08/07/09

Comando novo... Há algo de novo?

Claro que há!
Emerge desacompanhado da mácula da traição e da indignidade.
Descortina integridade, inteligência e legitimidade compatíveis com o exercício de tão importantes atribuições.
A novidade traz a esperança...
Esperança de que possa finalmente sensibilizar o governante.
Esperança de que sua gestão coincida finalmente com a oferta à população do RJ de uma Polícia Militar remunerada (e tratada) dignamente e focada na melhoria de qualidade do atendimento aos cidadãos (ele certamente conhece os instrumentos para tal).
As questões são muitas e o tempo é curto.
Que o novo Comando consiga corresponder às expectativas nele depositadas por sua tropa e pela sociedade à qual deve servir e proteger.

51 comentários:

Anônimo disse...

Concordo!

Emir Larangeira disse...

Prezado Major Wanderby

Seu comentário está concernente com a sua dignidade profissional e pessoal. Penso o mesmo e desejo sorte ao novo comandante, a quem temos o dever de ajudar. Sua vida pessoal e profissional o credencia a receber o apoio de todos. E, principalmente, devemos permitir-lhe tempo para concretizar as mudanças, e urge iniciá-las pela melhoria do serviço de prevenção ao crime através da motivação da tropa, e não do terror disciplinar.
Afinal, a nossa honra vale mais que tudo!

Anônimo disse...

Deus lhe ouça!!!!

Anônimo disse...

Acreditemos mais uma vez! Espero que o Cmt acabe com a pouca vergonha no quadro de acesso dos oficiais e coloque, merecidamente, a antiguidade em primeiro lugar...boa sorte.

Anônimo disse...

Deixo meu recado de apoio ao Cel Pitta que após 34 anos pretados a população termina sua carreira na PM sem um único indício de desonestidade e a total dedicação a sociedade fluminense.

Encontrou uma PM em frangalhos e entregou uma PM melhor. É verdade com muitas coisas para resolver, mas melhor. Cuja o principal legado foi o resgate (pelo menos a semente) da legitimidade institucional.

Tenha certeza que o Cel Pitta deixa um legado de honestidade e retidão.

Anônimo disse...

...entretanto,corre o risco de ser nanietado pelos que o terá sob comando.

Anônimo disse...

o policial militar é muito burro mesmo, o CMT Geral mudou? mas o governador continua o mesmo....
Aguardem o aumento prometido pelo mesmo e ai veremos se alguma coisa mudou...

Anônimo disse...

Que Deus abençoe, e dê sabedoria ao novo Comandante Geral, para que ele possa resgatar a nossa vergonha, a nossa moral e a nossa dignidade, que vem sendo tão MACULADA por alguns integrantes da própria Polícia Militar e ostilizada pela Sociedade Fluminense. Ficaremos na esperança de nos honrar quando pronunciarmos que somos a POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

Anônimo disse...

A ditadura acabou para mais de vinte anos, a Briosa precisa entrar no século XXI.

Que os retrogados vão para suas casas, pois o tempo urge e pede mudanças!

Anônimo disse...

Amigo Wanderby. e acredite - sou mesmo!
O Cel Mario Sérgio, que conheço, é um ótimo oficial, mas sua escolha não foi por sua capacidade profissional. Escute e aguarde:A algum tempo o Secretário (maior nefasto que a PM já conheceu) vem tentando desesperadamente interferir nos assuntos próprios da PM um exemplo é o fim do Boletim Reservado,e principalmente a submissão funcional dos Comandantes de Unidades aos Delegados . Seus articuladores são Alzir e Roberto Sá. A vinda do Mario sérgio foi para concretizar a submiossão da PM à PC. Com o Pitta, por ele ser inflexivel não foi possível. Então amigo, não se engane. E aguarde.

Anônimo disse...

Que o novo Comandante Geral abra as portas para que as mudanças na Instituição seja Real. Mudanças nas Leis que regem a Corporação e ainda na valorização do Policial Militar, do contrário será só mais um a ficar com o quadro estampado com sua foto na galeria dos Comandantes Gerais e mais nada.

Anônimo disse...

Dura lex sed lex
ao amigo anonimo - o policial militar é muito burro mesmo, o CMT Geral mudou? mas o governador continua o mesmo....
Aguardem o aumento prometido pelo mesmo e ai veremos se alguma coisa mudou... 20:59
to contigo!
vem muito PO!

Anônimo disse...

E oficiais precisam estar nas ruas ao lado da tropa
CONSELHOS DE DISCIPLINA VÃO PARA A CORREGEDORIA
A Corregedoria da Polícia Militar vai ganhar mais um serviço, com o objetivo de aliviar os batalhões. Uma das mudanças anunciadas ontem pelo coronel Mário Sérgio Duarte é a de que os conselhos de disciplina agora serão julgados na corregedoria. A idéia do novo comandante é aliviar os oficiais que estão nos batalhões, e ficavam responsáveis pelas investigações e até o julgamento dos soldados e cabos envolvidos em desvios de disciplina.
— Tiro os oficiais de mais uma tarefa burocrática, eles precisam estar nas ruas, ao lado da tropa — disse Mário Sérgio, que também pretende enxugar as Delegacia de Polícia Judiciária Militar.

Anônimo disse...

Esperar o que? Sinceramente, esperar o que? Não fomos capaz de nos unir contra algo e pessoas que eram contra nós, por simples interesses individuais. Os coronéis nunca, repito nunca foram lideres, apenas bradavam ser, nunca se procuparam efetivamente com a Instituição PMERJ, e sim com suas carreiras. Agora veremos mais uma faceta de decisões. Tomara que a sociedade seja a maior beneficiada, por que como oficial subalterno hoje, torço por um futuro melhor para minha familia.
E que dentro da corporação sejam valorizados todos aqueles que estejam qualificados e dispostos a servir e proteger! Apenas isso!
Asp 2005.

Anônimo disse...

A PM ainda está em frangalhos e continuará assim por mutio tempo, pois com este salário que recebemos de nada adiantará depositar esperanças somente em comandanates, porque isso é chover no molhado, tapar o sol com a peneira. Só um poderia melhorar a Segurança Pública, e esse alguém é o Governador, mas parece que até agora nada irá melhorar. Não se iludam, pois tudo continuará na mesma, altos índices de violências, Policiais morrendo ou fazendo cagada, salários miseráveis, enfim, parece que Segurança Pública não é o grande e principal problema do Rio de Janeiro. A nossa situação esta cada dia pior. É desoladora. Mas sabem de uma coisa: nós merecemos ganhar muito mal porque somos um contingente disperso, omisso, frouxo, medíocre e sem coragem de tomar qualquer atitude para mostarmos a nossa real condição. Merecemos a atual miséria. Muito bem feito para todos nós. Acho até que o último lugar na federação em termos saláriais é pouco para a nossa omissão.

Anônimo disse...

Viaturas novas, salários velhos (aliás, irrisórios). Uma ótima política de Segurança Pública. Meus parabéns ao governador pela valorização dada aos HOMENS que compõem o Corpo policial. Homens que têm famílias e morrem, enquanto as viaturas somente necessitam de manutenção. Muito bem bolada essa idéia. Uma idéia nunca vista em governos anteriores. Essa política nunca ocorreu, compra viaturas novas e manutenção de salários famélicos. Meus parabéns ao Exmº governador do estado do Rio de Janeiro.

Anônimo disse...

Interessante o foco exclusivo na PM.
A média mundial é de 12 por cento do efetivo policial destinado a investigação, mas no Brasil este número oscila entre 25 e 40 por cento.
Todos os Comandantes Gerais de todas as PMs prometem aumentar o efetivo na rua. Ainda bem que não cumprem o que prometem, pois faltaria espaço para tantos PMs.
Li que o Secretário Beltrame quer aumentar de 38 para 60 mil PMs o efetivo da PMERJ, o que irá conseguir com facilidade, devido aos míseros salários.
Não seria mais fácil potencializar o que tem, pagando melhor, qualificando malhor e fazendo com que cada patrulha na rua possa elaborar o TCO e o BO.
A quem interessa uma PMERJ mal paga e na função eminentemente de espantalho ou de guerreiro?
Até que ponto o propósito de esvaziar os quartéis atenderia o desejo de muitos delegados de colocar os PMs sob suas direções.
São perguntas que buscam mais uma reflexão que respostas.
A

Anônimo disse...

Wanderby, avalie com atenção o movimento pela desmilitarização da PM. A troca na PCERJ, a troca na PMERJ, os perfis dos comandantes, a conferência nacional sobre o papel dos municípios, estados e federação.

Emfim, faça uma avalição imparcial sobre a orquestração dos DELEGADOS Federais Sá, Alzir liderados pelo Beltrame.

Uma coisa é certa se continuar assim...

Anônimo disse...

Major, você é muito ingênuo.

ESSE COMANDO CHEGOU PARA TENTAR SALVAR A REELEIÇÃO DO ATUAL GOVERNADOR.

É a última medida desesperadora de um governo incompetente, prepotente e corrupto. OS CORONEIS DELEGADOS E FILOSOFOS que estão no poder NUNCA FORAM POLICIAIS, portanto não sabem o que fazer. A propósito, será até divertido.

O PALCO DO GRANDE CIRCO FOI MONTADO E OS PALHAÇOS SOMOS NÓS.

Anônimo disse...

PODE BOTAR JESUS CRISTO NA P"M" DO RIO......
NÃO TEM JEITO.......

MMAI disse...

CONVITE
COOPER DO AMANHÃ SEGURO!
O MMAI - MOVIMENTO DAS MULHERES fará no próximo dia 12/07/09, um evento social na cidade de Niterói.
É um encontro de amigos, de vários segmentos da sociedade, AMEDPOL (Mary Torres), professores, estudantes, profissionais de beleza, comerciantes, empresários, dentistas, motociclistas, médicos, enfermeiros, atletas e outros que, tendo consciência da razão do encontro, já confirmaram presença. Estaremos nessa ocasião reivindicando mais uma vez algo primordial, “o direito á nossa segurança".
. Aos demais amigos que aqui não foram mencionados, estendem a você o convite, e teremos maior orgulho de tê-lo em nosso evento!!
Domingo, 12/07/09 ás 10:33hs - estaremos nos encontrando na pracinha de Charitas para darmos início ao nosso Cooper.

Venha ser um atleta pela paz, e segurança do nosso Estado.
Márcia Machado

Anônimo disse...

A PM será desmilitarizada. Este novo comando é o comando do Sá e do Alzir, é o comando dos delegados da federal.

Anônimo disse...

MAJOR,QUAL SERÁ O MELHOR COMANDANTE PARA O SR.?POIS O PITTA ERA O QUE JÁ SABEMOS.O MARIO SERGIO TB N SERVE?ASSIIM FICA DIFICIL HEMMMMMMMMMMMMMMMMMMM

Anônimo disse...

Amigo Wanderby. Sou aquele primeiro "anonimo" a falar sobre Alzir e Roberto Sá, agora outras pessoas já começam a falar. Sei o que falo, nã são palavras ao vento. Sua ida para o Clube me dá esperanças. Existe um desejo político para que as PM's se submetam as "requisições" imperativas da PC. Não é o acaso que vários secretários de segurança (a maioria absoluta) são delegados da POlícia Federal (pesquise e divulgue). Beltrame, ROberto Sá e Alzir vão desmobilizar a PM, enfraquece-la e o Rio de Janeiro vai virar exeplo nacional para a "nova política" nefasta de segurança pública e Mario Sérgio é a porta de entrada do virus. Aguarde.
"Anonimo cojecturalista"

Anônimo disse...

CAro Wanderby, lamento dizer... mas nada h´de novo.
as mesmas idéias retrógradas de quem esteve fora da Polícia por anos e não conhece a realidade dos Batalhões. Qual batalhão tem efetivo sobrando no expediente? Nenhum. Trabalha-se com muito esforço das praças e oficiais para manter a burocracia exigida peloEMG e CPAs diariamente, são dezenas de relatórios e escalas extras, o expediente trabalha desmotivado e cansado (e cheio de dívidas)... esta não é a melhor estratégia com certeza. Mas, por que não se fala em esvaziar a ALERJ e os Tribunais de Justica e do Trabalho, e as Secretarias de Governo,dentre outras, esses policiais sim estão fazendo falta. Venhamos e convenhamos, estou com medo. Não há, por enquanto, nada de novo.

Anônimo disse...

Será que alguém do Comando terá acesso aos comentários postados aqui? Tomara que sim, e que uma luz ilumine suas mentes para que trabalhem no ponto certo de todos os nossos problemas. Salário, escala decente, condição humana nos hospitais. Por que não há médicos nos hospitais após às quatro horas da tarde, exceto os plantonistas que ficam sobrecarregados? E os enfermeiros? Todos se mandam, e nós ficamos às moscas. É só ir ao HPNit depois desse horário e ver... parece um deserto. Aproveito para fazer um pedido ao Cmt Geral, coloque emergência de pediatria lá no HPM/Nit, é inconcebível ter que sair de Niterói, São Gonçalo e adjacências com uma criança com a cabeça aberta e levar ao HCPM onde se encontra atendimento de emergência. Pelo amor de Deus, salve nossos filhos dessa omissão.

Anônimo disse...

Continuando, uma notícia me deixou feliz, em relação às promoções de praças com curso, há vagas para 2º SGT e por que não promovem a última turma cursada? Infelizmente meus vinte anos se aproximam e sinto que vou jogar um ano de cfs no lixo...um ano de dedicação e sacríficios diga-se de passagem.

Emir Larangeira disse...

Caro Wanderby

Às vezes não consigo entender o ser humano. Parece que tudo na vida é conceito e preconceito ou ideologia barata gravada em anonimato. Votei no Sérgio Cabral. Não voto nele nunca mais, ele tem sido padrasto da PM no pior sentido! Mas sou PM e morrerei PM. Não cuido de que tentar melhorar a PMERJ seja dar crédito político ao governante. Temos de tirar isto da cabeça. Dizerem, por exemplo, que o Cel PM Mário Sérgio, homem de batalhas ganhas e de encarar missões perigosas, um PM completo, vá se submeter a sentimentos menores, é deplorável. Quem conhece a trajetória dele sabe que ele é cumpridor de missão, e, como tal, sabe que a estrutura da PMERJ desde muito está falida e tenderá ao desaparecimento se não for mudada. A cada passo, a cada comentário público que faz, o Cel PM Mário Sérgio, de quem não possuo nenhuma procuração, tem na defesa da sociedade e de seus companheiros o seu lema, que também é nosso e gravado em juramento perante a Bandeira Nacional. Nós, PMs, não existimos para competir com ninguém, nem com a PCERJ, nem com o CBERJ (houve um tempo em que os alvos de nossas divergências eram com os soldados do fogo), nem com outras nobres carreiras da segurança pública. Existimos para bem cumprir a nossa própria missão. E se bem o fizermos, e o governante for aplaudido, não é problema nosso. O que não se pode é supor que, se a PMERJ der certo, o governante seja vaiado. Ele será aplaudido, sim, mas nós não podemos atuar desidiosamente para que ele seja vaiado. O nosso compromisso é de honra, é de PM, é com a sociedade e os cidadãos ordeiros, não é com governante nenhum. Ora, a troca foi boa, muito boa! Saiu um araponga discriminador e inexperiente e entrou um oficial cujo valor profissional e pessoal dispensa comentários. E o primeiro PM a morrer no comando do Caveira nº 37 foi um bopeano reagindo honrosamente a um assalto. Morreu como um autêntico PM, e é certo que não reagiu ao bandido para agradar ou tentar reeleger o governante. Reagiu porque era um valoroso PM como muitos que agem fardado e reagem à paisana. E morrem com honra.
Esse comandante-geral chega em boa hora e anuncia boas mudanças. Perturba-se com a questão da antiguidade e repete o desnecessário: "antiguidade não é posto". É posto, sim! Mas o elevado cargo de comandante-geral está acima de ambos: da antiguidade e do posto. O cargo tem precedência sobre a antiguidade quando os postos forem idênticos. O que não pode, e não é o caso, é um general subordinar-se a um coronel que ocupe um cargo. Mas nada impede que um coronel militar federal ou estadual seja ministro, ou até presidente da República (já ocorreu algo insólito no Brasil, um coronel PMMG presidente da República: JK) e goze de regalias às quais até um General de Exército as respeite.
Ora,não há nada pior que pessimismo! Pior ainda é recalque!
Vamos torcer para que tudo dê certo. Não importa se o Cel PM Mário Sérgio foi escolhido pelo secretário ou pelo governante. Ele está comandante-geral legitimado pelo que ele sempre foi e é: um profissional de Polícia Militar cumpridor de missão e preparado para bem cumpri-la. Pode até não conseguir o seu intento nem lograr o aplauso da sociedade. Se assim for, não é culpa dele. Afinal, trata-se de um sistema estruturalmente equivocado e cristalizado na Carta Magna. O Cel PM Mário Sérgio, nessas circunstâncias conjunturais desfavoráveis, aceitou a missão. Ele sabe melhor que nós ser a missão quase que impossível. Mas não a recusou. Só nos cabe ajudá-lo!

Anônimo disse...

ALERJ nega autorização para governador responder a Ação Penal

Na calada da noite, a Assembléia Legislativa negou autorização para que o governador Sérgio Cabral fosse processado numa ação penal, pelo Superior Tribunal de Justiça.

A mídia do Rio tão defensora da moralidade e dos bons costumes não deu uma linha sequer, a respeito do parecer da Comissão de Constituição e Justiça da ALERJ, que não permitiu ao STJ processar o governador, que tem foro especial.

Veja abaixo reprodução do ato da Assembléia

Anônimo disse...

ALERJ nega autorização para governador responder a Ação Penal

Na calada da noite, a Assembléia Legislativa negou autorização para que o governador Sérgio Cabral fosse processado numa ação penal, pelo Superior Tribunal de Justiça.

A mídia do Rio tão defensora da moralidade e dos bons costumes não deu uma linha sequer, a respeito do parecer da Comissão de Constituição e Justiça da ALERJ, que não permitiu ao STJ processar o governador, que tem foro especial.

Veja abaixo reprodução do ato da Assembléia

Anônimo disse...

Caros o circo está armado. Todoas as "novidades" do Mário Sérgio são de 2000 da época de Wilton. Quanto ao fim dos ppcs, da redução da "gordura", e todo este bla, bla. Trata-se de uma manobra para que a PM nã pense seja apenas músculo, como são os soldados do BOPE (alguns até muito endinheirados com a benda de segurança...).

No final vão querer implantar o famigerado plano do Sá e Alzir. O modelo de alguns estados americanos, onde o segmento fardado responde ao "homens de terno". Enfim, se o circo continuar...

Há uma coisa de bom nesta história. O próximo a cair é o Beltrame.

Anônimo disse...

Amigo Wanderby.
Parece que O Cel Larangeiras não está antenado com a conjuntura atual. Você sabe tanto quanto eu que há uma vontade grandiosa de dominação da PC em relação a PM. O duelo se estende por todo o território nacional, desaguando no Congresso e suas PEC's.O elo mais fraco da PM na federação é o RJ, onde não se consseguiu implementar o Termo Circunstanciado, onde um Delegado ganha mais que qualquer Oficial (em outtros estados isso é impensável) e será por aqui que começara o golpe de misericórdia submissão funcional regulamentada, é só esperar. Sim, só para esclarecer e a frente detalharei a PM é só um degraú para a PC e PF chegarem a seu objetivo maior, que é o Quinto Constitucional. Acorde Coronel os tempos são outros.
Anonimo conjecturalista.

Anônimo disse...

O Coronel Caius Marius Sergius, realmente tem o espirito de Nero.

Só confia na guarda pretoriana, opsss, que dizer nos caveira (de burro)..

Barriga azul qui nem qui ieu tá fuuuuuu!!!!!!!!

Além do mais parece que ele tem 30 bopeanos com ele, mais uma vez confirmada a tese da guarda pretoreana, agora conhecidos como guarda bopeana, mas é tudo a mesma coisa, ganham um pouco mais para fazer as vontades do imperador.



Ave Caius Marius Sergius.............



Missão dada é missão compriiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiida!!!!!!!!!

Luiz Alexandre disse...

Há mesmo??? Engraçado Major... Com 12 anos de PM o discurso do "novo" é EXATAMENTE igual ao discurso de TODOS os "antigos"...

Até mesmo a falta mais importante, que deveria haver no discurso, é a mesma, qual seja, a valorização do policial através de salários, no mínimo, dignos.

É a velha política de um PM em cada poste e que se vire com o que ganha, pois "já sabia quanto ia ganhar".

Novidades? Não vejo nenhuma...

Anônimo disse...

Caros segue só uma coisa para encerrar as discursões.

O atual Cmt Geral era subordinado direto do Sá e depois do Beltrame (ISP), ficou 3 anos fora da PM, coloca um comandante do BOPE que estava a 12 anos fora (a última vezes que ele vestiu a farda era capitão), seguindo as orientações do secretário ~coloca no alto escalão cononéis que não tem nem 2 anos no último posto, diz claramente que antiguidade não é posto (isso não quer dizer que devemos preterir competentes por incompetentes), comanda para o BOPE (segmento de diz para todos escutarem que não fazem parte da PM), critica a estrutura baseada no exército, nos moldes de 1a, 2a e 3a seções, etc e tal.

TEM CERTEZA QUE VOCÊS AINDA NÃO ENTENDERAM O PLANO. SERÁ QUE NÃO ESTÁ MAIS CLARO DO QUE ÁGUA DE NASCENTE.

SE VCS ACHAM CORRETO ESTA POLÍTICA OK. É OUTRO DEBATE, MAS QUE ESTÁ CLARO A INTENÇÃO...

Anônimo disse...

Nós, policiais militares e bombeiros, vivemos reclamando de melhorias salariais...Talvez seja esta a hora de darmos um grande passo pro futuro. Futuro com mudanças em toda a estrutura da polícia militar e do corpo de bombeiros.
A grande mudança viria com a exigência de ensino superior pra ser policial militar ou bombeiro militar, pois não tem como voce ver um cidadão que não sabe nada de direito administrativo, constitucional, penal, processual penal, e tudo mais comandando Batalhões. Se hoje os coroneis reclamam que estão ganhando pouco, é fruto da própria incompetência, pois vejo oficiais e praças presos em um mundinho medíocre de falta de educação com o próximo sem igual.
Quando eu ingressei no militarismo, novo ainda, tive como cartão de visitas uma noite dormida dentro de um carro, pois o tenente mandou um recado pelo guarda que não queria ver recruta.
Imagina qual empresa receberia um novo funcionário com o representante do patrão falando isso....fadada ao fracasso de hoje.
Hoje, este coronel disse que mudou. Lógico, com tantas doenças, quem não mudaria?
Vamos começar a mudança exigindo o nível superior em qualquer área pra soldade e bacharel em direto pra escola de oficiais, tanto da polícia militar quanto do corpo de bombeiros. Daqui a 10 anos vcs verão a força que estas instituições terão.

Anônimo disse...

Prezados Leitores


Tenho mais de 25 anos de PM e vejo os dois lados da mesma moeda se apresentando de novo. Acreditar num mentiroso (Cabral)sem nenhuma razão palpável para isso! Só pode ser em razão da fé. Aí, não posso nem discutir, só respeitar e torcer.
Nosso novo CMT Geral só pode ser um homem muito religioso!


O outro lado, é o das mudanças...muitas...mas alguns reinados continuam a três CMTs consecutivos! Donos de segurança privada comandando Batalhões, há anos e anos. No mínimo um conta senso moral, ganha da Segurança Pública, do estado, e ao mesmo tempo, ganha com a insegurança do estado!!`
É moralmente reprovável como é moralmente semelhante ao nepotismo.
Ou eles são muito bons(?) ou não tem ninguém melhor!

Levar crianças com fome, aos brinquedos de outra "pracinha" para usar brinquedos diferentes, não resolve o problema. Elas continuam com fome. E como dizia o Betinho,"... quem tem fome, tem pressa..."

Os PMs tem pressa de comer e de dar de comer aos filhos.

Têm pressa de morar num lugar decente e não depender de comerciante da área para levar carne para casa.

Têm pressa de ser reconhecido como gente e não reconhecido como dependente de gente (dos outros).

Têm pressa de ver os filhos de noite em casa, coisa que não faz há muito tempo!

Têm pressa de ganhar como os irmãos de Sergipe, de Mato Grosso, de Goiás, de Pernambuco, de Brasília(imagina!), de S. Paulo, do R. G. do Sul, do Paraná, da Paraíba, do Tocantins e por aí vai a pressa!

Ter planos de frazer isso, aquilo, é tudo ótimo. Mas de barriga cheia.

De barriga vazia...ainda doe. Desde muito antes do Cel Ubiratâ isso já doía.

Vale lembrar que o bom General, antes de dar um passo com a tropa para frente, olha três vêzes para trás.

Vale lembrar que missão impossível é parente muito próximo de ordem absurda! Simplesmente não se cumpre!

Essa história de missão dada é missão cumprida, é oriunda de uma tropa treinada, motivada, bem alimentada e com equipamentos próprios para a missão.

Onde a PM se enquadra nesses conceitos? No treinada?
No motivada? Com o quê?
No bem alimentada?
Equipada?
A PM está a dez anos luz do Bope.Chego a dizer que só se igualam por serem todos PMs (embora ganhem quinhentinho a mais que os outros, pelo menos é o que dizem).

Aí me lembro do texto Sagrado que diz: "Pode um cego conduzir outro?"

Pode um homem (O PM) sem cidadania, sem segurança própria e para sua família, dar segurança a alguém?

Só porque mudou o Comando? Isso é Alice no país das Maravilhas!!

Onde erramos? Na Alice, no País ou na cidade das maravilhas?

O plantio é sempre facultativo, mas a colheita...é obrigatória.

O que foi plantado? Pois é isso que vamos colher e temos colhido!

James Theodore Kirk
Winston Churchill
e Rui Barbosa.

Anônimo disse...

Amigo Wanderby.
Explicarei o que seria o Projeto Quinto Constitucional. É um projeto da PF e PC (somente os Delegados) passarem a ter "Função Jurídica", com isso poderiam concorrer com Promotores e Advogados ao cargo de Desembargador pelo 5º Constitucional, como eles possuem Docie de toda cúpula do executivo, legislativo e judiciário, a escolha seria mais que óbvia. Esse é o projeto fim. O projeto meio é dominar e tornar submissa a nossa PM e todas as outras. Lembra do primeiro aviso sobre Boletim Reservado já está quase concluido - primeiro passo do nosso desmantelamento será a exposição vexatória das punições e não pense que é questão de equidade é tão somente questão estratégica de enfraquecimento dos pilares da PM. Aguarde e verá.

Anonimo Conjecturalista.

Anônimo disse...

Uma coisa é certíssima e agradeço e muito ao governador Sergio Cabral e sua quadril.... , quer dizer turma: diante das promessas do governador enquanto candidato e na esperanças de melhoras no tocante aos salários e condições, no mínimo, dignas, as quais não vieram em nenhum momento durante essa gestão, eu, com tanto descaso do governo, resolvi voltar
aos meus estudos para realizar concursos públicos, pois já tinha abandonado tal idéia, mas, diante da atual circunstância lamentável que a nossa polícia vive, consegui me organizar nessa árdua tarefa de estudar para sair correndo da Polícia, instituição que amo, mas que não é de nenhuma forma valorizada, alías, e só esculachada e alvo de falsas promessas de campanahas por políticos oportunistas e inecrupulosos assim como o SC; e, dessa forma, estou estudando com muito afinco devido à raiva que fiquei com o completo descaso do SC enquanto governador. Esse descaso e as suas mentiras serviram para abrir meus olhos e ver que não existe no RJ políticos honestos e com vontade política de resolver os problemas da segurança pública do Estado. Dessa forma, eu agradeço ao governador e sua turma por me incentivar de uma forma anormal a minha retomada nos estudos para melhorar a minha qualidade de vida, uma vez na polícia isso será impossível com esse atual governo.

Um Oficial Superior da Polícia Militar.

Emir Larangeira disse...

Resposta ao "conjecturalista"

Às vezes, caro Wanderby, os olhos dos companheiros não se voltam ao passado da constituinte (1988). Naquela ocasião, nós, PPMM brasileiros (não eu!), defendemos ferrenhamente a manutenção do statu quo de "força auxiliar reserva do EB". "Ganhamos"!!! Ora!!! E pagamos o preço disso até hoje. Já os policiais civis conseguiram se inserir na CRFB e avançam sempre desde lá. Na PEC 41/03, os argumentos das FFAA em muitas laudas não fizeram qualquer referência às PPMM. Ignoraram-nas. Eu estava lá com o Josias Quintal (SEM CARGO!!!!), ajudando-o, e ficamos como patos perdidos em voo solo a apresentar Emendas à PEC 41 sem efeito algum. Senti-me envergonhado com tanto descaso dos nossos "senhores" e com a ausência dos PPMM como categoria nacional. Mais uma vez pagamos o preço da desunião, que é maior aqui, sim, mas alcança o Brasil. Falta muito para as PPMM se unirem como o fazem as Polícias Civis. Esse ufanismo de PM é falso. Vale o que está na Carta Magna, somos ambivalentes, "militares estaduais", condição mercenária e descartável condenada por Maquiavel. É isso que o EB pensa da gente: somos "nitrato do pó de merda!", quando poderíamos ser livres como a FNSP, instituindo o nosso próprio modelo estrutural até militarizado, porém civilista, digno e independente. Em outras palavras, dormimos um sono pesado em 1988 e não acordamos ainda para a estaca que cravamos no próprio peito por desídia. Claro que a PC e a PF estão na dianteira, mas não podemos brigar com eles, devemos aplaudi-los e imitá-los porque fizeram o que não fizemos. São os políticos bem trabalhados por eles, e nós, enquanto isso, permanecemos marchando e pregando medalhas no peito. Não podemos agora dar uma de despeitados, brigando com eles porque eles conseguiram o pirulito da festa. Nós não o disputamos em momento algum. Perdemos. E continuaremos a perder enquanto não nos dipusermos a lutar junto a quem decide a conjuntura: os parlamentares. À parte o trocadilho, o assunto merece ser discutido, como sugere o amigo "conjecturalista", que, porém, não conjectura sobre a a "conjuntura", ou seja para a mudança na legislação. Quem muda a conjuntura não é delegado, é parlamentar. O comentarista tem toda razão, estamos sendo engolidos pela PC desde 1988, ou seja, há 20 anos. Mais ainda: na PEC 41, os PC mais uma vez avançaram (foram para o mundo jurídico) e nós ficamos de fora levando ferro, nem constando do mundo militar federal a que nos subordinamos. Eta turma desunida, essa tal de PPMM! PPMM é ilusão. Cada qual cuida de si e nós "avançamos para trás", aqui intertextualizando Deonísio da Silva.
Como o conjecturalista pode perceber, não sou tão desantenado assim. Apenas vejo o presente como resultado de um passado que desprezamos. Não fizemos história, a culpa é nossa. Mas poderemos ainda traçar novos rumos futuros.

Anônimo disse...

GOSTARIA DE FAZER UMA RECLAMAÇÃO SOBRE O CORPO DE BOMBEIROS,NO QUE DIZ RESPEITO AS PROMOÇÕES;EM 1986 QUANDO ENTRAMOS PARA O CORPO DE BOMBEIROS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PARA TRABALHAR NA AREA DE SAÚDE COMO AUXILIAR DE ENFERMAGEM (QBM6),SENDO QUE NO CONCURSO PEDIA SOMENTE AUXILIARES DE ENFERMAGEM,MAS MESMO ASSIM ENTRARAM TAMBÉM TECNICOS DE ENFERMAGEM,POIS A CORPORAÇÃO PRECISAVA TANTO DE UM COMO DE OUTRO,QUE NA VERDADE FAZEM A MESMA COISA,EM 1990 ABRIU CONCURSO MAIS UMA VEZ PARA AUXILIARES E TAMBÉM ENTRARAM TÉCNICOS,DEPOIS DE ALGUM TEMPO ACHO QUE EM 1997 CRIARAM O QUADRO DE TÉCNICO DE EMERGENCIAS MÉDICAS DA CORPORAÇÃO OU SEJA (QBM10),NO QUAL SOMENTE OS TÉCNICOS ENFERMAGEM PODERIAM FAZER O CONCURSO INTERNO E OS AUXILIARES DE ENFERMAGEM NÃO;COM ISSO O PESSOAL DE 86, E 90 FICARAM PREJUDICADOS COM A CRIAÇÃO DESSE NOVO QUADRO,TANTO QUE MUITOS JÁ SÃO SUBTENENTES E NÓS 2º E 3ºSGTS POR TEMPO DE SERVIÇO,PEDIMOS ESSA CORREÇÃO PARA INJUSTIÇAS COMETIDAS CONTRA OS AUXILIARES DE ENFERMAGEM DA CORPORAÇÃO!!!!

Anônimo disse...

Faço coro com Laranjeira, mas sou um esperançoso.

Unidos somos muito maiores que as FFAA, mas a dificuldade é justamente essa: UNIÃO.

Já dizia um dado secretário: " Como que vcs sendo mais de 400.000 policiais militares, podem não entender a força disto"

Segue a máxima: DIVIDIR PARA COMANDAR este foi o nosso problema. Mas não adianta chorar o leite deramado.

Por isso pergunto: Quando será a nova mobilização dos PPMM e Bombeiros para tratar deste assunto? Tratar deste assunto exclusivamente, não poderemos perder o foco se não vamos novamente semear a desunião.

Como diz o dito popular: " Merda cagada não volta pro..."

Anônimo disse...

Major, qual a opinião do senhor quanto a exigência do ensino superior para ser soldado no Rio de Janeiro?
O que o senhor acha da exigência de bacharel em Direito pra escola de oficiais?
Gostaria muito da sua opinião sobre o assunto.

Anônimo disse...

Amigo Wanderby...leia e divulgue.

Boas notícias para a tropa sergipana: depois da mobilização realizada já a alguns dias, onde os policiais decidiram deixar de se expor a ilegalidades existentes em seu serviço, como dirigir viaturas sem o curso específico exigido pelo Código de Trânsito Brasileiro, o Governador Marcelo Déda resolveu dar os benefícios que, se não eram os exigidos inicialmente pela categoria, satisfez a praticamente todos. O ganho salarial se refere ao período de 1º de maio deste ano (retroativo) ao final de 2010. Veja abaixo como ficarão os salários de todos os postos e graduações da Polícia Militar de Sergipe:

Coronel – R$ 9.539,71 (soldo) mais periculosidiade: R$ 12.401,62
Ten. Coronel – R$ 8.295,40 (soldo) mais periculosidade: R$ 10.784,02
Major – R$ 7.604,12 (soldo) mais periculosidade: R$ 9.885,35

Capitão – R$ 6.615,15 (soldo) mais periculosidade: R$ 8.599,70
1º Tenente – R$ 5.512,63 (soldo) mais periculosidade: R$ 7.166,41
2º Tenente – R$ 4.410,10 (soldo) mais periculosidade: R$ 5.733,13
Aspirante – R$ 4.240,48 (soldo) mais periculosidade: R$ 5.512,63

Subtenente – R$ 3.687,37 (soldo) mais periculosidade: R$ 4.793,59
1º Sargento – R$ 3.511,79 (soldo) mais periculosidade: R$ 4.566,32
2º Sargento – R$ 3.080,51 (soldo) mais periculosidade: R$ 4.004,67
3º Sargento – R$ 2.702,21 (soldo) mais periculosidade: R$ 3.512,87
Cabo – R$ 2.456,55 (soldo) mais periculosidade: R$ 3.193,52

Soldado do de 1ª Classe - R$ 2.317,50 (soldo) mais periculosidade: R$ 3.012,75
Soldado engajado – R$ 2.250,00 (soldo) mais periculosidade: R$ 2.925,00
Soldado não engajado – R$ 1.875,00 (soldo) mais periculosidade: R$ 2.437,50

Percebam que além do ganho significativo no salário final, houve a incorporação no soldo da Gratificação de Compensação por Serviço Externo (Gracoex) e a Gratificação de Atividade Militar (GAM). Isso significa que qualquer tipo de benefício que incida sobre o soldo — certamente todos eles se enquadram nesse padrão — será consideravelmente aumentado. Vejam o que o Governador de Sergipe declarou, segundo o Ne Notícias:

“Se consideramos que estamos em um momento econômico em que a inflação acumulada nesse período dificilmente passará de 10%, serão ganhos reais próximos a 90%. Isso sem falar do reajuste dado em 2008. Se contarmos com eles, nós teremos em três anos um reajuste de mais de 150%. Eu não tenho dúvida que é a melhor remuneração do Nordeste”

Não sei se é a melhor remuneração do Nordeste (provavelmente sim), mas que o avanço foi significativo, não podemos negar. Estão de parabéns os policiais militares de Sergipe, principalmente os responsáveis pelo blog do Capitão Mano e o blog da Associação Beneficente dos Servidores Militares de Sergipe (ABSMSE) — dois exemplos a serem seguidos pelos blogueiros policiais de todo o Brasil, dada a relevância ímpar que conseguiram na internet, e a transformação dessa relevância em mudanças sociais.

Fonte:http://abordagempolicial.com/2009/07/pmse-80-de-aumento-salarial/

Anonimo conjecturalista

Elton disse...

Novo comando, novas espectativas, muitas especulações e o que há de "novo" na realidade? Só vejo uma esperança no trabalho do Cel Mario Sergio, que ele venha a conduzir nossa tropa como fez a frente da Academia, quando lá estive em 2004. Oficial completamente comprometido com a PMERJ e que possui um olhar novo, afastando-se do paradigma de que a PM só serve para atuar com "tiro, porrada e bomba", é necessario uma nova visão na gestão da PMERJ e esperamos que com sabedoria o Cel Mario Sergio venha a realizar mais um bom comando.
Elton Costa Gomes - 1º Tenente PM

Anônimo disse...

Amigo Wanderby.
Agradeço a atenção do Cel Larangeira.

1º Por vivermos preso no passado -“no meu tempo”- é que a PM não evolui;
2º Hoje os policiais civis (PC e PF) têm 10 representantes no Congresso Nacional e a PM dois representantes (nenhum do RJ), porque nós não acreditamos em nossos representantes – maus exemplos não nos faltam, porém, sem representatividade morreremos abandonados;
3º A legislação que atende aos salários dos Policiais civis não é “nacional” é estadual e em quase todos os Estados Brasileiros não há diferença salarial entre PM e PC, então vale a pena manter a proposta de igualdade;
4º Faz algum tempo que as PPMM mais evoluídas (SP, MG, GO, DF, etc) possuem no Congresso Nacional e nas casas legislativas de seus estados, oficiais como assessores especiais do Comando para acompanharem, e se necessário interferirem positivamente, nas propostas de interesse da PM como instituição de âmbito nacional, bem como para seus interesses regionais – a PM do RJ ainda não despertou para isso. Pior nossos comandantes acham o máximo da ética dizer que “não é político”, realmente o comandante não deve ser político, mas a PM tem que estar inserida numa política séria - se não será usada por quem tem qualquer política de interesse;
5- Nossa corporação não tem um “Planejamento ou Política Corporativa” quando muito temos Política de Comandante, aí, por vezes, essas políticas podem ser entendidas apenas como uso ou não de botons ou uso ou não de slogans – esquecendo que os 200 anos são da PMERJ e não de qualquer comandante.
Não escrevo aqui simplesmente para contestar ou criticar esse ou aquele comandante ou qualquer integrante da corporação, só que assim como o Cel Laranjeiras e outros, tenho esse espaço para expor uma reflexão.

"Anonimo conjecturalista"

Anônimo disse...

Há em desenvolvimento um plano articulado pelo governo federal, via SENASP, atual detentora dos direitos sobre a segurança pública do Rio de Janeiro, para desmilitarização das PPMM do Brasil, tendo como projeto piloto a PMERJ.

Tal plano foi iniciado e testado no Pan-2007 e será implementado primeiro aqui e depois difundido para todo o país.

O abandono dos nossos símbolos, dos nossos ritos e cerimônias (vide passagens de comando), enfim, daquilo que nos identifica é somente o primeiro passo.

A subordinação se dará de forma inequívoca à PCERJ, aguardem as próximas medidas.

Só para comprovar, vejam como os articuladores são inteligentes e dinâmicos: observando que haveria uma relutância e um posicionamento contrário dos Majores que comandariam as subáreas de policiamento no conceito novo de AISP, ou seja, a AISP tendo como área a circunscrição das DPs sob coordenação (não seria comando?) dos respectivos Del Pol, migraram para comandamento pelos Capitães, oficiais mais novos e com menos condições e experiência para se impôr!

Ou tomamos as rédeas do processo e mostramos quem somos, entendemos de uma vez por todas que somos o paquiderme amarrado por barbante e rompemos as amarras ou seremos lacaios de moleques recém saídos dos bancos escolares e com três meses de curso para se tornarem preenchedores de formulários.

Bom, eu já sei qual será o meu posicionamento, cabe a cada um dos senhores, do mais antigo coronel ao mais moderno soldado (antiguidade é posto sim, coloca um mais moderno pra me comandar e vê se no minuto seguinte não me apresento na DGP! trilhar o caminho que sua ética e auto-estima indicarem, se é que ainda possuímos tais atributos.

Wanderby disse...

Ao anônimo das 20:39 de algum dia...
Sou favorável ao estabelecimento de exigência de ensino superior para ingresso no CFAP (Sd) e de nível superior em Direito para ingresso na APM (Al Of).
Tal questão, aliada à lavratura de TC, tem relevância para a sobrevivência da instituição como tal, para a profissionalização de seus serviços e para a ruptura do ethos militarista de suas ações.
É claro que salários e condições de trabalho dignas são também fundamentais.

Wanderby disse...

Não é ao acaso que algumas PMs estão adotando tal postura...

Anônimo disse...

Bravo Cel Larangeira a Biblia diz que maldito e o homem que confia no homem.

Anônimo disse...

NAO PRECISAMOS DE UM NOVO COMANDO E, SIM DE UM SALARIO DIGNO.OS POLICIAIS DE SERGIPE TIVERAM 100% DE AUMENTO E NOS NADA.