29/07/2007

INTEGRAÇÃO SALARIAL. "Ponto de discórdia" - ainda.

.
A propósito da postagem anterior, resta dizer que o paralelo pode (e deve) ser traçado ainda em relação aos outros beneficiários da reivindicação de INTEGRAÇÃO SALARIAL, os membros do Corpo de Bombeiros Militar do RJ.
.
De acordo com a legislação vigente, componentes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, militares estaduais, recebem a mesma remuneração, logo, o pleito beneficia à ambas instituições.
.
Voltando à máxima de delegados de polícia segunda a qual a integração salarial com a Polícia Civil não seria possível, tendo em vista que "as funções e níveis de escolaridade são diferentes...", em clara defesa dos atuais níveis de disparidade salarial, marcadamente, é claro, no que concerne aos seus próprios salários, cabe esclarecer que quanto ao primeiro tópico (escolaridade), a explanação aludida em relação à Polícia Militar encontra perfeita similaridade com o Corpo de Bombeiros Militar, já que, respeitadas determinadas especificidades, lá também há cursos de mesmo nível (ou superior).
.
O oficial bombeiro militar, tal qual o delegado de polícia e o oficial policial militar, tem nível superior, mas apenas o Curso de Formação de Oficiais detém tal graduação.
.
Todavia, ao adentrarmos às funções, talvez encontremos justificativas ainda maiores para que a integração seja atendida pelo governador Sérgio Cabral.
.
Se o principal mister do governo é atender ao bem comum, não é o Corpo de Bombeiros Militar um dos principais instrumentos de que se utiliza para tal?
.
Afinal, somente no ano de 2006 o Corpo de Bombeiros Militar do RJ foi responsável por 200248 atendimentos, com um total de 128430 vítimas socorridas, representando um atendimento a cada 2 minutos e 37 segundos.
.
Em 2007 a média de atendimentos é de um atendimento a cada 2 minutos e 21 segundos, denotando que a população fluminense conta, cada vez mais, com os soldados do fogo.
.
Contabilizando o período de 2004 a 2007, de acordo com números disponibilizados no site da Corporação - http://www.cbmerj.rj.gov.br/-, chegamos à impressionante cifra de 649.120 (seiscentos e quarenta e nove mil, cento e vinte atendimentos prestados à população.
.
Alguém duvida da importância fática das funções desempenhadas pelo Corpo de Bombeiros Militar do RJ para a segurança da sociedade?
.
Eles têm razão, "as funções e níveis de escolaridade são diferentes...".
.

A propósito, há algum site em que seja tornado público o resultado do trabalho dos delegados de polícia?
.
Existe algum local em que possamos contrapor as informações de que os mesmos não elucidam sequer dois pontos percentuais dos delitos que "investigam"?
.
Poderíamos utilizar a mesma bandeira dos opositores da idéia para dizer que um dos parâmetros que justifica a integração salarial é representado pelos níveis de escolaridade ostentados pela PMERJ e pelo CBMERJ, mas, sinceramente, talvez não sejam tão importantes assim diante de algo que parece muito maior:
.
a relação entre as funções desempenhadas e o atendimento à população.
.
Caro governador Sérgio Cabral, no seio da democracia, há parâmetro melhor?
.
A integração salarial é uma questão de respeito não apenas às Corporações beneficiadas, mas à própria população do RJ, cliente de seus serviços.
.
A PROPÓSITO, QUAL É O TELEFONE DA POLÍCIA MILITAR?
.
QUAL É O TELEFONE DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR?
.
ALGUÉM SABE QUAL É O TELEFONE DA POLÍCIA CIVIL?

12 comentários:

Anônimo disse...

MAJ, mais uma vez brilhante nas suas postagens. Boa pergunta, quais são os números de inquéritos solucionados pelos promotores ou desculpe pelos delegados?

CB PM R...

Anderson disse...

Major, parabéns pelos textos disponibilizados neste Blog e obrigado por exaltar também a importância do CBMERJ nesta luta por dignidade. Lamento apenas que alguns companheiros da Polícia Civil estejam criticando a Integração Salarial, pois Juntos Somos Fortes e querendo ou não PCERJ, PMERJ e CBMERJ são Forças Estaduais. Não temos que competir entre si e sim nos unir contra o descaso das autoridades quanto aos nossos salários e condições de trabalho.

andersonfliess@superig.com.br

CFS WILLIAM disse...

É chefe, se o nosso governador teve força política para influenciar na mudança do Ministro da Defesa, e ponderar o uso do Exército nas ruas do Rio, sem que o comando da PMERJ sejá passado para um General, contrariando a obrigatoriedade de intervenção federal, como diz na Constituição, se não me engano. Agora, com toda essa força, nosso governador só não nos atende se não quiser mesmo.

Pegaso disse...

A maior vitoria do movimento ate agora foi essa integraçao e uniao com o CBMERJ. Fico muito feliz desde já.

Ten BM Lauro disse...

Mais uma vez, Major, Parabéns!!!
Cidadãos Fluminenses, autoridades civis e militares têm a oportunidade de perceber a VERDADEIRA realidade dos Homens e Mulheres da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar que juraram suas vidas e as dedicam pela segurança e proteção da população!
Durante minha curta carreira militar, aprendi a pesquisar e ter certeza antes de julgar e/ou divulgar parecer sobre qualquer tipo de classe ou pessoa.
Nossos MD Delegados de Polícia deveriam usar destes princípios também antes de verbalizarem seu desespero...
Talvez eles teriam oportunidade de aprender um pouco se fizessem pós-graduação tal como fazemos para ingressarmos no Oficialato Superior e no Posto de Coronel.
Saudações aos companheiros Militares Estaduais!
"JUNTOS SOMOS FORTES"

Mônica Reis disse...

Muitas vezes é justamente nas horas de maior dificuldade que percebemos a importância e a presença dos policiais militares e dos bombeiros em nossa vida. E como disse o Major Wanderby, todos sabemos e temos à mão o telefone dessas corporações. É inadmissível que a população fluminense deixe de apoiar a luta de quem está ao seu lado nos momentos difíceis.
Força!

Cabo BM disse...

Parabéns Marjor,,

A importância do CBMERJ e da PMERJ no cotidiano da população do nosso estado é efetivo,, como o Sr. mesmo mostrou a efetividade do CBMERJ, órgão respeitado pela população. Pergunta-se a qualquer cidadão do nosso estado quais os telefones emergenciais e logo eles dirão o da polícia militar e do Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil, cadê o contato para socorrer a população??? Todas as entidades são importantes, mas sem essa de desvalorizar o CBMERJ e a PMERJ, alías o CBMERJ tem mais de 95 % de aprovação da população..

JUNTOS SOMOS FORTES,, TOLERÂNCIA ZERO JÁ

Anônimo disse...

Quer dizer que o Médico do Bombeiro que já entra com faculdade de medicina seria comparado com o salário de um Inspetor de quinta classe!!!
Qual dos dois presta o melhor serviço pra sociedade heim?
Alguém sabe o que faz um inspetor de quinta classe?

Inconfomado disse...

Sr, seus argumentos são indubitavelmente bons, mas a realidade é bem difrente. Parece-me que a inércia em busca de soluçoes, não so pecuniarias mas de condiçoes de trabalho assola a maioria das policias. A PM do DF, que tambem busca a integraçao nao o conseguiu, apesar de eu acha-los mais enganjados do que o pessoal por aqui, mas a semente esta lancada e não devemos esmorecer. Creio que isso significa, infelizmente, se preciso for, uma greve, ideia que não me agrada pois tenho familia que anda pelas ruas, sem segurança particular e so tem a Pm pra contar, mas acredito que eles precisam ver a falta que fazemos e o quanto somos importantes!!! Avante!!!

pmutopia disse...

As vezes penso no quanto o ser humano é mesquinho e ridículo. Delegados de Polícia escrevendo uma carta ao Governador do Estado, propondo uma integração sem pé nem cabeça, redigindo uma carta cheia de equívocos (cel "full" x cel; dentre outros); ignorando uma série de detalhes e com conceitos totalmente distorcidos. Enfim, será verdade que a classe tenha enviado tal carta ao governador?Quero não acreditar nisso. E quanto a nós? Nossa situação beira o ridículo. Nós não temos viaturas em condições mínimas de segurança, não temos equipamentos, não temos uma remuneração equivalente ao nosso trabalho e ao risco inerente a ele, não temos subsídios mínimos, não temos seguer o respeito da sociedade, que nunca irá respeitar uma instituição abandonada as traças e facilmente manipulada pela elite. Somos fantoches, marionetes do governo. E então, até onde iremos? Pouco me prende aqui hoje, diria que apenas a presença de oficiais como o senhor... É lamentável, mas entrei para a PMERJ para ajudar o proximo, e se não puder faze-lo irei embora. É lamentável mas começo a perder um pouco da fé na nossa sociedade, que se deixa dominar por políticos tão corruptos e inertes a nossa realidade. Deus nos ajude!

JUNTOS SOMOS FORTES!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Sinceramente senhores (PMs,PCs e BMs).

Essa palhaçada que se instalou após as nossas revindicações salariais, não passa de artimanha dos nossos reais inimigos que querem enfraquecer nossas mobilizações e tirar nossas atenções de quem realmente é um entrave para a segurança pública deste estado e esses provavelmente não são das três Briosas seculares que servem e protegem essa população sofrida.

Temos que nos perguntar:

A quem interssa essa briguinha infantil?

Qual será o lucro dos membros das Briosas caso essa picuinha piore?

Será que assim conseguiremos convecer o governador a atender às nossas propostas?

Não nos é mais útil nesse momento, e em outros também, a união para vencermos? Lembrem-se da operação no complexo do Alemão nas vesperas do Pan.

Senhores membros da amada PCERJ. Nós não queremos tomar carona nos seus atos e revindicações. Queremos sim escalonamento vertical para nós e para os senhores também. Uma vez que estamos todos no mesmo barco.

Colegas de fardas das amadas Briosas PMERJ e CBMERJ, tenham mais paciência com aqueles da PCERJ que não conseguem enchergar além dos próprios umbigos e egoismos, com certeza são a minoria por lá, e no final da batalha que iremos todos vencer, esses não terão outra alternativa a não ser darem os braços a torcer e, mesmo que intimamente, dirão: "se não fossem eles a nos apoiar, nós não conseguiriamos".

SAMANGO!!!!