pelo botocudismo.

JUNTOS SOMOS FORTES!

P.S. quando voltar surpreenda-se com a progressão geométrica dos pontos do "jogo dos bichos".

Anônimo disse...

Eu ja falei, PEC 21 neles!!!

Anônimo disse...

PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR.
QUEM FEZ O ACORDO COM OS TRAFICANTES DO COMPLEXO DO ALEMÃO PARA QUE ELES PERMITISSEM E DESSEM SEGURANÇA AS OBRAS DO PAC?????????

Anônimo disse...

http://br.youtube.com/watch?v=MP8IAL9jfwY

"...PARA GARANTIR SEGURANÇA PÚBLICA DE QUALIDADE À NOSSA POPULAÇÃO..."

Anônimo disse...

NÃO TEM DINHEIRO PARA AUMENTO?COMO?VÃO ABRIR CONCURSO PARA MAIS PRAÇAS GANHAREM 32,00 POR DIA.PERGUNTO AONDE ANDAM O MP, O TCE E OS DEPUTADOS QUE NA HORA DAS ELEIÇÕES NOS PROCURAM PARA RESOLVEREM NOSSO CASO LEIAM FRESQUINHA DO JORNAL O DIA.
20/3/2008 01:09:00

3.100 vagas de soldado na Polícia Militar do Rio de Janeiro


Andréa Machado



Rio - O secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, anunciou ontem a abertura de um novo concurso para 3.100 vagas de soldado da Polícia Militar do Rio. Desse total, 1.500 serão destinadas ao interior do estado. Beltrame disse que a seleção foi aprovada ontem pela Casa Civil. Segundo a chefe do Centro de Recrutamento e Seleção de Praças da PM, tenente-coronel Ana Claudia Siciliano, a publicação do edital depende apenas da liberação do governo. “Quando acabamos com uma prova, já ficamos com o edital mais ou menos pronto, aguardando a definição do número de vagas”, contou.

O concurso deste ano não deve ser muito diferente da seleção do ano passado. Nível Médio completo, idade entre 21 e 30 anos, altura mínima de 1,68m (descalço) e peso proporcional à altura foram os requisitos exigidos no edital. Tudo indica que mulheres, assim como em 2007, ficarão fora da seleção. “A princípio será só para homens”, disse Siciliano.

No ano passado, foi cobrada uma taxa de R$ 50, e as inscrições foram aceitas pela Internet e em postos. O processo seletivo foi composto por provas objetivas, exame antropométrico, avaliação psicológica, exame médico e avaliação física. Por fim, os candidatos passaram por uma etapa de avaliação social e documental. No dia 10 de abril, a PM vai apresentar a segunda turma, com cerca de 500 candidatos aprovados no concurso do ano passado. Eles vão se juntar aos 450 candidatos da primeira turma para dar início ao curso de formação, com duração de oito meses. Em 2007, a oferta chegou a 2 mil vagas. O déficit na Polícia Militar, segundo Beltrame, é de 10 mil homens.


--------------------------------------------------------------------------------

OS MOVIMENTOS ACABARAM,POR ANDAM OS NOSSOS LIDERES?DIA 05 DE ABRIL ESTA CHEGANDO E PELO VITO NÃO TEREMOS AUMENTO.
OPERAÇÃO PADRÃO JÁ MAIS TOLERÂNCIA ZERO NESTE ESTADO SEM GOVERNO.

CHARLES

Anônimo disse...

Maj, aqui em santa catarina, já passamos por isso que vcs estao passando agora, fizemos passeata fechamos a ponte que liga a ilha e o continente fomos unidos pra revindicação oficiais e praças, basta parar uma semana sentar na frente o quartel pra vcs verem a força que a corporação tem.