19/10/2008

E quem será responsabilizado pelas desastrosas conseqüências de uma das idéias mais estúpidas já colocadas em prática em matéria de segurança pública?

Quais foram os reais objetivos (classistas) da retirada das ruas do seguimento mais ostensivo, eficaz e próximo à população da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro?

5 comentários:

Anônimo disse...

Corporativismo pobre e mentiroso esse seu, major da PM wanderby.
A polícia militar não precisa do trânsito para policiar à pé ou para se fazer mais presente nas ruas. Basta tirar os soldados dos serviços internos. Agora eles vão aparecer não vão?
Quer dizer que só há gente para patrulhar as ruas do Rio se for para tomar conta de trânsito né?
Quer dizer que a PM só tem ostensividade no trânsito né?
Você é uma farsa.

MSC disse...

FARSANTE É VC, SEU PC ENRUSTIDO!
O MAJ WANDERBY EM MOMENTO ALGUM AFIRMA QUE A PM PRECISA DO TRÂNSITO PARA REALIZAR O POLICIAMENTO OSTENSIVO, AO CONTRÁRIO, AO NÃO REALIZÁ-LO DEIXA "NO VÁCUO" (LACUNA MESMO) ESTA MODALIDADE QUE LHE É EXCLUSIVA PELA CRFB 88.

VC DEVE SER UM DOS SEGUIDORES DO SESEG, SEU FARSANTE!

Anônimo disse...

Ê lixo corporativista !!! Então só dá para botar gente na rua ostensivamente se for no trânsito? Então dividindo a atenção de travessia de pessoas em sinais, multas de carros parados irregularmente e avanço de sinal, com bandidos suspeitos em portas de bancos esperando sua vítimas para as saidinhas, os PMs são mais eficientes? Fazendo só policiamento ostensivo de vigilância não basta? Fazendo só o policiamento com olho nos punguistas, nas pessoas portando volumens suspeitos sobres as roupas, rodeando pessoas paradas por muito tempo na porta de comércios, loterias, lojas de cambio, tudo isso só é melhor observado se o PM estiver no trânsito? Então pra trânsito tem efetivo, para vigilância não?
Não, isso não é burrice. Não dá pra acreditar. Só pode ser esperteza demais.

Anônimo disse...

Major, sugiro que você tenha umas aulinhas com o canditado Gabeira sobre a utilização de PM no controle do trânsito. Parece que ele pelo menos tem consciência de que a guarda municipal deve controlar o trânsito e não a Pm, que sequer dá conta dos vagabundos pé de chinelo que infernizam o cidadão. Desviar a atenção dos PMs sobre criminosos para controle do tráfego como o senhor defende no seu blog é o fim da picada.

Anônimo disse...

Major Wanderby eu as vezes sinto muita sinceridade no senhor mesmo quando discute temas polêmicos como a atuação da PM como polícia judiciária utilizando a lei 9099 para crimes de pequeno potencial ofensivo. Nessas horas penso que o senhor não está pensando nos privilégios da lei e sim no interesse público. Mas em outras vezes o senhor é tão contraditório. A PM fazer trânsito quando deveria vigiar as ruas e prevenir o crime soa mal. Por que isso? É porque é atribuição exclusiva, como disse um comentário acima? Fica contraditório. O senhor defende o interesse público só se for contra outra instituição. Mas o senhor defende o privilégio da exclusividade se for a favor da PM. Agora quem vai acreditar que a PM não encontra gente para o trabalho preventivo mas num estalar de dedo arruma um mundo de gente para o trânsito? Onde está essa gente hoje? Porque não estão patrulhando as ruas e reprimindo o crime? Porque vão fazer melhor a prevenção e a repressão agora?