21/07/2007

DE NOVO, JUNTOS E FORTES.

.

Próximos passos dos militares estaduais em defesa da sociedade fluminense:

Esclarecimentos à tropa com vistas à "tolerância zero".

Realização de marcha democrática em 05/08/07, a partir das 1000 h, com trajeto a ser divulgado.

Extra - 22Jul07
O Dia - 22Jul07

No blog "Gabriela Sou da Paz" (http://gabrielasoudapaz.zip.net/arch2007-07-16_2007-07-31.html#2007_07-22_01_29_41-124279330-0):

"A Campanha da Polícia Militar e dos Bombeiros do RJ por melhores salários foi iniciada no dia 14/07/07 com uma manifestação que reuniu centenas de policiais na Praça das Medalhas do PAN, em Copacabana (...). Em seu BLOG podemos encontrar o folheto que foi entregue à população na manifestação do dia 14 onde, entre outras coisas, diz: 'Estamos aqui para mostrar que também somos como vocês. Estamos aqui para pedir que se juntem a nós em defesa do Brasil. Amamos nossas profissões e queremos compartilhar tal sentimento com vocês'.
...
Está programada para o dia 05 de Agosto, a partir das 10:00 horas, uma passeata com trajeto a ser divulgado. Vale esclarecer que os militares que participam dessas manifestações estão em seu dia de folga, em trajes civis e desarmados. O Movimento Gabriela Sou da Paz está sempre ao lado dos bons policiais e dá seu apoio à campanha desses bravos servidores públicos...
"

No blog do Gustavo (http://jblog.com.br/gustavoalmeida.php)

22/07: Cinelândia, 21 de julho

"Os 40 da Evaristo caminham a passos firmes para serem os 40 mil da Evaristo e em breve do Brasil. Abaixo, alguns deles no carro de som, discursando. Em frente ao carro de som havia 1600 manifestantes. Noticiaram de 500 a 900 por aí. Achei estranho. ".

No blog do Jorge Antonio Barros (http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/reporterdecrime/Default.asp):

"PMs e bombeiros voltam às ruas por melhores saláriosTá bom. Se os caros leitores não apóiam a manifestação contra a redução da maioria penal, prevista para segunda-feira, na Candelária, que ao menos enviem uma mensagem de apoio ao movimento de reivindicação salarial dos policiais militares e bombeiros por meio do blog do major Wanderby, um dos líderes da empreitada. Eles voltam a se reunir agora de manhã na Cinelândia, num ato público em que estarão à paisana e desarmados. Esse movimento foi deflagrado no início de julho, com a divulgação de um manifesto assinado por oficiais da cúpula da Polícia Militar, Os 40 da Evaristo, sinalizando ao governo que estão cansados do abandono que lhes foi imposto nos últimos anos. Um PM ganhar R$ 800 por mês não justifica, mas explica muitos dos problemas que vivemos na área de segurança pública hoje no Rio.".

Também no:

Militar legal (http://militarlegal.blogspot.com/)

Projeto 200 anos (http://projeto200anos.blogspot.com/)

Capitão Luiz Alexandre (http://capitaoluizalexandre.blogspot.com/)

Falando de Polícia (http://www.falandodepolicia.blogspot.com/)

A voz do militar de Minas Gerais (http://www.renataaspra.blogspot.com/)

Pauta do dia (http://robertatrindade.wordpress.com/)

Justiça salarial na PM (http://www.justicasalarialnapm.blogspot.com/)

Algo mais no JB-22/07/07 "Uma intervenção de R$ 39 milhões
Breno Costa

O policial militar de elite que vem do Tocantins, do Acre ou de qualquer outro Estado do Brasil não deve saber que a missão na qual ele está metido já consome dos cofres da União, em média, mais de R$ 200 mil por dia. A boa qualidade do serviço prestado pela Força Nacional de Segurança Pública (FNS) mostra que salário é positivo para a segurança: o PM de elite de outro Estado recebe uma diária de R$ 124 e fica 14 horas por dia à espreita nas esquinas dos acessos ao Complexo do Alemão, vigiando traficantes no alto de lajes e revistando mochilas atrás de drogas e armas.
O valor é o mesmo que um soldado da Polícia Militar do Rio só conseguiria juntar depois de 20 anos de trabalho. A uma semana do fim da principal missão da Força este ano - a garantia da paz nos Jogos Pan-Americanos - a tropa já consumiu, desde 1º de janeiro, R$ 39,3 milhões. É quase a metade do que o Espírito Santo, Estado mais violento que o Rio, de acordo com a Organização dos Estados Americanos (OEA), gasta em policiamento em um ano inteiro.
O montante, calculado a partir de levantamento feito pelo Jornal do Brasil nos dados da movimentação financeira da União, divulgados pela ONG Contas Abertas, já representa 78,1% dos R$ 57,5 milhões que o Ministério do Planejamento autorizou para ações e custeio da FNS para todo o ano. O valor já é acrescido dos R$ 11 milhões de reforço que vieram por meio de uma medida provisória editada em abril.
E outras MPs devem ser necessárias. A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) já se comprometeu com o governador Sérgio Cabral a manter homens da Força no Rio até dezembro, pelo menos. A Senasp informa que ainda não tem condição de saber quanto dinheiro vai ser necessário para manter os soldados no Rio por mais cinco meses depois dos Jogos Pan-Americanos, porque ainda não dimensionou com a Secretaria de Segurança do Estado o efetivo que será necessário. No entanto, o órgão admite que, se necessário, vai bater na porta do ministro do Planejamento atrás de bônus no orçamento para garantir um acréscimo nos R$ 18 milhões que restam para serem usados nos próximos cinco meses.
Segundo especialistas ouvidos pelo JB, os R$ 39 milhões já investidos nas duas rubricas orçamentárias destinadas diretamente à Força Nacional - 'Preparação e Emprego da FNS para os Jogos Pan e Para-Pan-Americanos de 2007' e 'Força Nacional de Segurança Pública' - seriam o suficiente para manter mais de 2.300 policiais 'nativos' com remuneração básica da PM reforçando o patrulhamento nas ruas do Rio por um ano - todos com fuzil, pistola .40, fardamento completo, colete à prova de balas e munição suficiente para situação de combate, além de 13º salário.
O major PM Wanderby Braga de Medeiros, um dos líderes do movimento de da equiparação salarial da corporação com a Polícia Civil, critica as diferenças entre os investimentos feitos pela União na Força Nacional - segundo ele, importantes - e na PM do Rio, pelo Estado.
- Na questão dos equipamentos de proteção individual, por exemplo, é gritante a diferença. Podemos nos dar ao luxo de simplesmente observar nas ruas, nem precisamos fazer contas. Isso denota, é claro, falta de investimento. Mas o principal problema é o baixo salário - diz o major, que alerta para o êxodo de PMs das ruas para gabinetes.
O pesquisador Antônio Flávio Testa, da Universidade de Brasília (UnB) e especialista em Segurança Pública, considera que a presença da FNS no Rio responde a uma demanda do governador Sérgio Cabral. Testa lembra que, desde o primeiro dia de governo, Cabral se esforçou por apoio federal na área da segurança. Os valores investidos na Força por isso seriam explicáveis..."
(grifos nossos).

E no Acre, onde a PM já lavra termos circunstanciados, a Polícia Civil luta por...
integração salarial com a Polícia Militar.

"Polícia LÁ E CÁ

A Assembléia Legislativa aprovou em plenário projeto de lei que aumenta o piso salarial de policiais civis para R$1690, equiparando com o salário pago a PMs em começo de carreira. Antes de mais nada: isso aconteceu no Acre. No Rio, são os PMs que estão indo para as ruas a fim de ganhar como os civis.".

60 comentários:

Luiz Alexandre disse...

Olhem que interessante ocorreu com a Polícia Civil do Acre:

http://www.ac24horas.com/index.php?option=com_content&task=view&id=4019&Itemid=9

Eles conseguiram a integração salarial com a Polícia Militar.

Por que será que isso só seria ilegal aqui no Rio de Janeiro?

Parabéns ao policiais civis do Acre, porque, em breve, estaremos comemorando a mesma coisa aqui.

Anônimo disse...

7 BPM ciente e divulgado, mobilizando e JUNTOS SOMOS FORTES!!

Samango 1 CPI

Anônimo disse...

O povo carioca está sendo iludido, essa sensação ilusória de segurança é gerada pelo policiamento especial criado para o PAN, com reforço da bem paga e equipada Força Nacional de Segurança.
A realidade virá depois do PAN quando esse apoio for embora e o policiamento voltar a ser feito pela PMERJ que recebe o pior salário do Brasil.
Recebe o pior salário a despeito das propostas definitivas enviadas ao Sr. Governador, a semelhança da adotada pelo estado de GOIÁS, onde os policiais militares recebem pelo regime de subsídios.
Isto tudo porque "parece" ESTAMOS DIANTE DE MAIS UM GOVERNO DOMINADO PELO CARTEL DA SEGURANÇA PRIVADA E A ELES NÃO INTERESSA QUE O PM E O BM PERCEBAM UM BOM SALÁRIO.
POBRE POVO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

Anônimo disse...

O povo carioca está sendo iludido, essa sensação ilusória de segurança é gerada pelo policiamento especial criado para o PAN, com reforço da bem paga e equipada Força Nacional de Segurança.
A realidade virá depois do PAN quando esse apoio for embora e o policiamento voltar a ser feito pela PMERJ que recebe o pior salário do Brasil.
Recebe o pior salário a despeito das propostas definitivas enviadas ao Sr. Governador, a semelhança da adotada pelo estado de GOIÁS, onde os policiais militares recebem pelo regime de subsídios.
Isto tudo porque "parece" ESTAMOS DIANTE DE MAIS UM GOVERNO DOMINADO PELO CARTEL DA SEGURANÇA PRIVADA E A ELES NÃO INTERESSA QUE O PM E O BM PERCEBAM UM BOM SALÁRIO.
POBRE POVO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

Anônimo disse...

SER CIDADÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, CONCLUO:
É VER O DINHEIRO DOS IMPOSTOS SUMIR NO PROPINODUTO, NAS ONGS FANTASMAS, LER OS ESQUEMAS DO EX-CHEFE DE POLÍCIA CIVIL NOS JORNAIS, LER QUE O PRESIDENTE DA ALERJ TEM ESCRAVOS EM SUA FAZENDA, QUE OS CONCURSOS SÃO FRAUDADOS ATÉ MESMO O DO JUDICIÁRIO, QUE OS POLICIAIS ESTÃO ENVOLVIDOS COM CAÇA-NÍQUEIS, SEGURANÇAS CLANDESTINAS DE BICHEIROS E ETC.
DESEMBARGADORES PRESOS PELA PF,
ROLA A SEGURANÇA E O GOVERNO TAMBÉM...
QUE ABSURDO! E AGORA SABER QUE NADA VAI MELHORAR PORQUE UMA MÁFIA DE "DONOS DE SEGURANÇA" CONTROLA A SEGURANÇA PÚBLICA E EXERCE INFLUÊNCIA NO GOVERNO.

Anônimo disse...

POBRE POVO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, REFÉM DOS INTERESSES COMERCIAIS PERVERSOS DOS BARÕES DA SEGURANÇA...
NÃO PODE TER UMA BOA POLÍCIA PORQUE ELES NÃO QUEREM;
NÃO PODE ANDAR NA RUA PORQUE ELES DIFUNDEM O TERROR;
NÃO PODEM CONFIAR NA IMPRENSA PORQUE ELES PAGAM MATÉRIAS;
NÃO TEM GOVERNO, PORQUE OS "BARÕES DA SEGURANÇA" ESTÃO MANIPULANDO, PARA ESTE GOVERNO AGIR DE ACORDO COM SEUS INTERESSES.

Anônimo disse...

Os cidadãos Fluminenses já sabem quais são os vilões da luta contra a violência:
1-O funcionário público da área de segurança que explora segurança privada;
2-A segurança clandestina;
3-O baixo salário do policial militar fluminense, o pior do Brasil;
4- a corrupção gerada pelo dinheiro sujo das seguranças privadas, que paga matérias para difundir o terror e o medo;
5- os políticos corruptos que recebem doações nas campanhas dessas "empresas", para manter o salário do policial baixo, para não inflacionar a mão de obra da segurança privada e desestimular o trabalho dos honestos de modo poderem agir a "vontade e impunemente".
Após a última reunião em que o Governo Estadual virou as costas para a PMERJ, o povo fluminense passa a saber que seu Governo, aquele que prometeu devolver a paz está do lado destes fascinoras...
Que vergonha Sr. Governador.

Anônimo disse...

O povo carioca está sendo iludido, essa sensação ilusória de segurança é gerada pelo policiamento especial criado para o PAN, com reforço da bem paga e equipada Força Nacional de Segurança.
A realidade virá depois do PAN quando esse apoio for embora e o policiamento voltar a ser feito pela PMERJ que recebe o pior salário do Brasil.
Recebe o pior salário a despeito das propostas definitivas enviadas ao Sr. Governador, a semelhança da adotada pelo estado de GOIÁS, onde os policiais militares recebem pelo regime de subsídios.
Isto tudo porque "parece" ESTAMOS DIANTE DE MAIS UM GOVERNO DOMINADO PELO CARTEL DA SEGURANÇA PRIVADA E A ELES NÃO INTERESSA QUE O PM E O BM PERCEBAM UM BOM SALÁRIO.
POBRE POVO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

ASP OF PM AMRCUS TEIXEIRA disse...

500 pessoas! tinha era 2 mil no mínimo. Se não pagar a matéria como alguns orgão fazem, eles colocam o que querem.
É uma vergonha a imprensa divulgar + ou - 500 policiais (informação falsa.) ou falta de jaba.

SOMBRA disse...

AO INVÉS DE CRITICAR NOSSO MOVOMENTO, A TIRAGEM TEM QUE PERCEBER QUE ELES SERÃO BENEFICIADOS, POIS A PMERJ E O CBMERJ, TEM MAIOR EXPRESSÃO QUE APENAS AQUELE GRUPO, QUE FOI ABANDONADO PELOS DELEGADOS...JUNTEM-SE A NÓS! JUNTOS SOMOS FORTES!!!

Wanderby (wanderby@oi.com.br) disse...

Juntos somos fortes.

Anônimo disse...

Amigo meu, policial, disse que se ganhasse bem não se arriscaria em segurnaça privada. SERÁ QUE ISSO ESTÁ PREOCUPANDO ALGUÉM?!?!?!?!?!

William disse...

Major o secretário de segurança quer manter a FNS até dezembro. Pergunto ao senhor, qual policial não gostaria de ganhar R$ 124,00 por 12 horas de serviço, no período da sua folga, ao contrário de R$ 50,00 pagos por esses chefes de segurança particular. Quem conhece o RJ é o carioca, e não outro colega de farda que vive fora do nosso contexto. A solução do problema do RJ é dar à PMERJ o mesmo tratamento dispensado a FNS. Muitos colegas se submetem a receber essa ninharia de “50 merreis”, porque o nosso salário não dá para suprir nossas necessidades básicas, aquelas resguardas pela Constituição Federal! ! ! ! ! !
A permanência da FNS aqui no Rio é uma afronta a nossa corporação, esse secretário não nos deu nem a oportunidade de sermos uma ótima polícia, porque com a estrutura que está sendo dispensada a FNS, como equipamentos pessoais e principalmente SALÁRIOS, nós da PMERJ seriamos a melhor polícia do MUNDO. Acho que isso não é, realmente, de interesse do GOVERNO DO ESTADO.

Antonio Miranda disse...

Sou professor da rede estadual de ensino e presto meu total APOIO a vocês.

sandro disse...

- A luta continua! Agora o grande passo ser� na passeata que haver� no dia 05/08/07. A vit�ria � um legado para quem busca e a nossa busca � incessante. N�o se enxerga mais nada al�m de conquistas, com este grande passo que se eternizar� como o marco na hist�ria da pol�cia. Fa�o quest�o ser parte deste pleito, homens que buscam justi�a salarial digna para a classe. Desde j� deixo os parab�ns a todos os corajosos oficiais e pra�as que presentearam a luta com suas importantes presen�as, que juntos somos e sempre seremos fortes!
Sem mais,
3� SGT PM SANDRO.

safragold disse...

wanderby...
para mim a questão salarial já está resolvida pelo movimento. Isto passou para um segundo plano. Pois quer queiram ou não queiram eles terão que nos dar a integralização. Pois o que conquistamos com este movimento não tem preço. Resgatamos a nossa dignidade, o orgulho de sermos policiais militares, independentemente de sermos oficiais ou praças. Juntos somos fortes. Isto ninguém tira mais.Parabéns a todos que compareceram na Cinelândia.

Anônimo disse...

Bela foto, governador e presidente brincando de serem policiais, agora só falta dar os nossos salários para eles e os colocarem dentro do Complexo do Alemão, tenho certeza que o sorriso vai desaparecer rapidamente.

Observar

Anônimo disse...

"...Ser policial é sobre tudo uma razão de ser é enfrentar a morte..."
Se enfrentamos a morte, podemos enfrentar qualquer abstáculo...
Juntos somos fortes.
SD PM

Ghengys Khan disse...

Eu fui e continuarei indo, me sinto orgulhoso, pois não posderia perder o bonde da história. O "Bonde" da esperança, que neste momento único homens e mulheres da PMERJ reescrevem o destino da Corporação...

Anônimo disse...

Mesmo que não seja postado, como alguns que já mandei! Falareiassim mesmo:> Se não houver medidas concretas por parte da cúpula, já que o governador demonstra que não está nem aí para esse movimento, todo o trabalho realizado até agora de nada adiantará. Até o presente momento uma escala escrava só interessou a uns poucos comandantes privilegiados. Façam a parte que lhes cabe, ou o movimento será totalmente nulo.

Anônimo disse...

INÍCIO DE OPERAÇÃO-PADRÃO -PROPOSTA!

Prezados senhores.

Creio que não podemos nos sujeitar a sermos 'empurrados' de um mês para o outro, dizendo que ' na próxima reunião...' teremos uma resposta.
O que conseguimos até agora é algo impensável e não há como voltar atrás.
Proponho, em nome da Honra e Dignidade que há no coração de cada Policial e Bombeiro Militar, que a partir da 00:00 horas do dia 06 Ago 07, seja deflagrada a nossa Opração Padrão, agindo tão somente dentro da lei.
Durante a Opração-Padrão, o Estado poderá refletir e quem sabe, trazer uma resposta concreta, que respeite a dignidade daqueles que diariamente ofertam sua vida, nas ruas do Rio de Janeiro.

SE VOCÊ QUE LER CONCORDAR, APONHA AQUI O SEU CIENTE!

JUNTOS SOMOS FORTES!!

Samango do 1 CPI - 7 BPM

Anônimo disse...

Amigos, pessoalmente estou desanimado... Com esse Sergio Ruy Barbosa fica dificil conseguir algo. O cara e sadico, seco e sarcastico. Tambem agora fica evidente o dilema complicado que é existir uma PM e um PC. Não ha perigo da segurança publica dar certo dessa maneira.

Anônimo disse...

operação padrão já!!!!!!!! juntos somos fortes.

SOMBRA disse...

ESTÁ NA HORA DE PENSARMOS E MEDIDAS MAIS CONTUNDENTES...É CONVENIENTE E URGENTE QUE O GRUPO DOS BARBONOS OMBREIEM AO NOSSO LADO...MAQUIAVEL JÁ ENSINAVA:"DIVIDIR PARA GOVERNAR..." GRUPOS FRAGMENTADOS SERÃO MAIS FACILMENTE CONTROLADOS...O GOVERNADOR COM SUA "CARA DE VOVÓ" ESTÁ NOS IGNORANDO!!! Ô TIRAGEM, ACORDEM! JUNTEM-SE A NÓS!! ESSES POLÍTICOS TÊM QUE NOS TRATAR BEM!(desculpem o desabafo)

Anônimo disse...

Senhores temos que divulgar a idéia. Acreditem existe gente que ainda não sabe de nada. Não sabe do que esta ocorrendo!!! Fui no HCPM e por lá com quem conversei, ninguém sabia. Como operacionalizar uma tolerância zero se poucos sabem! Precisamos divulgar mais e mais.
BAIXADA OPERANTE E DIVULGANDO!!!

SOMBRA disse...

Comandante da PM vai se reunir com oficiais para discutir aumento salarial
Plantão | Publicada em 23/07/2007 às 17h39m
Vera Araújo, O Globo
RIO - O comandante-geral da PM, coronel Ubiratan Ângelo, vai se reunir, nesta terça-feira, às 10h, com cerca de 50 coronéis da ativa para discutir o aumento do soldo da corporação. O encontro será no Quartel General da PM, na Rua Evaristo da Veiga, no Centro.

O coronel Ubiratan deve informar o balanço da reunião da última sexta-feira com o secretário de Planejamento, Sérgio Ruy Barbosa, para avaliar os salários da tropa.

CARTA AOS BARBONOS:
Prezados Coronéis,
Os senhores com 30 anos de PM, passaram uma vida de privações. Seus filhos e filhas deixaram de ter alguns benefícios em razão de seus salários. Suas esposas, viveram com dignidade,uma vida de restrições, sem lazer e sem poder ter alguns pequenas coisas que toda mulher gosta de comprar...os senhores têm a oportunidade de entrar para a história...A Corporação, levou suas juventudes, seus tempos com os filhos, seus sonhos de que "iria melhorar", seus horários de lazer...e ao final, o sistema costuma "empurrar" para a reserva como um "ilustre desconhecido"...Os Senhores poderão mudar isso! O momento é fecundo...Temos um Comandante-Geral legítimo, e temos os senhores, que resolveram dentro de toda legalidade e legitimidade possível fazer algo pela instituição. A conduta está causando um choque na tropa...mas um choque positivo, que irá legitimar em muito a palavra "comandante" "superior" etc...Reflitam e busquem as soluções necessárias para nossa melhoria salarial. Que DEUS OS ACOMPANHE.

Anônimo disse...

Sr. maj Wanderby.
Precisamos AGORA de um norte, de uma posição, sob o risco de esmorecer todo o 'corpo'. Quis o Eterno, que o Sr. pudesse capitanear essa nau. Agora precisamos seguir através da borasca, até o nosso porto seguro.
Tenho a certeza de que seu pai, se entre nós ainda estivesse, estaria honrado e orgulhoso de sua liderança.
Contamos com o Sr. Contamos com cada Bombeiro e Policial Militar.

JUNTOS SOMOS FORTES E INVENCÍVEIS!

Samango do 1 CPI e 7 BPM

firefighter disse...

Queria acrescentar que na região Sul Fluminense, Volta Redonda, Barra Mansa, Resende poucos PM e BM estão sabendo deste movimento, não por falta de querer, a todos que comento desejam estar mais informados querem participar mas está faltando mais divulgação.

Peço a todos os companheiros que trabalham no interior que informem, precisamos ter 100% dos efetivos PM/BM engajados nesta causa.

Abraços

Wanderby (wanderby@oi.com.br) disse...

Caros Srs
Compreendo a ansiedade, a qual, confesso, também compartilho.
Todavia, se conseguimos chegar até aqui (coisa que talvez fosse inimaginável há algum tempo), foi por buscarmos deliberar sempre com os pés no chão, algumas doses de radicalismo, ousadia, mas também de moderação, e mesmo tentando antecipar eventuais movimentos, como em um jogo de xadrez.
Vamos em frente, com hierarquia, disciplina e arrimo na Lei, JUNTOS E FORTES como NUNCA ANTES.
Errando sim, mas acertando também, JUNTOS. J U N T O S !
E dou a minha palavra de que prefiro a baixa a decepcionar pessoas que estejam acreditando em nossa mensagem.
Quanto ao meu querido e saudoso pai (mencionado), eu apenas gostaria de poder compartilhar com ele minhas angústias, expectativas e ouvir os prudentes conselhos, mais de um pai de que de um Coronel da PM: "vá com calma", "você não pode mudar o mundo", "cuidado com sua carreira", "tome conta de seu irmão", etc.
Na véspera de sua partida e no leito do INCA ele ainda me perguntava como ia o Comando do (Cel) "Ubiratan".
Queria poder dizer agora!
Queria que ele recebesse minha continência!
Queria chamar meu pai de "Coronel"!
Mas não dá! Desgraçadamente (que Deus me perdoe), ao menos nesta, não dá mais!
Desculpem!

Anônimo disse...

Sr.Maj Wanderby.

Com lágrima nos olhos e com certeza de sua decência, lhe digo: Os heróis escrevem sua história. E a sua História, o seu sobrenome já faz parte da história de nossa querida PMERJ.

Viva a PMERJ! Viva o CBMERJ! Vivam todos os homens de bem e que nesse momento unem seus ideais em torno de uma Corporação muito melhor para todos.

UNIDOS SOMOS FORTES E INVENCÍVEIS!

Samango do 1CPI e 7 BPM

Anônimo disse...

Que tal programarmos uma vaia para o Sérgio Cabral no encerramento do PAN? "Sérgio Cabral...pode esperar...a sua vaia vai chegar..."

SOMBRA disse...

Alguém sabe o que ficou decidido na reunião de hoje com o Cmt Geral?

Barrim disse...

Alguem sabe o saldo da reuniao de hoje do CG com os Coroneis?

Anônimo disse...

Por que os oficiais e, principalmente, o seu Comandante Geral do Corpo de Bombeiros estão quietos e não falam sobre o aumento? Será medo ou estão muito satisfeitos com os salários?

firefighter disse...

"Arruda pede a Lula recursos para reajuste de bombeiros
Segunda-feira, 23/07/2007 - 14:59

Brasília - O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, pediu hoje (23), em encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, recursos para aumentar em 42% os salários dos policiais militares e bombeiros e em 8,4% os dos policiais civis da capital federal.

De acordo com o governador, o presidente Lula determinou ao ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, que também participou da reunião no Palácio do Planalto, que libere o dinheiro por meio de medida provisória.

Arruda explicou que o reajuste para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros será maior para diminuir a diferença em relação ao salário dos policiais civis. "Se, em todo aumento, a gente fizer isso, lá na frente vai diminuir essa diferença, que hoje realmente é muito grande", afirmou o governador aos jornalistas."

Pois é companheiros de farda,
pelo menos alguns Governadores procuram o melhor para sua tropa, como acontece em Brasília e em vários outros estados.

Sabemos que há diferenças como a quantidade de efetivo em cada estado, como foi deixado os cofres no mandato anterior e vários outros por menores que existem.

Todavia nosso honrado Estado,que representa o cartão de visitas de nossa amada pátria no qual deveria ter como carro-chefe equipamentos de ponta para Policiais e Bombeiros, assim como salários dignos, pois em nosso efetivo temos em abundância profissionalismo, coragem e honra, o que nos falta é recursos.

Viaturas quebradas, equipamentos obsoletos que vivemos fazendo "recursos técnicos"(gambiarra), falta de fardamento e me desculpem se deixo de mencionar outras milhares de coisas.

Acho que ao invés de nosso Governante pensar em construir trens bala(como está escrito em uma reportagem do jornal de hoje), construir teleféricos e obras faraônicas e nababescas, ele deveria pensar nos verdadeiros guardiões deste estado,Bombeiros e Policiais que no cotidiano dedicam a sua vida ao próximo.


Não me lembro onde li mas concordo
com esta citação...

"As pessoas não deveriam temer seu governo.
O Governo é que deveria temer seu povo."

Abraços

Anônimo disse...

A postagem de hj do blog projeto200anos é preocupante...

SOMBRA disse...

Senhores foi realmente isso que trataram na reunião???!!!

"A intervenção mais efetiva foi do Coronel DAVI, Comandante do CPC, que com a empostação exagerada da voz costumeira, fez uma apologia a si mesmo, como de costume, e atribuiu ao Comandante Geral toda a responsabilidade em coibir o movimento dos “40 da Evaristo”, afirmando em alto e bom tom, que ele não está gostando desse movimento deste o começo e que ele era um Coronel da Antiga, linha dura.
A sua fala não deixou dúvidas, por ele todos os Oficiais e Praças que tem participado das reuniões e dos atos públicos promovidos recentemente, deveriam ser presos.
E nós que o indicamos para Comandante Geral, quando indicamos UBIRATAN e ESTEVES,
lembram?
Entretanto, como o tempo é senhor da razão...
Agora ficou claro o motivo de termos mudado de opinião, artigos depois.
Pior, foi a fala do Coronel MÁRIO PINTO, outro Coronel do Casal Garotinho, aquele que comanda o que não existe (O SEgundo CPC), que ratificou a posição do DAVI afirmando que deveríamos aplicar o RDPMERJ e o Código Penal Militar.
Uma outra fala que merece destaque foi a do Coronel SAMUEL, mui digno Chefe do Estado Maior Geral que provou tecnicamente que a Polícia Militar não pode ter aumento.
Uma explicação matemática (Ele é matemático) que nos manterá na pobreza, nada mais técnico.
E finalmente, devemos destacar que os 8 Barbonos não falaram nada – muito estranho – e após a reunião se reuniram na DGAL, logo após o término da reunião no auditório e depois, à noite, se reuniram com o Comandante Geral.
Vamos descobrir o que foi tratado, uma questão de tempo."


ACHO QUE ELES ESTÃO PRECISANDO DE UMA RESPOSTA A ALTURA...

CEL DAVI UM RECADO AO SENHOR...ESTOU LEVANTANDO TODA SUA VIDA FINANCEIRA E DE SEUS FAMILIARES...VEREMOS SE O SENHOR É TÃO BOM QUANTO SE ACHA...

Anônimo disse...

senhor major wanderby,a história vai se repetir...nossos mandatários irão prender alguns...vão ser "gratificados" pelo governador...e eu, soldado, vou continuar ganhando 1.000,00 reais...
mas sabe o que eles querem? querem me ver nas notícias dos jornais por que roubei 10,00, 20,00 ou qualquer trocado de alguém nas ruas do Maravilhoso Rio de Janeiro.
querem saber por que também?
por que os mandatários se sentem bem quando acontesse essas coisas, são os mecanismos de sustentação dos homens que venderam suas almas pra satanás, que sentem prazer em cada "joão helio" que se arrasta pelas ruas do Marivilhoso Rio de Janero...
mas eles nunca terão o prazer de me ver roubando ninguém, por que ainda que eu passe fome com meus filhos não perderei minha dignidade.
um dia todo o mal que esses homens, que tem seus valores calculados com moedas correntes, terão suas almas no mais profundo inferno e entendam inferno da forma que queiram nesta vida ou na vindoura...( lagrimas, o recurso de um homem honesto).

Anônimo disse...

senhor major wanderby,a história vai se repetir...nossos mandatários irão prender alguns...vão ser "gratificados" pelo governador...e eu, soldado, vou continuar ganhando 1.000,00 reais...
mas sabe o que eles querem? querem me ver nas notícias dos jornais por que roubei 10,00, 20,00 ou qualquer trocado de alguém nas ruas do Maravilhoso Rio de Janeiro.
querem saber por que também?
por que os mandatários se sentem bem quando acontesse essas coisas, são os mecanismos de sustentação dos homens que venderam suas almas pra satanás, que sentem prazer em cada "joão helio" que se arrasta pelas ruas do Marivilhoso Rio de Janero...
mas eles nunca terão o prazer de me ver roubando ninguém, por que ainda que eu passe fome com meus filhos não perderei minha dignidade.
um dia todo o mal que esses homens, que tem seus valores calculados com moedas correntes, terão suas almas no mais profundo inferno e entendam inferno da forma que queiram nesta vida ou na vindoura...( lagrimas, o recurso de um homem honesto).

Anônimo disse...

senhor major wanderby,a história vai se repetir...nossos mandatários irão prender alguns...vão ser "gratificados" pelo governador...e eu, soldado, vou continuar ganhando 1.000,00 reais...
mas sabe o que eles querem? querem me ver nas notícias dos jornais por que roubei 10,00, 20,00 ou qualquer trocado de alguém nas ruas do Maravilhoso Rio de Janeiro.
querem saber por que também?
por que os mandatários se sentem bem quando acontesse essas coisas, são os mecanismos de sustentação dos homens que venderam suas almas pra satanás, que sentem prazer em cada "joão helio" que se arrasta pelas ruas do Marivilhoso Rio de Janero...
mas eles nunca terão o prazer de me ver roubando ninguém, por que ainda que eu passe fome com meus filhos não perderei minha dignidade.
um dia todo o mal que esses homens, que tem seus valores calculados com moedas correntes, terão suas almas no mais profundo inferno e entendam inferno da forma que queiram nesta vida ou na vindoura...( lagrimas, o recurso de um homem honesto).

Anônimo disse...

Rapaz, nao precisa ir muito longe nao. O bigodudo e o "Apanhador do Campo de Centeio". O seu braço direito, o "pequeno", e o mapa vivo da mao de macaco na capital. Tem um rabo preso monstro. Ele e muito otario em botar o dele na reta.

SOMBRA disse...

Recado para o cel Mário:
Estamos catalogando sua passagem pelo 23ºBPM e pelo 8ºBPM(Vixe!!!). Coloque sua viola no saco e pare de falar besteira.

Anônimo disse...

E a história de mudança da lei 279/79 que alteraria o escalonamento, ficando os oficiais iguais aos delegados e as praças ganhando a mesma coisa de hoje, ou seja, bem abaixo dos PCERJ.
Mais uma vez será uma punhalada na tropa?
Quando será que a segurança pública, que inclui o nossa segurança, dos nossos familiarees e amigos, será levada realmente a sério, nesses estado, por quem realmente a faz?

Anônimo disse...

Realmente o descaso 'e grande ! Ate o "nosso" deputado, eleito por causa da macica votacao de policiais militares, o sr. Wagner Montes, ate agora nao botou a cara nas manifestacoes e nem vi nenhum pronunciamento dele aos policiais...Estou decepcionado, agora mesmo que nao voto mais em nenhum politico ! Temos que nos unir, pois a favor da gente, so tem a gente. Abracos.

Wanderby (wanderby@oi.com.br) disse...

Caros Srs
Quanto à realização de atos públicos, a mesma deriva de direito assegurado pelo que há de mais importante no cenário legal brasileiro, ou seja, a própria Carta Constitucional, de acordo com cláusula pétrea externada no art 5º, inciso XVI, in verbis:
"Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
XVI - todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente;".
Devo lembrar que a menção a "todos" compreende, ACREDITEM, mesmo os militares.
De tal sorte, continuaremos a exercer o direito CONSTITUCIONAL supra sempre que julgarmos necessário. Afinal, somos brasileiros militares ou militares brasileiros (ou fluminenses ou apenas militares)?
Todavia, lembramos de que tal qual se deu até o presente momento, nossos atos serão pautados pela HIERARQUIA, DISCIPLINA e pelo CUMPRIMENTO DA LEI (a começar pela própria C.F.).
Quanto aos dois últimos comentários, devo dizer que a hipótese de que a PM adote o mesmo modelo de escalonamento da PC, em que os delegados são alçados a "outro mundo" em termos remuneratórios, NÃO PASSA, EM HIPÓTESE ALGUMA,POR NOSSA CABEÇA (NEM POR NOSSA IMPRESSORA), pois redundaria na mesma injustiça e cisão existentes por lá. Por aqui, nosso lema é JUNTOS SOMOS FORTES, portanto, reiteramos que o que queremos é a INTEGRAÇÃO SALARIAL ENTRE PM e PC, nos termos da proposta de remuneração encaminhada pelo Sr CG à área econômica do RJ, de acordo com a qual o Cel seria igualado ao Del de 1ª e o Sd passaria a perceber salário bruto superior a R$2000,00. Tal é a proposta entregue pelo Sr CG e é com ela que nós fazemos coro.
A propósito, de onde estão brotando tais inverdades?
Quem e com que interesses está consumindo dinheiro e tempo para propagá-las?
Outrossim, faz poucos dias, um amigo disse que haveria um grande medo por parte de algumas associações de classe, que é o de perder capital. E a perda seria derivada justamente do fato de que associados e potenciais associados poderiam passar a perceber que se o que está sendo feito, o está sem a iniciativa de associações, tal é possível sem elas. E É!
Claro que defendemos a existência de associações de classe, não apenas para lutar por direitos, defendendo a CLASSE (como fez a ASSINAP, a AMAE e como tentou fazer a AME-RJ em relação à questão pontual da lavratura de termos circunstanciados pela PM), mas também para proporcionar certa seguridade aos seus integrantes (o que algumas parecem fazer com verdadeira maestria).
Se for verdade que a inverdade está sendo panfletada no interior de Unidades, voltamos a insistir no fato de que JUNTOS SOMOS FORTES e de que o apoio das associações de classe à INTEGRAÇÃO SALARIAL,nos termos do que foi encaminhado pelo Sr CG à área econômica (na presença de representantes de associações - valores citados abaixo) seja externado - POR TODAS.
Defendemos que as associações de classe manifestem apoio, tal qual fez inicialmente a ASSINAP e faz a AMAE, ao ideário proposto, o qual, se aprovado na íntegra, redundará em salário superior a R$2000,00 para o Sd PM Cl C.
Eis o que foi pedido:
Cel R$ 12.133,97
TC R$ 11.223,92
Major R$ 10.410,95
Capitão R$ 9.282,49
1º Tenente R$ 8.008,42
2º Tenente R$ 7.183,31
Asp Of R$ 6.431,00
Al Of PM R$ 3.397,51
Sub Tenente R$ 6.431,00
1º Sargento R$ 5.763,64
2º Sargento R$ 5.156,94
3º Sargento R$ 4.635,18
Cabo R$ 3.288,31
Soldado Cl A R$ 3.142,70
Soldado Cl B R$ 2.972,82
Soldado Cl C R$ 2.790,81
A diferença entre o possível e o impossível, é que o último não foi feito ainda, nada mais.
No que toca ao apresentador Wagner Montes, reitero que contrariamente ao que foi dito, o mesmo tem auxiliado E MUITO à mobilização, não apenas no que toca à divulgação e cobertura, mas mesmo à troca de idéias. Saibam que das duas tabelas que foram encaminhadas ao Estado (com os valores acima externados), uma o foi pelo próprio, em nossa presença.
No que respeita a não comparecer aos eventos, ele ATENDE A PEDIDO NOSSO.
Desde o início, nós deliberamos que as manifestações oriundas das reuniões públicas seriam conduzidas pelos próprios integrantes da classe, com o fito de buscar a maior legitimidade possível em relação ao pleito.
Finalizando, é importante que todos saibamos que mesmo que o cronograma alusivo aos próximos passos seja revisto, resultando em mais um voto de confiança ao Governo do RJ, com o aguardo do anúncio do dia 16/08/07 para a eventual deflagração do que quer que seja (passeata, tolerância zero - que não é uma questão de "se", mas de "quando" -, etc), tenha efetividade, NADA SERÁ POSSÍVEL SEM A UNIÃO ATÉ AGORA DEMONSTRADA.
JUNTOS SOMOS FORTES!
SOMENTE JUNTOS!

Anônimo disse...

O Chefe da Polícia Civil, Delegado de Polícia Dr. Gilberto da Cruz Ribeiro, tendo em vista o interesse para toda a classe policial, faz transcrever o VISTO do Chefe da Procuradoria de Serviços Públicos da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro – PGE, devidamente aprovado pela Exma. Sra. Procuradora-Geral, cujo teor trata que somente o Delegado da Polícia Civil possui competência para lavratura do Termo Circunstanciado:

“PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Procuradoria de Serviços Públicos – PSP

Processo Administrativo nº E-09/223/1200/2005

À Exma. Sra. Procuradora-Geral do Estado do Rio de Janeiro.

MD. Dra. Lúcia Lea Guimarães Tavares

VISTO. Por estar de acordo com sua fundamentação e conclusões, aprovo o percuciente e bem lançado Parecer nº 17/2007/BTD/PSP, da lavra do ilustre Procurador do Estado Dr. BRUNO TEIXEIRA DUBEUX, que, ao proceder à nova análise do processo, entendeu por bem propor a revisão do posicionamento desta Procuradoria-Geral do Estado, outrora firmado na manifestação de fls. 185/188 do processo administrativo nº E-09/8112/0010/05 (apenso ao presente), do não menos ilustre Procurador do Estado Dr. DELCY ALEX LINHARES, chancelado pelo então Subprocurador-Geral Dr. SERGIO PIMENTEL BORGES DA CUNHA (fls. 189 do processo administrativo nº E-09/8112/0010/05, apenso ao presente).

Como bem salientou o Dr. Bruno Teixeira Dubeux, de forma lapidar, a competência para lavratura do termo circunstanciado a que se refere a Lei Federal nº 9.099/95 é exclusiva do Delegado de Polícia, porquanto se insere dentro das atribuições da denominada Polícia Judiciária.

A conclusão central apresentada no parecer que ora se aprova resta ainda mais reforçada com a expressa previsão legal no âmbito do Estado do Rio de Janeiro – artigo 24 da Lei Estadual nº 2.256/96 – de que a competência para lavratura do termo circunstanciado é do Delegado de Polícia. A norma estadual teve a missão de regulamentar, no âmbito do Estado do Rio de Janeiro, o artigo 69 da Lei Federal n º 9.099/95 e o artigo 144, § 4º, da Constituição da República de 1988.

Diga-se mais: visando a dar efetividade ao princípio da celeridade, tão protegido e pretendido pela Lei Federal nº 9.099/95, é de se destacar dois atos união celebrados no âmbito do Estado do Rio de Janeiro, prevendo ser o Delegado de Polícia a competência para lavratura do termo circunstanciado da Lei nº 9.099/95. Tratam-se: a) da Resolução Conjunta nº 002/96, da douta Procuradoria-Geral da Justiça e da Secretaria de Estado de Segurança Pública; e b) do Convênio sem número celebrado entre a Secretaria de Estado de Segurança Pública e o e. Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, nos autos do processo administrativo nº 162.862/05 (fls. 63/69 deste processo administrativo).

Argumente-se, ainda, na esteira da fundamentação aposta no parecer que ora se aprova, que a se permitir a lavratura de termos circunstanciados por Policiais Militares ou por outras pessoas incumbidas de alguma função de segurança, mas que não seja o Delegado de Polícia, estar-se-ia pondo em risco, ou mesmo violando, o devido processo legal dos supostos infratores, de verem contra si instaurado procedimento junto aos Juizados Especiais Criminais por autoridade manifestamente incompetente.

Em razão do exposto, sem deixar de prestigiar o valioso trabalho desenvolvido pela Polícia Militar no âmbito do Estado do Rio de Janeiro, aprovo em sua integralidade o Parecer nº 17/2007/BTD/PSP, encampando, inclusive as sugestões nele apresentadas, destacando a de imediata comunicação, caso alterado o posicionamento desta PGE, ao Comando Geral das Polícias Militar e Civil, bem assim ao Ministério Público, ao Tribunal de Justiça e à Secretaria de Segurança Pública.

Sugiro ainda, caso aprovado este parecer, seja ele encaminhado ao CEJUR/PGE, para fins de análise da viabilidade de sua publicação na Revista da Procuradoria-Geral do Estado.

Submeto, porém, a manifestação à análise superior de Vossa Excelência.

Rio de Janeiro, 12 de julho de 2007.

Flávio de Araújo Willeman

Procurador do Estado do Rio de Janeiro

Chefe da Procuradoria de Serviços Públicos”

Ressalte-se que o inteiro teor do Parecer nº 17/2007/BTD/PSP, da d. PGE, estará disponível na Assessoria Jurídica desta Instituição Policial.

Rio de janeiro, 23 de julho de 2007.

GILBERTO DA CRUZ RIBEIRO

Chefe de Polícia

Anônimo disse...

E o policiamento ostensivo? qual a lei que permite que a PC tenha farda, e faça operações ostensivas?

SOMBRA disse...

ATENÇÃO!!!VAMOS FICAR ATENTOS!!OLHA O QUE O VERME DO GAROTINHO ESCREVEU EM SEU BLOG:

"26.07.2007
Papo do Blog
Traição à vista
O Comandante-geral da PM, Coronel Ubiratan Ângelo se reuniu com um grupo de coronéis da ativa a portas fechadas para discutir as reivindicações de aumento da corporação, encabeçadas pelos oficiais.

Disse aos coronéis que está com a tropa e vai defender até o fim a equiparação dos salários da PM com a Polícia Civil, o que garantiria, por exemplo, que os coronéis tivessem o salário igual ao dos delegados de primeira. Também apoiou a reivindicação pelo escalonamento vertical.

O Coronel Ubiratan só não disse aos oficiais qual é o seu verdadeiro objetivo. De antemão, sabe que o governador Sérgio Cabral jamais vai aceitar as duas reivindicações da corporação, até porque com a arrecadação do estado em baixa, não tem dinheiro para pagar. No máximo sairá um cala-boca para a Polícia Militar, que o governador Sérgio Cabral quer pagar a partir do ano que vem, em parcelas a perder de vista.

Então por que se desgastar com o governador ? Por que não defender um reajuste dentro da realidade ? Simplesmente, porque já ouviu nos corredores palacianos que após o Pan, toda a cúpula da segurança pública será trocada. Ou seja, vai perder o cargo.

Inconformado com a “fritura”, o comandante-geral da PM decidiu contra-atacar. Quer sair bem com a corporação e vai jogar a tropa contra o governador Sérgio Cabral, que muito prometeu aos policiais militares na sua campanha e agora finge que esqueceu, porque não sabe onde arrumar dinheiro para cumprir sua palavra.

Um grupo de oficiais graduados ligados ao Coronel Ubiratan já divulgou um manifesto onde ele é chamado de líder da tropa e segundo se comenta, no futuro seria candidato a algum cargo eletivo.

Tudo isso explica o fato porque o Comandante-geral faz vista grossa às manifestações de rua que foram realizadas em Copacabana e na Cinelândia para pedir aumento. Todos sabem que esse movimento é encabeçado por um major, filho de um coronel que em um contexto diferente e sem o apoio – mesmo que velado – do comandante, já teria sido punido.

Portanto é bom o governador Sérgio Cabral abrir o olho, porque se sua imagem já está desgastada junto à corporação, vai ficar ainda pior, graças ao plano arquitetado pelo comandante-geral da PM."

OLHO VIVO disse...

Ô COMANDANTE-GERAL DO CBMERJ...DEPOIS DE TER SIDO ADICIONADO AO PESSOAL DA SAÚDE, VAI FICA OMISSO QUANTO AO DEBATE SOBRE AUMENTO? A LEI 279 É DOS SENHORES TAMBÉM!!!

Anônimo disse...

Sinceramente!
Melhor coisa que devemos dar ao Antônio Molequinho, vulgo Pilantra, deve ser o total despreso e termos a espernça que o MP o ponha na cadeia junto com a Margaridinha.
Por esses comentários, feitos por ele, parece até que a tropa adorou seus oito anos de administração. Ou o que realmente o preoculpa é que o atual governador esta ganhando a cada dia que passa o respeito e a confiança da tropa e esta tem a esperança que suas revindicações serão aceitas e cumpridas pelo atual administrador.
Por tanto este Molequinho tem mesmo é que se preoculpar, pois aqui no Rio ele não ganha nem mais eleição para sindico, a não ser se for para ser sindico de ONG desvia verba e paga campanha eleitoral.

Juntos Somos Fortes.

Anônimo disse...

Já li este depoimento do Sr garotinho. O que me chamou a atenção foi o fato de chamar o reajuste salarial de "cala boca". É assim que ele e sua esposa pensavam do CBMERJ e PMERJ.
Eu gostaria de saber se os oficiais superiores do CBMERJ estão apoiando toda esta movimentação pelo nosso tão esperado aumento.
Tomara que os Oficiais do CBMERJ não estejam pensando que se a PM ganhar o CBMERJ também leva.
SERIA UMA COVARDIA MUITO GRANDE FICAR SÓ DE FORA VENDO O CIRCO PEGAR FOGO.
Soldado do fogo!!!

Anônimo disse...

senhor major, gostaria de saber um pouco sobre esta proposta da policia civil que saiu no jornal extra de hoje 27/07/2007... o que eles estão propondo? eles querem ser nossos chefes? e o governador pode atender esses pedidos?

Dath disse...

Eles só podem está de brincadeira ou estão desesperados

Carta pede a unificação das polícias
Publicada em 26/07/2007 às 23h10m
O Globo
RIO - Em carta enviada ao governador Sérgio Cabral, 101 delegado e um inspetor sugeriram a unificação das polícias Civil e Militar do Rio. A proposta foi uma resposta ao pedido feito por coronéis da PM de equiparação salarial com a Polícia Civil. Segundo a carta, os delegados teriam a supremacia na nova corporação.

As autoridades policiais sugerem ainda a desmilitarização da PM: a corporação não mais usaria farda, e sim uniformes padronizados.

A integração salarial poria, por exemplo, um coronel pleno da PM equiparado a um comissário de polícia; um coronel a um inspetor de 1 classe; e um tenente-coronel a um inspetor de 2 classe.

Já a proposta dos militares é de que o salário do coronel pleno seja equiparado ao do delegado classe especial; e os de tenente-coronel, major e capitão aos de 1 , 2 e 3 delegados, respectivamente. A partir daí, seria criado um escalonamento, com média salarial de R$ 2.500 para os soldados.

Quero ver agora o dignissimo CEL PM DAVID querer prender todos os que fazem a manifestação pela integração salarial com a Policia Civil, quem sabe ele gostaria de ser equiparado com o inspetor de 1 classe e ter como chefe um delegado com três meses de curso.

Wanderby (wanderby@oi.com.br) disse...

Caros Srs
Eu não li a íntegra da carta.
Pelo que li nos jornais, fiquei com vergonha; com vergonha da classe de delegados de polícia do RJ, paga para nos servir.
Por outro lado, percebo certo tom de "última cartada" para tentar impedir não a integração salarial em si mesma, mas o nascimento de um obstáculo para que tal classe consiga alçar vôos ainda mais altos em matéria salarial, dissociando-se ainda mais do "resto" da polícia fluminense.
O pano de fundo parece ser apenas um: DINHEIRO!
Lamentável posição, certamente danosa à própria classe de delegados.

Anônimo disse...

Querem rir! vejam:

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2007/07/26/296997701.asp

Anônimo disse...

olhem... eu não quero ser pessimista, mas querendo ou não os delegados tem mais força política do que os Cel.( inclusive o nosso Cel. Davi) e essa proposta dos Del. POLs, lergam na frente em relação as respostas do Governador.

Anônimo disse...

Li a carta dos delegados que está no blog militar legal, os delegados desmoralizaram nossa Policia Militar, quero ver a resposta dos CELs. da "antiga".

Anônimo disse...

Sr. Maj Wanderby

Não podemos esmrecer. Não podemos voltar atrás e retroceder é impossível.
Apesar da existência de alguns Oficiais Mau caráter, a tropa em sua maioria confia no senhor e em nosso Comandante Geral.
A carta dos Policiais Civis são o exemplo de seu desespero. Sinal de que estamos indo no caminho certo.
Vamos JUNTOS ATÉ AO FINAL, POIS JUNTOS SOMOS FORTES.

Samango do 1 CPI e 7 BPM

Anônimo disse...

Se o "Molequinho" chamou no seu Blog de "cala-boca" o reajuste salarial, imagino ele conversando na época doS seuS GovernoS (Garotinho e Rosinha): - Ah, dá qualquer cala-boca pra eles que eles ficam quietinhos.

FORMADO EM DIREITO, MAS DUVIDO DA JUSTIÇA NO REAL SENTIDO DA PALAVRA disse...

Major Wanderby, com que embasamento seríamos presos? Conseguiríamos um Habeas Corpus preventivo?