23/06/2007

Os "40 da Evaristo". Sendo pragmático.

Sem pesar e tendo em consideração objetivos maiores, comunico aos dignos leitores a ativação temporária da moderação de comentários.
Continuo no aguardo de ciência.

15 comentários:

Dramatic Chipmunk disse...

Ate q enfim, Maj Wanderby. Se determinadas figuras estao fazendo contra-inteligencia desmerecendo o movimento do Sr., que ele monte seu proprio blog

Anônimo disse...

Será que os que estão aposentados por invalidez continuarão esquecidos?

Anônimo disse...

De um amigo que trabalhou com o sr no sexto,continue a luta mas se lembre daqueles que perderam sua saúde em prol de nossa polícia,sempre avante.

Anônimo disse...

Sucesso no encontro e reinvindique quanto aos triênio dos pms que foram reformados por incapacidade,já somos quase 1.000 homens nesta triste realidade de salários reduzidos,não nos abandone por favor!

Anônimo disse...

Noticiado na internet,comandantes da pm de ALAGOAS lutaram pelo retorno do auxílio invalidez aos pms daquele estado,o benefício tinha sido retirado,mas retornou após luta do comando de lá. E aqui,como ficam os colegas que perderam a saúde e tiveram os triênios tirados,causando perdas de 500,600 reais por mês? Estamos falando de companheiros que estão paraplégicos,alguns tetraplégicos,outros com problemas cardíacos e ,também,com insuficiência renal tendo feito trasplante de rins,dependendo de remédios caros para os órgãos não serem rejeitados.Rogo aos srs comandantes e demais colegas que não nos deixem neste estado de abandono,trabalhar e ter a carreira interrompida perdendo a saúde não é fácil,mas tendo que amargar um salário como reformado,de 1.238.00 reais é muito duro,obrigado pela oportunidade.

Dramatic Chipmunk disse...

Amigo inativo. Nos ja sabemos da sua necessidade. Garanto que o grupo que eta se formando pos todas as nossas necessidades no mesmo pacote e com a mesma prioridade. Fique tranquilo.

Anônimo disse...

SOLDIER

Nobre e competente major, venho acompanhado sua luta quanto a equiparação salarial,é disso que precisamos de um oficial com sabedoria e competência suficiente para orgarnizar uma verdadeira reinvidicação. Viva a operação "padrão"
Soldier Leonardo BPRv

Genghis Khan disse...

Tá Chegando Lá... Seria o anúncio de aumento!?

Cabral: 'sem segurança, não temos educação e saúde de qualidade'
Publicada em 29/06/2007 às 18h24m
O Globo Online, O Globo, Extra, CBN e RJTV

RIO - O governador Sérgio Cabral elogiou, nesta sexta-feira, a operação policial realizada no Complexo do Alemão , que resultou na morte de 19 pessoas e na apreensão de armas e munição. Defendendo a ação da dura polícia, Cabral disse que não há saúde e educação e transporte de qualidade sem segurança pública. O secretário de segurança, José Mariano Beltrame, já afirmou que operações como a do Alemão deverão ser feitas em outras áreas da cidade dominadas pelo tráfico. As declarações foram feitas numa visita do governador ao Corcovado para a campanha "Vote Cristo. Ele é uma Maravilha".
- Eu posso garantir que segurança pública é a primeira das liberdades. Sem segurança, nós não conseguimos oferecer educação e saúde e transporte de qualidade. A segurança é a nossa prioridade, mas é evidente junto com educação e saúde.
Cabral considera a operação muito bem sucedida.
- Foi muito bem sucedida, uma operação com planejamento, inteligência e operacionalidade. Foi uma operação de sucesso, de parceria com Polícia Civil, Polícia Militar, Força Nacional e Polícia Federal, que colaborou muito. Nós vamos continuar fazendo isso para combater a criminalidade. Se a criminalidade está na Avenida Vieira Souto, nós vamos combater. Se está no Complexo do Alemão, nós vamos combater. Isso é o que a população quer, não é uma questão de governo, é uma questão do Estado e de sobrevivência do Rio - afirmou.
Cabral diz que segurança pública continuará sendo prioridade
O governador fez um balanço dos primeiros seis meses de seu governo. Cabral falou em diminuir custos e aumentar a capacidade de aumentar receita e investimentos. Elogiou parcerias realizadas com as prefeituras e governo federal e disse que superou dificuldades:
- Foi um primeiro semestre muito intenso, de muito trabalho, de muita ação, de muita parceria e muito de esforço por diminuição dos gastos por uma racionalidade na administração pública. Nós temos que buscar diminuir os custos do estado e aumentar sua capacidade de receita e de investimento. Os recursos do estado ainda estão muito comprometidos e, sem isso, não é possível fazer um governo que realize, que pague bem os servidores e faça investimentos. Mas nós conseguimos superar todas as dificuldades com muitas parcerias com o governo federal e com as prefeituras em todas as áreas.
“ Sem segurança, nós não conseguimos oferecer educação e saúde e transporte de qualidade ”
________________________________________
Para Cabral, segurança pública continuará sendo uma das prioridades de seu governo no segundo semestre.
- Nós temos que garantir segurança para nossa população. O meu papel é o estímulo à nossa polícia, que a polícia continue trabalhando com o meu apoio. Não há acordo, não há retrocesso nessa área. Nós continuaremos com a mesma postura mantida desde o primeiro dia de governo quando transferimos para Catanduvas aqueles 12 marginais que comandavam um processo de selvageria na cidade. Trouxemos a Força Nacional e continuaremos em parceria para enfrentar e ganhar essa luta contra criminalidade, é o que o povo do Rio deseja - disse o governador, que anunciou a contratação de dois mil policiais militares até o fim deste ano.

Anônimo disse...

Vamos nos unir,chega de abandono,que DEUS nos dê sabedoria e ânimo.

Anônimo disse...

Ao DRAMATIC CHIPMUNK: Minha somente não,de aproximadamente 900 colegas com variados problemas,e,para todos aqueles que vierem para o nosso lado,obrigado,fiquem com DEUS!

Anônimo disse...

Aos companheiros oficiais e praças.

Concordo com o sgt 26 anos de serviço quanto ao medo de no final da luta, mais uma vez, a divisão das honras e conquistas ficarão apenas com o andar de cima. Mas também concordo com os oficiais que estão botando a cara a tapa que o momento de caos que vivemos é ideal para união.

Por tanto pergunto a estes que querem nosso apoio para esta revolução salarial, compreende caro sgt 26 anos, sem nós as praças para executar as operações padrões o grupo da Evaristo não sairá do lugar, qual a garantia que não seremos esquecidos no final da luta?

Faço uma proposta:
Criem um manifesto com os objetivos a serem alcançados e expressando claramente quanto cada graduação vai levar no final e inclusive inativos e pensionistas, porque se deixá-los de fora não há acordo para operação alguma, isso mesmo eu disse acordo. E todos os 40 da Evaristo carimbem e assinem tal documento, divulguem o local e data da próxima reunião para que praças de diversas unidades tenham acesso a esta e possão obter uma cópia desse documento para serem multiplicadas nas unidades, dando assim uma garantia que os esforços não serão em vão e quando vierem as cobranças, nós poderemos relatar quem nos apoiou.

Wanderby (wanderby@oi.com.br) disse...

Caros Srs
Hoje (02/07), haverá mais uma reunião, na qual serão divulgadas as propostas abrangendo todos os níveis hierárquicos.
Será também lida a carta aberta, na qual deverá constar nossa disposição em não aceitar, de maneira alguma, qualquer tentativa de reajuste apenas para determinada parcela de nossa corporação.
Aguardem e, por favor, apoiem e ajudem.
Talvez esta seja uma das únicas oportunidades no RJ em que toda a Corporação, ao longo de seus diversos extratos hierárquicos, está começando a ficar realmente unida e disposta a brigar, dentro da lei, por mais de que simples reajuste salarial, pela integração com a polícia civil, que também seria beneficiada com a possibilidade de concessão de reajustes para a "tiragem".
Juntos, somos forte.

Anônimo disse...

2º BPM; 19º BPM; 23º BPM CIENTES!

ZONA SUL UNIDA!!!

Anônimo disse...

Vamos nos unir,chega de molecagen conosco!!!!!!!!!!

Almeida disse...

Caro Maj PM: acuso o recebimento da msg Carta Aberta. Cap pm Moisés - 35º BPM