30/12/2006

Triste ocaso!

Finalmente, é chegado o momento de renovarmos nossas esperanças em dias melhores. Finalmente, é chegada a hora da merecida e esperada reclusão da omissão, da iniqüidade, da incompetência, da fraqueza moral, da covardia e do despotismo.
Façam (se puderem) a necessária reflexão sobre tudo de mau que provocaram ou que não tiveram coragem moral para obstar.
Tenho pena de vocês!
E vocês parecem realmente ser dignos dela. Dignos dela sim, já que acredito que a absoluta falta de qualidade demonstrada não foi fruto apenas de seus desígnios, mas também de seu amadorismo, ignorância e incompetência.
Meu Deus, como vocês conseguiram chegar a ocupar cargos de tamanho destaque? Como conseguiram ocupar cargos?
E o pior é tudo o que fizeram ou deixaram de fazer para lograr permanecer nos mesmos.
Será que as "honras", os metais reluzentes, os diplomas e as vantagens justificam tamanha covardia?
Será que vocês não sentem nenhum incômodo pelas péssimas condições de trabalho ofertadas aos seus?
Pela falta de credibilidade moral de muitos dos seus escolhidos?
Pelo agravamento de nossa crise de credibilidade interna?
Pelo envolvimento de muitos dos seus escolhidos com atividades estranhas?
Pelas injustiças meritocráticas praticadas?
Pelas medalhas, distintivos e mimos concedidos, por vezes, por vocês a... vocês mesmos?
Pelo caráter festivo conferido à Instituição em meio à sua própria deterioração?
Pelo viés político implementado/tolerado/alimentado por vocês, seja nas "palestras" proferidas por autoridades candidatas "insuspeitáveis", seja nos churrascos, inaugurações e eventos outros aos quais foram convidadas (ou se convidaram) a participar?
Pela proliferação de inaugurações festivas de prédios, por vezes, sem condições mínimas de habitabilidade, tampouco dotados de recursos humanos suficientes?
Pelos favores prestados e alimentados?
Pela nossa descaracterização quase absoluta, inclusive no que toca à nossa frota e roupagem? Pela utilização de viaturas por vocês, seus familiares e amigos, dentre os quais funcionários já inativos?
Pela flagrante distância entre o que falaram e escreveram e o que fizeram?
Pela não observância proposital de inúmeros direitos conferidos por lei?
Pela incompetência ostentada por alguns de seus assessores, partícipes ativos de todo o processo de degradação vivenciado?
Pela utilização privada imposta a recursos de natureza pública?
Pelas inúmeras vítimas inocentes da "política" alimentada ou não obstada por vocês?
Vocês não têm vergonha?
Conseguem dormir bem? Têm certeza?
Que bom seria se pudéssemos arrancar a página em que figuram do livro de nossa história.
Sinceramente, nós merecíamos algo melhor!
Eu tenho vergonha de vocês!

5 comentários:

Cathalá disse...

Não vou nem comentar o post, Major.

O Sr. já sabe o que essas situações me levaram a fazer.

Uma pena.

Minha continência e um bom ano novo.

Cap Busnello disse...

Maj,

Aproveito para felicita-lo nesse novo ano, para toda vossa familia e amigos.

E para me despedir desses tbm aqui deixo uma lembrança de pensamento muito antigo mas altamente reflexiva, e como pra dizer tchau, que se vao em paz e que nunca mais voltem, pois esses dias serao lembrados para sempre com o periodo da covardia.Tchau!!!!!


O famoso discurso de Henrique V, que deu origem à expressão "Band of Brothers":
Quem não tiver estômago para essa luta, deixe-o partir. Dê-llhe dinheiro para apressar sua partida porque não queremos morrer em sua companhia. Quem sobreviver e voltar para casa em segurança, acordará todo ano nesse dia, mostrará aos vizinhos as cicatrizes e contará histórias de todos os grandes feitos da batalha. Contará ao filho essas histórias e seremos lembrados desse dia até o final dos tempos. Nós, poucos e felizes bando de irmãos; porque quem derrama o sangue comigo é meu irmão. E os homens temerosos de ir à luta se considerarão inferiores quando ouvirem como lutamos e morremos juntos.

Lembren-se nao quero morrer em sua companhia nem por vcs.


"...Eh triste não ter amigos? Ainda mais triste eh não ter inimigos, porque quem não tem inimigos eh sinal de que não tem: nem talento que faça sombra, nem caráter que impressione, nem coragem para que o temam, nem honra contra qual murmurem, nem bens que lhe cobicem, nem coisa alguma que invejem..."
(Voltaire)

Eh muito triste mesmo como serao lembrados...?????

Anônimo disse...

....Eh caro amigo Maj, desejo a eles que não voltem mais. Esse Ch do EM, fez uma covardia comigo, os dias dele estão sendo contados lá no Juizado Cívil, por danos morais e materiais, ele vai ter que pagar por tudo que me fez, irá pagar cada centavo do próprio bolso, quero que ele sofra igual eu sofri, não foi comandante de nada, não quiz apurar aquilo que denunciei, e além do mais, quis me punir gravemente para protejer seus amigos tb coreneis etc... após a mudança de comando darei meu nome e relatarei aquilo que ele não quiz apurar, ele e outros.Um grande abraço Maj e feli8z ano novo.

túlio hostílio disse...

visitei este blog, tendo em conta o vosso interesse por temas relacionados com a segurança, visitem também http://www.tocadotulio.blogspot.com/

renato disse...

A culpa da crise da segurança pública não é só dos políticos. A polícia tem grande contribuição na mantuenção do caos em que vivemos. A corrupção e bandidagem praticada por policiais há décadas hoje volta-se contra a própria polícia nos ataques sofridos.