13/05/2007

198º aniversário da PMERJ.

.
Ótima oportunidade para que, em meio às comemorações e costumeiras condecorações que serão levadas a efeito em nossa querida Academia, seja anunciado "pomposo" reajuste nos vencimentos de todos os nossos militares, suficiente ao menos para repor as perdas salariais verificadas ao longo dos últimos anos.
E para que nossos jovens cadetes, que hoje receberão o "Espadim de Tiradentes" (cujo decreto presidencial de criação, assinado por JK, foi revogado por Fernando Collor), passem a ter o oficialato da PMERJ como verdadeira opção de carreira e não de "trampolim" para ofícios melhor remunerados, como aqueles exercidos, por paradoxal e antagônico que possa parecer, por alguns de seus professores, ex oficiais ou oficiais inativados por concurso público.
Parabéns cadetes da PMERJ!
Saibam que o pedaço de solo em que hoje solenemente pisarão continua, apesar de tudo, sagrado.
Que suor e sangue foram ali derramados por centenas de outros cadetes, ao longo de inúmeras (nem todas, de bom tom) "provações acadêmicas" a que foram submetidos.
Que muitas gerações passadas também experimentaram o mesmo orgulho que em breve os Srs (e seus familiares) experimentarão. O misto de orgulho e, agora mais do que nunca, preocupação das mães, mesmo assim felizes em ver seus filhos bem fardados, perfilados e com uma insígnia de metal sobre os ombros. Que belo presente!
Que um dia, por mais incrível e absurdo que possa parecer, os Srs lembrarão com uma saudade avassaladora do dia de hoje. Avassaladora!
Carpe diem.
E só mais uma coisa: aconteça o que acontecer, saibam, caros cadetes, que o secretário de segurança pública não tem direito à continência (e, menos ainda, à apresentação pessoal, passagem em revista à tropa, posição de sentido durante seu "toque", etc), honraria somente deferida, no âmbito das autoridades civis do estado, ao Governador.
Nem tampouco ao tratamento de "Doutor", já que delegado não é doutor (a não ser que tenha... doutorado). Delegado é... delegado e secretário é... secretário.
"Deus está nos detalhes".
Parabéns jovens cadetes da PMERJ!
Vigor e pujança, alma nova da Pátria esperança...

6 comentários:

ricardo mendonca disse...

Acho que nao entendi direito. O governador nao irá a solenidade de formatura dos novos Oficiais? O secretario é quem vai representa-lo? nao... nao quero acreditar. eu entendi errado major! eu entendi errado.

abraços.

Anônimo disse...

Antes de "cobrar" que os futuros oficiais da PMERJ continuem nela, deve-se dar a eles um salario digno do cargo que ocupam. Aumentar o salario de todo o efetivo, do soldado ao Coronel "full". Pois em Tenente ganha sua patente e vai comparar com outro funcionalismo publico (dentro do Estado mesmo) e ve que ele ganha uma miseria, nao tem suporte do Estado, anda em VTRs decadentes, tem sua tropa cansada pelo excesso de seguranças... Ele acaba saindo, e procurando outro concurso publico, com maior remuneraçao e maior reconhecimento...

Anônimo disse...

Enquanto isso, a 'M'...continua a mesma!

Samango.

Anônimo disse...

e enquanto isso em sao goncalo....as maquinas cacas niqueis infestam os bares da cidade....a policia nao faz nada???? por que sera?????????
e ai? ai???????????

Anônimo disse...

È gente, tem muita coisa errada!!!!!!

Tá na hora de mudar!!!!

ass. lopes

Anônimo disse...

Sabes o porquê de tantas máqui9nas caça niquéis e o jogo do bicho estarem funcionando a todo vapor em qualquer lugar do Rio de Janeiro? Respondo! todos são coniventes, do soldado ao comandante do Btl, porque se vocês quizessem combater essas contravenções, não precisam de ordens, é só prender. Vocês tem medo de que? É combatente, a pelenga é dada a todos, e aqueles que não a recebem por algum motivo, que não vem ao caso agora discutir, também não o fazem e ficam reclamando.