23/06/2007

Mais conseqüências do ethos belicista apregoado no RJ.

"Dois oficiais da FAB baleados
PMs disparam mais de 30 tiros contra capitão e major, que foram confundidos com ladrões de carro
Marco Antonio Canosa

Rio - Dois oficiais da Aeronáutica foram atingidos por tiros de fuzil e pistola disparados por policiais militares, ontem à noite, em Campo Grande, ao serem confundidos com ladrões de carro. Os militares foram internados em estado grave no Hospital Rocha Faria. O capitão Douglas Goshniyshi e a major Larissa Carolina, ambos de 26 anos, lotados no Batalhão de Infantaria de Aeronáutica Especial (Binfae) do Campo dos Afonsos, estavam a caminho da 35ª DP (Campo Grande) para informar a recuperação de seu carro, o EcoSport preto LRD-0994. Quando passavam pela Rua Pontes Leme, foram interceptados por PMs, que disparam mais de 30 tiros. Pelo menos 20 atingiram o veículo.
Os outros, a parede e a porta de aço de uma concessionária de veículos. O carro, segundo a Polícia, havia sido roubado pela manhã, na Vila Vintém, em Padre Miguel. Os ladrões teriam feito contato com a família e exigido resgate pelo veículo, que foi pago pelo casal minutos antes do ataque dos policiais. O pai de Larissa, militar reformado, vinha em outro carro, atrás, e entrou em desespero. Ele saiu do veículo e gritou para os policiais pararem de atirar, dizendo que eram oficiais. Só então o casal foi socorrido. Oficiais da Aeronáutica estiveram no local e na delegacia para apurar o caso, mas se recusaram a falar com a imprensa. Familiares do casal fizeram vigília na emergência do hospital em busca de informações sobre seu estado de saúde.Em depoimento na 35ª DP (Campo Grande), os PMs afirmaram que deram ordem para o carro parar, mas o motorista teria desobedecido. Eles não disseram o que estavam fazendo fora de sua jurisdição, em área de policiamento do regimento de Polícia Montada (RPMont)." (O Dia Online - 25/06/07).


Fato isolado?
Não reflete os ens...blá, blá, blá...

O lema da Polícia Militar é: "SERVIR E PROTEGER".

A quem?

8 comentários:

Anônimo disse...

E ai, Major? Quem tem culpa? Os PMs despreparados ou quem deveria prepara-los? Alguém tem que explicar isso para as famílias das vítimas. Tem um verso bem polêmico do grupo Planet Hemp: "Acendo um e penso na polícia, servir e proteger, servir a quem? Proteger de que?"

Luiz Alexandre disse...

A explicação não deve ser cobrada aos policiais militares, deve ser cobrada ao Governo atual, Governo anterior e o anterior àquele, bem como quem aceita formar policiais como se forma digitadores ou atendentes de padaria.

Anônimo disse...

A culpa é dos oficiais da pmerj sim senhor...no meu curso em 1989 tive excelentes instrutores,porém faltava projéteis,obréia,tudo mais...dei uns 90 tiros de 38 e.......só........apenas olhamos o nosso instrutor com a winchester cal 12 e a mt12 9mm, apenas uma amostragem do funcionamento das armas,víamos ,como falei ,excelentes instrutores mas a economia era visível....depois disso, o pm é jogado na rua e só piora pois sabemos do custo do treinamento de tiro..agora a pergunta:se os instrutores do curso sabiam deste contingenciamento,o comando do cfap não sabia?E a dgal? E o comando geral?Por isso eu afirmo, a maioria dos oficiais não tem amor pela farda que vestem,o objetivo é chegar ao posto de coronel e pronto.Como posso comandar uma tropa desmotivada,mal treinada e não ponderar com meus superiores sobre isso?Ou com o governador,se vossa excelência não tiver um plano de reerguer a pmerj eu pego meu boné e vou pra casa...sabemos que pode demorar,mas um primeiro passo tem que ser dado,ou vamos esperar que acabemos de vez?

Anônimo disse...

major tudo que sei do senhor sobre honestidade é bom, e tudo que sei do senhor como policial é inexistente. o senhor me faz lembrar as comentaristas de futebol que apontam todos os erros dos técnicos e dos jogadores, aí se for fazer não consegue acertar a bola. O senhor é um desses caras, não sabe nada de polícia porque nunca foi polícia, mas é o melhor crítico do mundo e todo mundo bate palma. Vem pra pista major. Vem provar suas teorias. Não banca os teoricos sociologos que gostam de fazer as pessoas pensarem que os policiais são ingênuoas e eles é que tem a solução, que são os inteligentes, que todo mundo é burro.
Troca o 3º A e bota o mug major.

Wanderby (wanderby@oi.com.br) disse...

Muito grato pelos comentários.

Anônimo disse...

Não sou oficial e gostaria de externar minha gratidão para com o major...que DEUS o guarde e o conserve em sua luta..

Anônimo disse...

É... Realmente o Presidente da Coca-Cola, para ser presidente, tem q saber fazer o produto, embalar, vender, etc, da mesma forma que o Presidente da Volks, da Sony, da Microsoft...
Senhores, saibam a diferença entre dirigir uma empresa e ser um operário dela.
Os Oficiais, como os Diretores e Presidentes das empresas, não são preparados para ser a ponta da linha, mas para serem a cabeça pensante.
É por isso que a PMERJ está uma merda, pois um quer o lugar do outro; um diz q é mais fodão que o outro; um diz que o outro nunca foi polícia, ou é medroso, ou não é operacional.
Será esse o motivo de estarmos tão enfiados com a cara na merda? A tamanha desunião e falta de cada um se colocar no seu lugar?
Cap. Gancho

Anônimo disse...

Senhor Capitão Gancho

O senhor confundiu as coisas; uma é compreender que os oficiais têm um papel marcadamente de gestão, na empresa PM, com um formação voltada para o comando e a liderança. Outro, é escusar-se na sua precípua função de líder, para justificar incapacidade de execução, seja por inaptidão para a profissão policial, seja por medo ou covardia.
O senhor, como oficial intermediário, ao apresentar uma face sectarista do comandante incapaz de fazer, e fazer bem, o que cabe a tropa, como seu modelo, apenas promove o descrédito sobre a categoria "oficiais", entre os praças.

Idealismo e destemor
Tenente Escovinha